Nove ex-ministros pedem socorro a outros países contra covid-19 na Amazônia

Nove ex-ministros do Meio Ambiente enviaram uma carta nesta terça-feira (26) ao presidente francês Emmanuel Macron, e as primeiras-ministras Ângela Merkel, da Alemanha, e Erna Solberg, da Noruega, pedindo socorro à população da região Amazônica vítimas de grave colapso na saúde devido ao coronavírus.

Assinam o documento José Goldemberg, Rubens Ricupero, Gustavo Krause, Izabella Teixeira, José Sarney Filho, José Carlos Carvalho, Marina Silva, Carlos Minc e Edson Duarte;

>Brasil volta a impor restrições à entrada de estrangeiros

"A Amazônia brasileira sofre de problemas que a tornam especialmente vulnerável à pandemia em razão do isolamento, da pobreza, da estrutura precária de saúde e da dificuldade de acesso. Essa situação se vê agravada pelo padrão de dispersão da população que vive às margens dos grandes rios e dos povos indígenas que habitam áreas ainda mais distantes", explicam.

No documento, os signatários pedem doações de equipamentos hospitalares, cilindros de oxigênio e medicamentos para o tratamento de covid-19. Eles relatam a falta de estrutura do governo Federal e dos governos locais para lidar com a pandemia. Além disso, eles pedem uma intermediação com outros governos para que mais doações sejam realizadas.

O governo Federal é acusado de omissão na situação de agravamento da crise de saúde na região por falta de oxigênio nos hospitais.  O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, é alvo de investigação no Supremo Tribunal Federal.

Veja a íntegra da carta:

Continuar lendo