Morre de covid-19 o ex-deputado Haroldo Lima, dirigente histórico do PCdoB

O ex-deputado federal baiano Haroldo Lima, dirigente histórico do PCdoB, morreu na madrugada desta quarta-feira (24), em Salvador, em decorrência da covid-19. Haroldo, que tinha 81 anos, também presidiu a Agência Nacional de Petróleo (ANP) no governo Lula. Ele estava internado há duas semanas em um hospital da capital baiana. Com o agravamento da doença, foi transferido para uma UTI, onde estava intubado desde sexta-feira.

Um dos fundadores da Ação Popular (AP), movimento de luta armada criado para combater a ditadura, Haroldo foi deputado entre 1983 e 2003. Na juventude também foi dirigente da União Nacional dos Estudantes (UNE).

"Lamentamos profundamente a irreparável perda de um dos mais destacados quadros nacionais do PCdoB nas últimas décadas e prestamos irrestrita solidariedade aos familiares, aos amigos e aos militantes neste momento de dor. O exemplo de abnegação, de coragem, de firmeza, daquele que dedicou a vida à luta em defesa da democracia e da liberdade, e pela construção de uma sociedade mais justa e fraterna, é o legado que Haroldo Lima deixa para a geração que prosseguirá a luta pelo socialismo", diz a nota da direção estadual do PCdoB na Bahia, ao anunciar a morte do político.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), também manifestou pesar pela morte de Haroldo.

Ex-diretor da ANP pede que Senado rejeite projeto de Serra sobre pré-sal

 

Continuar lendo