Governo russo anuncia vacina com 95% de eficácia contra o coronavírus

O governo da Rússia anunciou nesta terça-feira (24) que a vacina Sputnik V teve eficácia superior a 95% na segunda dose, e 91,4% após a aplicação apenas da primeira dose. Os dados, apresentados pelo Centro Nacional de Investigação de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, com sede em Moscou, ainda são preliminares e aguardam publicação em revista especializada.

A vacina russa contra o coronavírus foi a primeira do país a ser apresentada ao público, ainda em agosto, está na fase 3 de estudo clínico, com 40 mil voluntários. No Brasil, onde também há testes clínicos, há um acordo entre o governo russo e o estado do Paraná para parceria pela produção da vacina. O valor de US$ 10 dólares (R$ 54) por dose é considerado um atrativo, já que é abaixo das suas concorrentes.

Nos últimos sete dias, outras quatro imunizações contra a covid-19 apresentaram resultados considerados satisfatórios: enquanto as vacinas americanas da Moderna e da Pfizer têm eficácia comprovada de 95%, a sino-brasileira Coronavac e a vacina britânica desenvolvida pela AstraZeneca têm resultados igualmente satisfatórios, mas em fases anteriores da pesquisa.

A expectativa é que a vacina da Pfizer, já aprovada de maneira emergencial pelo governo norte-americano, tenha suas primeiras doses aplicadas em dezembro.

> Para acompanhar registro de vacina contra covid-19, senadores pedem comissão
> Com covid-19, senadora Kátia Abreu é internada no Sírio Libanês

Continuar lendo