AGU diz que entregou ao STF exames de covid-19 de Bolsonaro com resultados negativos

A Advocacia-Geral da União (AGU) informou na noite desta terça-feira (12) que entregou ao ministro Ricardo Lewandowski, do STF, os exames realizados pelo presidente Jair Bolsonaro para testar o contágio por covid-19. Segundo nota da AGU, os laudos confirmam que o presidente testou negativo para a doença.

> Senado aprova projeto que prioriza teste de covid-19 em profissionais de saúde

A entrega dos exames foi feita a pedido do jornal O Estado de S. Paulo. Inicialmente, a requisição foi feita à Justiça de São Paulo, que deferiu o pedido. Posteriormente, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região confirmou a decisão da primeira instância. Bolsonaro então recorreu ao STJ e o presidente da Corte, João Otávio de Noronha, deu decisão contrária e desobrigou o presidente da entrega dos exames.

Antes de decidir sobre o caso, Noronha já havia emitido publicamente sua opinião. Nesta quinta-feira (7), ele afirmou durante um webinar do site Jota que não era republicano exigir que Bolsonaro entregasse os exames. "O presidente tem que dizer do que se alimenta? Se é A+ ou O-? O cargo público não pode entrar nas entranhas da pessoa que o exerce", afirmou.

Após a decisão de Noronha, o jornal recorreu ao STF e a AGU decidiu, então, entregar os exames do presidente.

> Em meio à pandemia, bolsonaristas organizam caravanas para Brasília

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!