Irmão de Ciro faz intervenção em fábrica de lingerie para produzir máscaras

O prefeito de Sobral (CE), Ivo Gomes (PDT), decretou intervenção em uma fábrica de lingeries do município para que sejam produzidas máscaras e outros equipamentos de proteção individual a serem utilizados pelos moradores do município durante a pandemia do coronavírus. Irmão do ex-governador Ciro Gomes (PDT) e do senador Cid Gomes (PDT), Ivo nomeou seu secretário de Trabalho, Raimundo Inácio Neto, como interventor. Segundo a assessoria do prefeito, a intervenção valerá até 4 de julho. Nesse período deverão ser produzidas 300 mil máscaras de pano para serem entregues à população, de 208 mil habitantes.

> Bolsonaristas pedem bloqueio à China, principal fornecedora de produtos médicos

A prefeitura lançou edital, nesta segunda-feira (6), que prevê a contratação de 30 funcionários a serem pagos pelo município para a confecção do material. De acordo com o gabinete de Ivo Gomes, houve um acordo com a empresa objeto da intervenção, a Diamantes Lingerie, que ocupa um imóvel da prefeitura e o cedeu em caráter emergencial e temporário.

A fábrica demitiu sua equipe de 30 costureiras assim que foi iniciado o período de isolamento social no município, no dia 17 de março. Foram mantidos apenas vigias e zeladores. Pelo acordo, a empresa continuará a bancar os salários desses funcionários e do gerente de produção. “Ficam afastados os atuais dirigentes de suas atividades, sendo vedado qualquer ato de administradores anteriores em relação à administração da Diamantes Lingerie”, determina o decreto municipal.

Essa não é a primeira vez que Ivo Gomes intervém em alguma instituição desde o início da pandemia do covid-19. Em acordo com os proprietários, dois hospitais já estão sob intervenção da prefeitura, o Dr. Estevam e o Dr. Alves. Eles ficarão sob o poder do município pelo menos até 31 de janeiro. Ivo considerou que o primeiro tinha uma quantidade considerável de leitos vazios que poderiam ser aproveitados para intensificar os cuidados e acolher a população. Já o segundo não estava funcionando e foi oferecido pela própria família proprietária.

> Documento do Exército contraria Bolsonaro e defende isolamento contra covid-19

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!