Segurança Pública de Moro será encabeçada por dois militares

O brigadeiro do ar Fernando Almeida Riomar foi empossado, nesta segunda-feira (21), como secretário-adjunto da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), que cuida do tema no Ministério da Justiça e Segurança Pública de Sérgio Moro.

Com quase 40 anos de serviço na Aeronáutica, o brigadeiro será o braço-direito do chefe da secretaria, o general da reserva do Exército Guilherme Theophilo. Com isso, a segurança pública de Moro estará sob o comando de dois militares.

Riomar já fazia parte da Senasp. Ele foi, desde outubro de 2018, coordenador-Geral de Estratégia da secretaria.  O nome do brigadeiro para o posto de secretário-adjunto foi divulgado no Diário Oficial da União na última sexta-feira.

Um levantamento do Congresso em Foco, publicado no final da semana passada, mostrou que mais de 30 militares já ocupam postos-chave na gestão Bolsonaro, somando ministros, chefes de secretaria de ministérios e cargos de comando em estatais, além do vice-presidente e do porta-voz do governo.

Na pasta da Justiça e Segurança Pública, porém, Theophilo é o único secretário saído das Forças Armadas. O militar concorreu nas últimas as eleições ao governo do Ceará pelo PSDB, e ficou em segundo lugar com 11,30% dos votos válidos, atrás de Camilo, do PT, que levou a disputa no primeiro turno com 79,96%.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!