Congresso em Foco

Deputado Marcelo Ramos [fotografo]Ag. Câmara[/fotografo]

Teto de servidores é mais aceito do que fim da estabilidade, diz deputado

28.10.2019 16:00 9

9 respostas para “Teto de servidores é mais aceito do que fim da estabilidade, diz deputado”

  1. Lyz Zyl disse:

    Bozo vai encher de seus gestapos boy no serviço publico, todos rachando o salario com ele e sua tropa de metralhas, fora os fantasmas.
    Dai o povim olho grande que não estuda e não quer nada da vida e odeia quem se mexe, que vá chupar uma vela por ai. Vou dar muita risada. Quem tiver morto nos barros que va buscar pessoalmente.

  2. Pedro Ferrenha Cerqueira disse:

    TEM QUE ACABAR COM A ESTABILIDADE NO FUNCIONALISMO PÚBLICO, ELES NÃO PODEM SER DIFERENTES DOS DEMAIS TRABALHADORES. POR CONTA DESTA ESTABILIDADE BO PARTE DESTES FUNCIONÁRIO ATENDEM MAL, FAZEM INÚMERAS FALCATRUAS, CORRUPÇÃO, E POR CAUSA DESTA MALDITA ESTABILIDADE NÃO PODEM SER DEMITIDOS MESMO QUANDO PEGOS EM FLAGRANTE DELITO, NO MÁXIMO ADVERTIDOS.

    • Frytz the Sexy Lhama disse:

      Hoje um interessado me ligou para comprar meu carro, durante a conversa ele me disse “meu trabalho tem mais folgas que dias trabalhados”, por curiosidade eu pedi mais informação e ele me disse “Trabalho 2 semanas e folgo 5”, funcionario publico no RJ, pesquisei o nome no portal da transparencia e encontrei, salario de 27 mil reais.

      • Marcelo-Coxinha LHP disse:

        So que este cidadao e uma excessao, na maioria do funcionalismo, com certeza deve trabalhar no legislativo ou judiciario, pois o executivo e uma miseria.
        Outro ponto que ninguem fala e que o funcionario publico ao final da carreira em sua aposentadoria nao tem fundo de garantia do tempo que trabalhou, Os governantes nao contam suas mordomias e vivem jogando na costa do funcionalismo os roubos que a cada ano vai aumentando. Politico nao contribui para o INSS e com 8 anos aposenta integral e por essas e outras que estao jogando tudo nas costa do funcionario publico.

        • Frytz the Sexy Lhama disse:

          Que mania essa de falar que fp nao tem fgts, isso é outro negocio errado, pegue 8% do seu salario e coloque em uma conta na caixa economica, pronto, mas só vai poder sacar o dinheiro se for demitido ok? Ta tudo errado, um setor sustentado por tributos com salarios mais altos, estabilidade, licença premio, gratificações, cursos de pós pagos, um monte de regras absurdas, feriados emendados, carga horaria menor e tudo isso pago pelo trabalhador.
          A maior desigualdade é criada pelo setor publico. Financiamentos com as melhores taxas para FP, tudo sustentado pelo setor privado. É um empurra empurra, o certo era colocar no maximo 2x o salario médio e vincular tudo ao salario minimo. É muito conveniente ficar votando em partido que promete mundos e fundos para servidor publico, a caneta que assina o beneficio nao é a mesma que assina o cheque. Ta tudo errado mas que tudo é coveniente no setor publico, isso é obvio. Eu quero ter o direito de colocar minha aposentadoria em uma conta separada

          • Marcelo-Coxinha LHP disse:

            Altos salarios ??? Aonde voce ve isso ???? Faz 5 anos que nao tenho nem a reposiçao da inflaçao, (uma coisa garantida pela constituiçao), Frytz analise a maoir parte do funcionalismo e veja o salario, nao va pela minoria, uma parte privilegiada, que alem de ter um super salario, muitas vezes estao envolvidos em corrupçao, mas isso e a minoria. A grande maioria e honesta e ganha muito pouco. Nos pagamos 11% em contribuiçao previdenciaria, nao e pouco, o que temos que fazer e cobrar de todos os politicos, bancos, grandes empresas que paguem o que deve, ai voce vera que ira sobrar dinheiro.

    • Delio Moreira disse:

      Mas o funcionalismo público é diferente mesmo dos demais, seja aqui ou em qualquer lugar do mundo, pela natureza em que se funda a atividade estatal quando comparada com as demais atividades. Isso é meio óbvio, né… Independente disso, a grande questão quando se fala em acabar com a estabilidade é a forte influência dos políticos sobre os órgãos que têm o papel de fiscalizar e punir os próprios políticos. Imagine o seguinte: um agente de trânsito, sem estabilidade, multa a esposa do prefeito por excesso de velocidade. Seja sincero e me responda: conhecendo o Brasil como a gente conhece, e sabendo como são os políticos brasileiros, você acha que esse prefeito ameaçaria o agente de trânsito de demissão? Eu não apenas acho, eu tenho absoluta certeza. Agora imagine um auditor do TCU que embarga uma obra do cunhado de um senador por suspeita de fraude em licitação. Imaginou? Então… o que você acha da estabilidade vista por esse ângulo?

      • Pedrão disse:

        Muito bem colocado Delio. Compartilho de sua opinião. O fim da estabilidade deve ser discutido a fundo, com muita transparência e análise do impacto. Caso ocorra o fim da estabilidade geral, estaremos fadados a uma ditadura em molde pós-contemporâneo.

        A reforma administrativa possui muitos outros pontos prioritários a serem discutidos e levados à tona, como os supersalários, pendurricalhos etc… coisa que com certeza ficará de fora. E é certo: a base da pirâmide do funcionalismo público pagará o pato (que muitas vezes nem tem).

    • Lyz Zyl disse:

      Claro dai mete todas laranjas do mundo por la que vão dividir o salario com o Bozo e sua tropa e claro passar todas as maracutais dele!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via