Distrito Federal tem recorde de casos confirmados de covid-19 em 24 horas

Com 2.381 casos novos em relação ao dia anterior, o Distrito Federal registrou ontem (19) recorde de casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia. Segundo dados da Secretaria de Saúde, os dois recordes anteriores haviam sido batidos esta semana: na terça (16) foram identificados 1.696 novos casos e na quarta (17), 1.760. Ao todo, foram notificados no DF 30.902 casos da doença causada pelo novo coronavírus.

Depois de desembarcar nos Estados Unidos, Weintraub é exonerado do MEC

Com isso, o DF é agora, proporcionalmente, a quinta unidade federativa com mais casos de covid-19, atrás apenas de Amapá, Amazonas, Roraima e Acre, de acordo com o painel da covid-19. No DF, a incidência de casos por 100 mil habitantes saltou para 1024,9.

Para efeitos de comparação, dezenas de países não têm igual quantidade acumulada de casos, como mostra o monitoramento da Universidade Johns Hopkins. Vários tem mais do que os 3 milhões de habitantes que formam a população do DF.

Costa Rica e Cuba têm 5 milhões de habitantes cada um. Os casos acumulados nesses países são 2.058 e 2.309, respectivamente. O Líbano tem quase 7 milhões de habitantes e 1.536 casos. A Croácia, vizinha da Itália, tem 4 milhões de habitantes e contabiliza 2.299 casos.

No que diz respeito aos óbitos, 17 pessoas perderam a vida no DF nas últimas 24 horas devido à doença e o total de mortes chegou a 396. De acordo com a Secretaria de Saúde, a taxa de ocupação dos leitos de UTI está 64,02%. Há um total de 428 leitos na capital.

Abertura do comércio

Desde o final de maio, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), tem afrouxado as regras de isolamento e reaberto estabelecimentos comerciais. Shopping centers, por exemplo, voltaram a funcionar no último dia 27. Com horário de funcionamento reduzido, das 13h às 21h, os shoppings têm de obedecer algumas medidas de segurança, como uso de equipamentos de proteção individual e álcool em gel, a serem fornecidos pelo estabelecimento; medição de temperatura de todos os clientes; e interdição de praças de alimentação.

Ontem (19), o governador disse ao G1 que academias e salões de beleza podem ser reabertos até 1º de julho. Segundo o chefe do Executivo local, os estabelecimentos estão “na mesma classe de restaurantes e bares”, que devem ser reabertos entre 25 de junho e 1º de julho.

A reabertura das escolas deverá ficar por último, apenas no segundo semestre de 2020. A data prevista é agosto. As aulas presenciais na capital estão suspensas desde 11 de março.

Secretaria de Saúde diz que DF está próximo do pico da pandemia

Questionada pela reportagem, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-DF) afirmou que o aumento de casos está de acordo com as previsões feitas pela pasta, pois “estamos nos aproximando do pico da pandemia”.

Além disso, a secretaria afirmou que continua ampliando a detecção de casos de forma ativa, por teste rápido em postos de drive thru, testagem itinerante em áreas de vulnerabilidade social, bem como nas unidades básicas de saúde.

O Governo do Distrito Federal (GDF) também foi procurado para comentar, mas até o momento não emitiu posicionamento.

Secretaria de Saúde e Sesai divergem sobre indígenas infectados no Amazonas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!