Congresso em Foco

Empresária Luíza Trajano, do Magazine Luiza [fotografo] World Economic Forum/Benedikt von Loebell [/fotografo]

Após ação de defensor contra Magazine Luiza, DPU defende trainee para negros

06.10.2020 12:27 6

6 respostas para “Após ação de defensor contra Magazine Luiza, DPU defende trainee para negros”

  1. Victor Hugo Pinheiro Cunha disse:

    O povo só enxerga racismo em ações afirmativas…
    Mas no dia a dia quando as ações quotidianas são uma negação..
    Aí ninguém vê nada de racismo.. É intriga da oposição…
    Engraçado que quando os imigrantes europeus receberam terras de graça e tudo quanto é tipo de cotas, com a finalidade de ‘embranquecer’ o povo brasileiro, ao mesmo tempo em que marginalizavam os negros, ninguém achou nada errado.. Oras oras… E se formos mesmo quitar uma dívida histórica não dando cotas em universidades ou e vagas de emprego, baseadas em raça, mas formos pagar a devida indenização individualizada e em dinheiro e em terras e propriedades, devida para cada um dos herdeiros de escravos, e cobrada em cima da herança ilegítima recebida por cada descendente de senhor de escravos, que ficou a haver, aí quero ver qual vai ser o mimimi de gente dizendo que não pode herdar a dívida do tataravô.. horas não pode herdar a dívida, mas a dívida deveria ter sido descontada do espólio antes de repartir a herança né? e se cobrarem juros e dividendos então… Pior que isso, tomar de volta o que foi dado de graça aos imigrantes europeus sem a anuência expressa do resto do povo ao qual o que foi dado de graça pertencia. Queria ver esse mimimmi. Isso só não acontece porque a maioria é desunida e alienada demais pra tomar o poder, democraticamente, votando nos seus, ao invés de votar, nos outros.

    • Edison Sampaio disse:

      Vc tem razão até “primeira parte”, mas daí em diante começou a chutar o balde.
      Indenização pecuniária ou em bens é coisa impossível, pelo simples fato de q somos um Povo miscigenado, com poucos pretos e muitos pardos. Quem, hoje, receberia essa indenização? Ou quem pagaria? Já passou da hora de se parar com essa frescura de racismo. O resgate das injustiças, para ser justo, tem q ser pelo aspecto sócio-economico. O Estado tem q tutelar é o pobre.

  2. Será que já não passou da hora de termos testes psicológicos que incluam de noção de mundo, vida, dos fatos para esses concurseiros filhinhos-de-papai para assumirem seus cargos no serviço público? Talvez não tivéssemos que conviver com tanta infâmia, ignorância e falta de noção de mundo que estamos vivenciando.

  3. Valdir disse:

    Só a mídia marrom continua falando sobre esse caso. É muito mimimi.
    Já está decidido que as empresas podem sim ofertar empregos seletivamente pela cor.
    Então, aqueles empresários que assim desejarem, podem abrir vagas em suas empresas só para brancos, só para ruivos, só para descendência japonesa, ou americana, ou francesa.
    Enfim, cada empresa que aja conforme sua decisão.

    • Clovis Fontenla disse:

      concordo contigo, a militância ja decidiu….esse defensor é um coitado que vai ser cancelado e os militantes como fazem, vão destruir a carreira a família dele como fazem com os opositores ..quando cancelam…..Ja ja vai virar jurisprudência, o stf logo vai colocar em pauta e toda empresa pode contratar usando esses ou qualquer argumento , por exemplo , os japoneses( segunda guerra), e outros povos,, só o branco que não pode ter esse privilégio….pois desde a pré história foram eles que escravizaram o mundo, por isso eles tem que ser condenados sempre….e viva a militância….vcs estão melhorando o pais gerando ..com essa decisão …da magazine lu,, muita empatia, e fraternidade entre as raças……

  4. wzfr disse:

    Pura lacracao, para aparecerem, com o tema racismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via