Congresso em Foco

Deputado do DEM disse que informações sobre tortura são "história da carochinha"

‘Mulher que bate como homem tem que apanhar como homem’, diz presidente do DEM do DF

06.05.2015 20:34 232

Reportagem
Publicidade

232 respostas para “‘Mulher que bate como homem tem que apanhar como homem’, diz presidente do DEM do DF”

  1. Lucas Felipe disse:

    Essa afirmação não está errada, ponto.

  2. Narzhul disse:

    Não é querendo defender o deputado, mas ele está certo. Existem muitas mulheres que se aproveitam da constituição para agredir homens a livre e espontânea vontade, sabendo que a lei estará ao seu lado caso a vítima revide.

  3. roberval pereira carvalho disse:

    o que eu entendi o que deputado falou que taca verbal que a deputada estava dando no seu colega deputado. ele foi muito feliz em sua conotação ” mulher que bate em homem tem que apanhar como homem” mesmo. ou nos tornaremos uma geração frouxos. não vi nenhum incentivo a violência contra mulher.

  4. H Lopes Teixeira disse:

    Chapa branca é assim mesmo, por isso nosso pais é uma bosta, por esse tipo de materia, certo o deputado. Cade os valores do jornalista que escreveu essa merda. Acho que vivia isso na casa dele.

  5. Nerd Supremo disse:

    se a mulher em uma confusão parte pra cima do homem pra dar porrada nele, nada mais justo o cara pra se defeder

  6. José Walter Maciel Lopes disse:

    Sinceramente, o jornalismo sensacionalista está fazendo com as pessoas se desentusiasmem em ler muita coisa. Matéria como esta é um deserviço às informações. No calor dos debates, dizer que mulher que bate merece o troco – apanhar como homem – ou seja, as respostas na mesma altura, salvo outras razões que não constam da matéria, é de se lamentar apenas o tempo perdido lendo essas folclorices sensacionalistas. Com uma corrupção desenfreada e um jornalismo fantoche o povo brasileiro, que já é conhecido por não ser sério, está “no mato sem cachorro”.

  7. Leandro Mendes disse:

    Longe de tentar defender o Deputado Fraga, mas a reportagem foi maliciosa e desonesta ao afirmar o que afirmou nesse contexto. Nota zero…O deputado, em um contexto de stress, apenas disse que, quando agredido por uma mulher, ela receberia em igual proporção. Não é politicamente correto dizer isso, mas como a reportagem expos, parece que ele estava disseminando a ideia de violência…Nota zero pra reportagem, quem lê só o título, se equivoca. Mídia brasileira né, tendenciosa…

  8. José .Gavazza disse:

    Tá mais do que certo o discurso do deputado: Tem muita mulher, metida á a machona mesmo. Se valem dessa lei maria da penha pra querer dar na cara de homem. Tenho trinta anos de casado e jamais levantei a mão para minha esposa, mas vejo muito caso de mulher querer bater em homem e ainda querer sair como vítima. Se eu vou pra floresta encarar uma onça, eu tenho que saber que ela também vai me arranhar bastante. Vilolência não cabe, mas a mulher tem que saber que jamais deve partir pra cima de homem para agredir. Nem todo homem gosta de apanhar calado.

  9. Paulo_francis disse:

    O mais triste é que vivemos uma ditadura politicamente correta onde uns são mais iguais que outros. Violência contra o homem é uma realidade terrível. Segundo o mapa da violência, 2014. 91,6% dos homicídios são praticados contra homens. Um estudo de Fernanda Bhona, 2014, comparou entrevistas entre homens e mulheres, 76,1% dos homens se disseram agredidos pelas suas companheiras contra 71% das mulheres. Pensões faraônicas, denunciações caluniosas, feminícidio, aposentadoria privilegiada 5 anos antes e outras aberrações são alguns dos privilégios que a lei brasileira concede as mulheres em nome dos direitos iguais. Ser homem, é ter um “privilégio” sem direitos.

  10. Murilo Castanheira disse:

    A pantomima de Jandira Feghali e o fascismo das esquerdas nababescas. Ou:
    Mais respeito com Roberto Freire! Ou ainda: Que o meu texto seja lido
    no Conselho de Ética da Câmara!
    Protagonista da pantomima: quem bate como Jandira não deve apanhar como Jandira…
    Assisti nesta quarta, na Câmara, a um dos espetáculos mais asquerosos dos
    últimos tempos. A protagonista foi a deputada Jandira Feghali
    (PCdoB-RJ), uma notória criadora de caso, que diz as mais estúpidas
    barbaridades com aquele seu ar de suposta superioridade moral. E põe
    suposta nisso! Seu pensamento é detestável. Sua argumentação é pilantra.
    Seu feminismo é burro e obscurantista. E até Dilma Rousseff, que hoje
    tenta pegar carona em tudo o que é rebarba nas redes sociais, resolveu
    entrar no debate. A principal vítima da baixaria foi o deputado Roberto
    Freire (PPS-SP), um homem decente e correto, de 73 anos.
    Tudo começou quando o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), 43 anos distribuídos numa massa relativamente corpulenta, resolveu ter um faniquito porque as galerias haviam jogado no plenário uma chuva de “PTrodólares”, notas que imitavam a moeda americana, com as efígies de Dilma, Lula e João
    Vaccari Neto. O comunista do Brasil surtou e, junto com os petistas,
    cobrou que os manifestantes fossem retirados da Câmara. Ainda lembrarei
    como os aliados de Orlando costumam ser delicados com aqueles de que
    discordam.
    Freire se aproximou do microfone que fica no plenário para contraditar Silva. Um
    senhor de 73 anos tocou os ombros do jovem de 43 não para agredi-lo, mas
    para chamar a sua atenção. Pode não ter sido o melhor meio, mas terá
    sido aquilo agressão? Foi o que bastou para que Jandira, metida a Mulher
    Comunista Maravilha, se pusesse entre os dois. Ora vejam! Mãe Jandira,
    57, queria proteger um correligionário de 43 da suposta agressão de um
    senhor de 73! É ridículo! É patético! É asqueroso! É moralmente doloso!Por Reinaldo Azevedo…

  11. Marli Castanheira disse:

    Nota de Repúdio às agressões sofridas pela Deputada Federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ)

    Mais uma vez a Câmara dos Deputados é palco de agressões machistas e incitação à violência contra mulheres. Ontem, durante a votação das MP’s 664 e 665 à Deputado Federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) foi agredida fisicamente pelo Deputado Federal Roberto Freire (PPS-SP) que a agarrou pelo braço. Em seguida agredida e ameaçada verbalmente pelo Deputado Alberto Fragra (DEM-DF) apoiando e incitando a violência contra a mulher afirmou: ” Mulher que participa da política e bate como homem, deve apanhar como homem!”. Fragra, que apoia a violência contra a mulher é o mesmo que defende arduamente a Redução da Maioridade Penal.
    É inadmissível que a violência contra a mulher e o machismo sejam reproduzidos no espaço que deveria combatê-los. A cada 15 segundos uma mulher é agredida no Brasil, uma em cada quatro brasileiras é vítima de violência doméstica. A violência sofrida por Jandira é a mesma que atinge várias brasileiras dentro das suas casas, na rua, dentro do transporte público, no trabalho. Os elevados índices de violência contra a mulher envergonham nosso país. Estamos entre os 7 países que mais matam no mulheres no mundo!

    As mulheres são maioria do eleitorado. Mas, ainda estão sub-representadas, sendo menos de 10% do Congresso Nacional. Apenas 51 mulheres foram eleitas para a Câmara dos Deputados de um total de 413 Deputados. Deputada Jandira Feghali está entre elas. Foi relatora da Lei Maria da Penha, é mãe de dois filhos e a única mulher líder de um partido na Câmara dos Deputados.
    As recorrentes cenas de machismo, retrocesso de direitos como a Redução da Maioridade Penal e a aprovação do PL 4330, é fruto do Congresso Nacional mais conservador desde 1964. E, só reafirma a necessidade imediata de uma Reforma Política Democrática que crie condições e amplie a participação política das mulheres. O parlamento é majoritariamente hetero, branco e masculino, um ambiente hostil para as mulheres que lutam contra toda forma de opressão e em defesa da democracia. Ontem, a vítima foi a Deputada Maria do Rosário, hoje Deputada Jandira Feghali, antes delas outras. Até quando dentro e fora do parlamento as mulheres continuarão a mercê do machismo? A violência contra a mulher não é o Brasil que a gente quer!
    Toda solidariedade a Deputada Jandira Feghali, que nos orgulha com sua luta incansável pelos direitos das mulheres, da juventude, dos trabalhadores e em defesa de um Brasil democrático, soberano e desenvolvido. “Não pense, Deputado Alberto Fragra que firmeza, coragem e destemor são características masculinas, são características das mulheres. Desde a dor do parto até a luta política concreta!” Afirmou, Jandira. A força de Jandira nos encoraja à seguir lutando!
    Os movimentos sociais exigem justiça, a violência contra a mulher não pode ficar impune!
    Machistas não passarão!

    #‎LuteComoMulher‬
    ‪#‎ReformaPolíticaJá‬

    União Brasileira de Mulheres UBM;
    União da Juventude Socialista (UJS);
    Marcha Mundial das Mulheres (MMM)
    Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)
    Central Única dos Trabalhadores (CUT)
    União de Negros pela Liberdade (UNEGRO)
    União Nacional dos Estudantes (UNE)
    União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES)
    Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG)
    Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)
    Barão de Itararé São Paulo
    Fora do Eixo
    Levante Popular da Juventude — em Câmara dos Deputados.

    • Murilo Castanheira disse:

      A pantomima de Jandira Feghali e o fascismo das esquerdas nababescas. Ou:
      Mais respeito com Roberto Freire! Ou ainda: Que o meu texto seja lido
      no Conselho de Ética da Câmara!
      Protagonista da pantomima: quem bate como Jandira não deve apanhar como Jandira…
      Assisti nesta quarta, na Câmara, a um dos espetáculos mais asquerosos dos
      últimos tempos. A protagonista foi a deputada Jandira Feghali
      (PCdoB-RJ), uma notória criadora de caso, que diz as mais estúpidas
      barbaridades com aquele seu ar de suposta superioridade moral. E põe
      suposta nisso! Seu pensamento é detestável. Sua argumentação é pilantra.
      Seu feminismo é burro e obscurantista. E até Dilma Rousseff, que hoje
      tenta pegar carona em tudo o que é rebarba nas redes sociais, resolveu
      entrar no debate. A principal vítima da baixaria foi o deputado Roberto
      Freire (PPS-SP), um homem decente e correto, de 73 anos.
      Tudo começou quando o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), 43 anos distribuídos numa massa relativamente corpulenta, resolveu ter um faniquito porque as galerias haviam jogado no plenário uma chuva de “PTrodólares”, notas que imitavam a moeda americana, com as efígies de Dilma, Lula e João
      Vaccari Neto. O comunista do Brasil surtou e, junto com os petistas,
      cobrou que os manifestantes fossem retirados da Câmara. Ainda lembrarei
      como os aliados de Orlando costumam ser delicados com aqueles de que
      discordam.
      Freire se aproximou do microfone que fica no plenário para contraditar Silva. Um
      senhor de 73 anos tocou os ombros do jovem de 43 não para agredi-lo, mas
      para chamar a sua atenção. Pode não ter sido o melhor meio, mas terá
      sido aquilo agressão? Foi o que bastou para que Jandira, metida a Mulher
      Comunista Maravilha, se pusesse entre os dois. Ora vejam! Mãe Jandira,
      57, queria proteger um correligionário de 43 da suposta agressão de um
      senhor de 73! É ridículo! É patético! É asqueroso! É moralmente doloso!Por Reinaldo Azevedo…

    • Murilo Castanheira disse:

      Feministas não passarão. Enquanto o feminismo não for totalmente calado, elegeremos cada vez mais congressistas à direita. Feministas não passarão.

  12. Orlando de A. Calado disse:

    Obrigado, Distrito Federal, por ter um grande representante do machismo e da bala. Nós merecemos figuras assim.

    • Murilo Castanheira disse:

      Obrigado, Distrito Federal, que tem no seu representante mais eleito um homem justo, não um mangina bajulador de mulheres. Mulher que bate como homem deve também apanhar feito homem.

  13. Santos Van disse:

    Esse parece que fez curso na escolinha do Aécio Neves que enquanto noivo deu sopapos na atual esposa. Outro da mesma escola aparece em vídeo viralizado na net onde um PM arranca de dentro da porta giratória de um bando, pegando-a pelo pescoço e jogando-a ao chão.O PM foi exonerado e esses dois ( Aécio e Alberto Braga) alguma contestação oficial pelo menos

  14. Daniel Alves disse:

    Fico estarrecido como a igualdade de gêneros é tratada no Brasil. Esta deputada em questão é uma idiota completa, quem a elege deve puxar carroça, igualmente uma outra que vive dando piti, uma tal de Maria do Rosário. Elas querem ofender, ameaçar dar tapa na cara, etc e tal. Quando são confrontadas, se fazem de vitimas, choram, tudo isto em público, pois não passa de encenação. A mulher tem de ser respeitada, assim como todos os seres humanos. A mulher não é melhor nem pior que nenhum homem. Não são especiais, inatingíveis ou rainhas, como algumas se acham. São nossas companheiras, amigas, mães e irmãs, seres humanos com virtudes e defeitos. Quem defende a postura agressiva, imatura e muitas vezes provocativa destas senhoras, não sabe qual foi a luta real do feminismo, o que elas queriam era igualdade de direitos. Somente isto, e pessoas como estas senhoras subverteram completamente a causa e se tornaram caricaturas. Vamos acordar e enxergar o óbvio? A frase foi tirada do contexto, nem gosto deste deputado, mais o que ele falou faz todo o sentido. Se você mulher, quer ser bem tratada, aprenda a tratar as pessoas. Isto é básico em uma sociedade civilizada, ainda mais no plenário da Câmara Federal.

  15. Octavio Pires disse:

    Basta ler um pouco essses comentários e temos a idéia correta do lugar para aonde estamos indo!!! É o caminho da barbarie!!! E se eu estiver com 38 na mão?

  16. Felipe disse:

    Homem x Mulher, Pobre x Rico, Branco x Preto! Enquanto isso os direitos do brasileiro estão sendo destruídos, junto com as conquistas e a infraestrutura! ACORDA BRASILEIRO

  17. Romildo Rodrigues disse:

    Essa câmara Federal tá chegando ao nível que merecemos… Mais falta baixar o nível de civilidade um pouco mais… O circo já está instalado…

  18. Romildo Rodrigues disse:

    Uai.. Jandira Fegalli, com aquela tibieza nunca vai bater como homem. Concordo com o deputado. Mas se ele falasse isso para Ronda Rousey, a Cyborg, etc.. (Dica: Ia apanhar como mulher ou homem, o nobre deputado?)

  19. Maurício Palhano disse:

    Lamentável o episódio. Quem viu o vídeo sabe que a Jandira não o agrediu. Hipocrisia é dose viu. Quanto aos comentários abaixo, do nível que sempre se espera dessa turma “zoeira, sem cérebro e sem escrúpulos. Lamentável ao extremo a situação e os comentários….

  20. Carlos Cogliatti disse:

    Tem muita mulher que bate na cara do marido ou namorado porque chegou tarde do futebol.Aí os caras revidam porque ninguem é ferro. Elas correm pra delegacia e dizem que apanharam atoa,sem fazer nada,com carinha de santas O delegado imbecil acredita e coloca o cara na cadeia sem ao menos ouvi-lo. Tudo pra fazer média com as feministas.Ninguem deve bater em ninguem,mas apanhou tem que levar

  21. Ed disse:

    Se um homem chegar na delegacia e denunciar a mulher os próprios policias vai tirar uma chacota com a cara do peão……. por isso que não tem coragem prefere ficar apanhando,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

  22. Jackson Araujo disse:

    Político que fala que se mulher bater tem que levar, político sem o menor respeito pelo povo, político que diz que ñ estupro vc pq vc ñ merece, dai vc lê os comentários e percebe que tem gente que tenta interpretar,explicar, dar razão e apoiar toda essa baixaria , consegue-se entender pq o país está essa maravilha, pessoas que ficam nessa briguinha de esquerda e direita, essas coisas não nos leva à lugar algum, só causa discussões inúteis, enquanto todos deputados se unem para aumentar seus salarios,beneficios e a verba partidaria, sobre isso ninguém se rebela ,ninguém ousa falar que esse politico me representa ou orgulho de ter votado nesse politico que agora vai ganhar 20 vezes mais do que eu ganho, o seu partido agora deixará de ganhar r$300 milhões e ganhará mais de r$ 800 milhões, mas tudo beleza, o importante é dizer e fazer todas essas cretinices que esses senhores e senhoras fazem todos os dias….

  23. Tukantin disse:

    Galerinha do bateu-levou, toma vergonha na cara. E se a mulher estiver
    grávida, vale bater nela? Nenhum tapa de mulher é capaz de machucar
    homem a ponto do revide, a não ser que, no fundo, mas bem no fundo, não
    seja homem.

  24. Jocimar Barbosa disse:

    “Todos iguais perante a lei” segundo a constituição. O que a esquerdalha tem feito é dar superpoderes pra minoria. A lei tem que ser dura, para todos, não somente contra mulheres, homos, negros etc. Lutam decadas pela igualdade de genero mas agora querem ser diferente. Hipocritas bancados pelo governo bolivariano.

  25. Henrique disse:

    Acho que a mamãe desse Murilo não ensinou a ele que em mulher não se bate, simplesmente porque não tem o mesmo porte corporal. Deve ser mais um espancador de mulheres, agressivo e sem vergonha. Tua mãe tem desprezo de você ô moleque, aliás, ela sabe disso? Se souber você deve espancar muito ela né. Espancadorzinho de mulher, sem vergonha, covarde

    • Lui Spin disse:

      Minha mãe me ensinou que não se bate em ninguém, nem em mulher, nem em homem.

      Me ensinou também que quando eu apanho e revido, isso se chama defesa e não ataque.

      Me ensinou ainda, que temos que tratar todos como iguais, independente de gênero, raça, credo, condição social, etc.

    • Murilo Castanheira disse:

      Homem-mulherzinha-feminista, minha mãe me ensinou que homem não é capacho de mulher. Se me bater, leva o troco na hora. Nota dez para o deputado. Ele não disse para homens baterem em mulheres, ele disse que “mulher que bate como homem tem que apanhar feito homem”. Perfeito. Mulher que não agride não deve ser agredida. Mulher que agride merece o revide. Claro e cristalino. Aposto que você é mangina criado só por mãe, provavelmente mãe solteira, sem referência de autoridade masculina, aí virou esse homem-mulherzinha bajulador de feminazi. Triste destino o seu.

      • Henrique disse:

        Espancadorzinho de internet, bolsinarinho online, machão de computador….fala fala, e na hora do vamo ver, fica de quatro e leva dedada no rabo, aliás tomar dedada é digno demais pra vc né espacardozinho….tu é tão rídiculo que consegue apanhar de mulher KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, sério isso? Tu deve ser daqueles que goza e vai dormir, fica só no papai e mamãe…vai morrer assim, machinho de internet, pq ao vivo, morre de vergonha, sabe que vai tomar uma coça na rua se encostar um dedo em uma mulher. Escória, hipócrita, machinho de internet….honra essa tua cueca ai o seu sem vergonha! Para de viver de mesada espancadorzinho

        • Murilo Castanheira disse:

          Mangina filhinho de mãe-solteira, se você foi criado sem pai vendo sua mãe dar para deus e o mundo, saiba que apenas a minoria das mulheres são vagabas como a sua mãe. Mangina-florzinha, vai fazer o que gosta: dar ré no quibe.

      • Henrique disse:

        Bichinha de porcelana, tão ridiculo que consegue apanhar de tapa de mulher…machinho de internet, sua mãe sabe que vc usa internet dela pra isso? Vai lá pegar sua mesada, bolsonarinho mirim.

        • Murilo Castanheira disse:

          Mangina criado por mãe solteira e sem pai, deixa aqui o seu emal e podemos resolver isso de homem (eu) para mangina-florzinha (você).

  26. Nublado Ventania disse:

    Tem meu apoio! É isso ae Deputado!

  27. Claudia disse:

    não preciso de lei nenhuma, resolvo a parada de homem folgado no berro, ou com a tecnica da elise matsunaga

  28. Ernesto Freire Pichler disse:

    Que se pode esperar de um DEMo?

  29. Andre disse:

    Justo. Quer igualdade?
    bate como homem tem que apanhar como homem

  30. Luis Inácio disse:

    Cara corajoso, quem não respeita não merece respeito!!!!

  31. Centro disse:

    Eu assistia a TV Camara quando o Roberto Freire(PPS) descontrolado bateu nas costas do Orlando Silva(PC do B) que respondia tranquilamente aos ataques desesperado do Freire, quando Orlando disse que agressão ele não admitiria, quando a Deputada colocou o braço na frente do Freire para ele não tocar mais no Orlando o Freire deu um empurrão nela absurdo. Covarde, golpista, ditador, manipulador, nojento este é os melhores adjetivos que poderiamos dar sobre este o Fraga(DEM) que ameaçou bater em mulher e em qualquer um que fosse contra o macho dele o Freire.

  32. mauricio disse:

    Mais um machista retrógrado! Força às mulheres!!! A luta é diária.

    • Fa disse:

      Não entendi aonde ele foi machista na fala dele, me explique por favor. Porque uma mulher pode bater mas não pode apanhar?

    • PAULO ROBERTO disse:

      KKKKKKK!!!!!!!! A ROBOZADA PETISTA PIRA…

      • mauricio disse:

        Robozada? Petista? Nao sou nem um nem outro, de onde vc tirou que essa questão tem a ver com partidos? Apenas entendo que precisamos evoluir muito para atingir patamares de respeito e igualdade perante diversos grupos historicamente oprimidos.

        PS: Comentario sobre a unha foi lamentável.

        Abs

    • PAULO ROBERTO disse:

      UI… O Maurício quebrou a unha…

    • Fa disse:

      E se uma mulher bater em outra? Quem ganha?

      • Wilson Lopes da Silva disse:

        e se fosse o jeanwilllisis que batesse nela e ela revidasse seria homofobia,ele seria enquadrado na lei maria da penha já que ele não é homem de verdade???Isso é o que dá criar lei pra minorias lei tem de ser universal.bateu,não interressa o sexo cor ou religião o fim é cadeia,xingou mesma coisa.não adianta ficar criando lei a torto e a direito que não resolve resolve é aplicar a lei.

  33. Fa disse:

    Ninguém está acima de umas bofetadas. NINGUÉM. Bateu, merece apanhar. Simples. Não importa se é homem ou mulher, teve mão pra bater, tem que ter cara pra apanhar. Chega de vitimismo.

  34. ronald soubihe disse:

    bater e apanhar, depois bate de novo e apanha de novo, esse é o mantra de um povo ignorante que perpetua a violencia. não importa o genero, a violência existe por causa da ignorância, não sabemos discutir, não temos inteligência suficiente para entender o outro, vamos continuar batendo, apanhando e não entendendo nada. tenho vergonha de fazer parte desse povo.

  35. Claudia disse:

    Coitado dessa criatura se cai na minha mão vai ver o que é apanhar, sou mulher mais se precisar desço o porrete em homem folgado, a mim tem que respeitar nem se for na base da porrada ou da bala. Homem folgado e machista tem que apanhar todo dia.

    • PAULO ROBERTO disse:

      IDEM PARA MULHER FOLGADA, FEMINISTA E METIDA A MACHO.

      • Claudia disse:

        Não sou metida a macho, porque repudio a macho de certa espécie principalmente os folgados, segundo não me rotule de feminista ou qualquer besteira que os pagãos inventam porque não faço parte do mundo de vocês, terceiro não sou folgada apenas coloco os folgados machão embaixo da terra, voltam a ser vermes rastejantes ou seja voltam ao seu devido lugar.

    • Murilo Castanheira disse:

      Se você tivesse 1 décimo do poder que pensa ter não precisa de maria da penha, feminicídio ou o escambal… Você é NADA. Bota banca pra cima de mim que verá o que é bom pra tosse.

      • Claudia disse:

        SOU MUITO MAIS DO QUE VOCÊ PENSA criatura, e mais….. depois que inventaram a bala não tem machão ou machinho que coloca colocou ou colocará banca prá cima de mim.

        • Murilo Castanheira disse:

          Feminazistinha, você nao é de nada. Se te derem uma arma, atira no proprio pé.

          • Claudia disse:

            Criatura entenda de uma vez por todas eu sou mais eu, não tem essa conversa de feminista ou sei lá o quê, comigo não existe esses rótulos idiotas que um bando de imbecis como você dão as mulheres, eu resolvo minhas diferenças com os homens do meu jeito e pronto Car……..!

          • Murilo Castanheira disse:

            Você resolve do seu jeito se for com homem-mulherzinha-feminista. Com homem de verdade, você fica na miúda. Voce náo é de nada.

          • Claudia disse:

            Que homem de verdade criatura? você? ahahahahaha!!!!!!! Eu até hoje não vi homem de verdade de carne e osso criatura.
            O homem ainda está no estágio de inanimado, ainda não atingiu o status de homem, mas quem sabe daqui uns milhares de anos consigam. Quando atingir o estado de homem volto a te dar confiança, OK?

          • Fábio disse:

            Sei muito bem do que vc tá precisando 8===D

          • Claudia disse:

            Você não sabe de nada criatuuuuuuuura!!!!!!!!! Eu tenho tudo não preciso de absolutamente de nada, inclusive o que vocês e 99% da humanidade não tem e nunca terão.

  36. PAULO ROBERTO disse:

    CORRETÍSSIMO o parlamentar. Tem muita mulher por aí que se aproveita da sua condição de “sexo frágil” para bater e agredir os outros.
    Bateu, levou!
    CORRETÍSSIMO o parlamentar!

  37. Carlos José Ferreira disse:

    A mulher dele, se é que tem ou goste, deve levar porrada todo dia.

  38. Carlos José Ferreira disse:

    Aqui na minha terra pernambuco quem ameaça mulher não é homem é um moleque covarde…Esse deputado sem duvida é um MOLEQUE.

  39. Paulo Matos disse:

    É uma visão muito real, porque um homem tem que apanhar de uma mulher ou uma mulher de um homem?
    Os comentadores que aqui dizem que o Deputado falou certo, eu concordo totalmente, pois a lei é igual para todos, não há distinção na Lei, concordo que deveria haver uma lei para os homens, a sociedade está desequilibrada. Tenho pacientes que foram espancados por mulheres, como tenho mulheres que foram espancadas pelos esposos, porém os casos em que os homens apanharam são maiores, pois tiveram ferimentos muito graves. E ninguém acreditava neles, a policia afirmou que é por causa da falta de uma lei que defende os homens. Se a mulher quer bater no homem, não case o mesmo o contrário…

  40. francisco go disse:

    o que tem de mulher que começa a agredir o marido e depois leva a reciproca,e a própria família dela fica contra ela, por começar agredindo o marido,tenho amigos jurista,e eles dizem que 70% das denuncias da maria da penha são isso.

  41. Thiago disse:

    ORGULHO de ter votado no Sr. ALBERTO FRAGA!! Essa Sra., assim como o resto da gentinha de esquerda, adora se VITIMIZAR, como se mulher merecesse tratamento especial!! Se ela empurrou, tem q ser empurrada também!! ESTOU COM VC ALBERTO FRAGA

  42. Murilo Castanheira disse:

    Quem assinou essa matéria foi DESONESTO, ao escrever que o deputado incentivou a violência contra a mulher. O deputado, de forma correta, disse que quem bate, pode apanhar. Mulher não é ser superior, que pode bater e o homem tem que apanhar quieto, sem poder reagir. Que a fala do deputado vire mantra: “mulher que bate como homem tem que apanhar como homem também”. Nota dez para o deputado. Corretíssimo. Abaixo o feminazismo.

    • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

      Jandira bateu em Freire?

      ou foi Freira que agrediu Orlando e Jandira interviu tentando evitar?

      • Murilo Castanheira disse:

        Na verdade, é “interveio”, não interviu… Mas isso pouco importa. Importa é que se ela julga que pode intervir fisicamente para defender outro, com muito mais propriedade ainda é de se concluir que qualquer um pode intervir para defender a si mesmo. De modo que a frase do deputado É PERFEITA. Mulher que bate como homem tem que apanhar como homem. Se ela pode bater, também pode apanhar. O que não pode é continuar a cantilena feminazista de que mulher pode bater mas não pode apanhar, e homem pode apanhar mas não pode bater.

        • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

          eu perguntei e vc. enrolou sem responder

          Jandira bateu em Freire?
          quem bateu em quem?

          em quem Freira bateu?

          (veja que as perguntas estão aumentando – seja breve e direto por favor)

          • Murilo Castanheira disse:

            Pouco importa e não vem ao caso. O que vem ao caso é que, se Jandira acha que pode agir com força física em defesa própria ou de outrem, os homens têm o mesmo direito de fazê-lo, mesmo quando o agressor for mulher. De forma que é perfeita a frase do deputado, e vai virar mantra: “mulher que bate como homem tem que apanhar como homem”. Nota dez a frase. Bateu, arque com as consequencias. Se não aguenta, fica na miúda. Bateu, levou.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            vc. me diz que não importa e afirma que Jandira “agir com força física em defesa própria ou de outrem”

            sei – não importa mesmo o que aconteceu de fato
            o que impoorta é acabar com as mulheres feminazi
            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • Murilo Castanheira disse:

            Exato. Nao importa o fato em si, que é específico. Importa que é preciso disseminar o direito do homem de se defender, mesmo quando o agressor for mulher. Mulher, se bate, pode apanhar. É simples assim. Trata-se de firmar uma posiçao no sentido de que homem pode SIM bater em mulher, se for para se defender de uma mulher que o agride. Se mulher bate, entao pode apanhar.

          • Luciana Lima disse:

            Sua afirmação é tão errônea quanto a do deputado, pois a quando a Constituição afirma para tratar os iguais como iguais e os desiguais na medida de suas desigualdades, não somos iguais em forma física, em direitos e nem durante mínimos 30 dias no mês, filho!! rs
            Se fôssemos iguais as mulheres ocupariam as prisões junto com os homens! Se “Bater” na questão que você quer colocar for “discussão” vocês podem perder ou ganhar.. Se mulher batesse em homem com tanta frequência não teríamos Maria da Penha, mas sim uma lei que os defendesse!!
            Pare de virar o jogo! Isso não é questão de feminismo, mas de hipocrisia por parte de vocês! Uma forma de esconder a covardia diante de um discurso tão preconceituoso, patriarcal! Aposto que você é mais que o membro no qual carrega entre as pernas ou sua força!!
            Acorda, velho!!

          • Murilo Castanheira disse:

            Estamos acordando, pode estar certa disso. A correta fala do deputado é prova disso. E se mulher alega que nao é igual ao homem, mas lhe é inferior fisicamente, entao nao pode requerer direitos iguais. E, sim, mulheres batem mais em homens que homens batem em mulheres. Quanto a tratar desigualmente os desiguais, vou lhe dar um exemplo claro. Para que esse dogma fosse atendido, a populaçao que tivesse menor expectativa de vida deveria se aposentar ANTES da populaçao que tivesse maior expectativa de vida. Isso é bem lógico, nao acha? Mas aqui é diferente. Mulheres VIVEM MAIS, e aposentam-se ANTES. Onde está a sua propalada tese de ‘tratar desigualmente os desiguais”? Isso tem nome: privilégio feminazista. Quando lhes interessa, alegam que devem ser tratadas com privilégios pois sao “mais frágeis”. Mais quando sao mais fortes, que se dane a lógica, continuam exigindo (e conseguindo) privilégios. Mandou mal, filhota. Tenta outra.

          • Ísis Larayz disse:

            Extranho que você não sabe o que aconteceu, mas está aqui tomando uma posição contra a deputada. Ela não agrediu ninguém, apenas entrou no meio, Freire foi quem a empurrou, mas logo pediu desculpa, pois não foi intenção agredir. Já Fraga não sei por que se doeu, e a frase dele foi que mulher na política que bate como homem pode apanhar como homem.
            Claro, não importa saber dos fatos, legal é gritar feminazi e ser contra qualquer mulher.

          • Murilo Castanheira disse:

            Nao importa o que aconteceu. Importa a tese. A tese é perfeita. Mulher que bate como homem (seja onde for) também tem que apanhar como homem. É exatamente isso. Se a deputada se sentiu no direito de usar um ato físico para defender a si ou a outrem, porque um homem que está apanhando de uma mulher deve apanhar sem reagir, só porque feminazis dizem que mulher pode bater mas nao pode apanhar, e homem pode apanhar mas nao pode bater? Perfeito o deputado. Aliás, essa deputada é um lixo.

          • Ísis Larayz disse:

            A deputada apenas entrou no meio para evitar uma bagunça no ambiente, aliás é o que qualquer um faz para evitar uma briga em um local, intervém na discussão.
            E a frase do presidente foi -mulher que participa da politica que bate como homem deve apanhar como homem, ele sugeri que na politica é assim, que pode agressão, discusões na câmera, que eu saiba não votei em nenhum ali para ficar brigando, e sim debatendo proposta que visa melhorar as nossas vidas.
            Mulheres não tem direito de bater em homens, nem em casos em que ela é agredida, e nós mulheres nunca defendemos isso, então por que esta querendo dizer que é direito do homem bater.

          • Murilo Castanheira disse:

            A deputada usou de força física para impedir que o deputado do PPS falasse. Se uma mulher usa força física de forma ativa para defesa própria ou de outrem, então é justo e certo que um homem tenha o mesmo direito. A fala do deputado Fraga, do DF, é corretíssima. Se uma mulher pode bater, entao também pode apanhar. A frase é perfeita, e nao importa qual o contexto que o levou a proferir tao perfeita frase. O que precisa ficar marcado definitivamente é a tese: se mulher pode bater, entao pode apanhar. O que nao pode é prevalecer a tese feminazista de que mulher nao pode apanhar em nenhuma hipótese, nem quando for por legítima defesa do homem. PODE SIM. Se uma mulher bater, entao pode SIM apanhar. Corretíssimo, e tem que virar mantra. A deputada fez usou de força física, e se fez, pode SIM sofrer o revide. Mulher nao é ser superior, para poder bater e nao poder apanhar. Bateu, levou. Justo e certo.

          • Ísis Larayz disse:

            Não existe nenhuma tese feminista que diga que mulheres podem bater a vontade nos homens, não seja ridículo. Que eu saiba existe uma lei para casos de agressão ela poder denunciar, em nenhuma dizendo que tem que revidar.

          • Murilo Castanheira disse:

            A deputada, mais jovem e mais forte, agrediu um senhor de 73 anos, velho e fraco, e ainda está posando de vitima porque ele, em sua defesa, segurou o braço dela. Ela o agrediu, ela invadiu o espaço dele, ele se defendeu. A agressora É ELA. Ela tem que ser processada, e arcar com as consequencias da sua agressao fisica, mas está posando de vitima. Claro, confiando nas leis misandricas que dizem que mulher pode bater mas nao pode apanhar, e que a palavra da mulher deve prevalecer (lei maria da penha). Qualquer um pode se defender, mesmo que o agressor seja mulher. Mas as feminazistas querem tirar do homem o direito à defesa. Mulher que pode bater também pode apanhar. É justo. É certo.

          • Iasmin disse:

            Tem gente que na ânsia de se projetar numa situação, acaba distorcendo-a com tanta pressa que nem nota. Aí é tarde, porque já deu a dica sobre o que aconteceu a si, sua própria história.

          • Murilo Castanheira disse:

            Isso é mesmo verdade. Feministas são o retrato disso que voce está falando.

          • Murilo Castanheira disse:

            Legítima defesa está amparada na lei. Logo, ele agiu em legítima defesa, contra a agressão dela, e o fez corretamente. Ele nao tem que ficar apanhando até quando a mulher quiser, para entao depois chamar a policia (se tiver sobrevivido e não estiver desmaiado) e usar a lei contra a agressao que sofreu. No transcurso da agressao que sofreu, ele se defendeu. Dentro da lei. E de maneira justa. Um senhor velho sendo agredido por uma mulher mais jovem e mais forte… e covarde. Aliás, as estatísticas mostram que a mulher é o principal agente ativo da violencia doméstica, agredindo principalmente crianças do sexo masculino e idosos do sexo masculino. O comportamento dela reproduziu EM TUDO o que as estatísticas registram. Ela é agressora. Ele, vítima.

          • Ísis Larayz disse:

            Eu hein, já vi que você é um belo de um mentiroso. A deputada não agrediu ninguem, nem ao menos tocou apenas entrou no meio dizendo para o deputado que ele não podia bater no outro, e esse a empurrou, porém tava todos em uma discussão, não foi a intenção dele empurrar ela, mas foi intenção do presidente do DEM ofender a deputada.
            Maria da penha defende aqueles que são vítimas de violência doméstica, sendo assim enquadra também mulheres que são agressoras de crianças e idosos dentro de casa, além é claro de ter o ECA, a lei Bernado e o estatuto do idoso para punir-las.

          • Murilo Castanheira disse:

            É mesmo? E quem vai denunciar a mae solteira que maltrata seu filho do sexo masculino? As professoras feminazistas? As feminazistas dos conselhos tutelares? O Estado está completamente aparelhado por feminazistas, que precisam ser varridas do espaço publico (na minha opiniao, a morte por apredejamento em praça pública seria o melhor destino para feminazistas). E, sim, ela o agrediu, segundo consta no site da Veja, e que eu repoduzi no post acima. E se nao era da conta dela, ela nem tinha que se meter. Ela usou de força física para defender um homem de 43 anos e forte de um velho de 73 anos? Claro que nao. Ela usou de força física por ser covarde e ter a intençao de agredir um idoso.

          • Ísis Larayz disse:

            Na boa, chega fica você e o seu odiozinho de mulheres. Sei que vai recomeçar com o mesmo discurso, ignorando tudo. Vai lá fazer suas pesquisas, espero que esteja visitando cada Estado, cada municipio e interior, para encontrar provas que sustente sua tese.

          • Murilo Castanheira disse:

            Os números sao absolutamente fáceis de encontrar. Basta procurar os registros de ocorrencias nas delegacias. Ha varios trabalhos na base Sciello que provam que o maior agressor no ambiente doméstico é a mulher, e a vitima preferencial sao meninos e velhos. Mas parece que voce só lê cartilha feminista, né? Vou te dar uma dica: cartilha feminista mente mais que Pinóquio.

          • Luis Inácio disse:

            Não tem um ser mais machista que as mulheres.

          • José .Gavazza disse:

            É como vc mesmo diz: ” não somos iguais em forma física”. Partindo desse princípio, as mulheres não tem nada que tentar agredir um homem, pois é da natureza do macho, desde a pré história, se defender e defender a prole. Homem não deve jamais agredir uma mulher, já que são muito mais frágeis… Se não for por elas agredido. Mulher que gosta de bater como homem, tem que saber que podem apanhar como tal.

          • Giacomelli Junior disse:

            Você é uma ridícula chamando alguém de hipócrita ! Vocês são tão hipócritas quanto os LGBTs. Um bando de gente que se faz de vítima o tempo todo. Vocês querem igualdade nos direitos, mas não nos deveres. Se não querem apanhar também não podem bater ! Simples ! Eu tenho 1,70 de altura, possivelmente se eu for bater em um cara de 2,10 eu vou tomar uma baita surra. Pelo que você defende então o cara de 2,10 não pode me bater pq seria uma briga “desigual”. Porra, acorda meu ! Pare de cinismo ! Se não quer apanhar não bata ! Se não quer ser ofendido não ofenda !

          • Murilo Castanheira disse:

            Pois é… mas me diz aí: você defende que a mulher que bate não deve apanhar, ou seja, se o homem estiver sendo agredido por uma mulher ele não tem direito a se defender?

          • Marcelo disse:

            Boa tarde, ninguém bateu em ninguém. Roberto freire estava a discutir com Orlando Silva e apena encostou a mão nas costas dele. E Jandira entrou no meio. Porém não houve agressão física para que ela intervisse. Já que foi apenas uma encostada. Não sei dizer se na internet têm o vídeo, mas para quem acompanhou, não ocorreu nenhuma agressão.

          • JUAQUIM PG. disse:

            PARABENS DEP.ALBERTO FRAGA ESSES MAMÕES MACHO TEM QUE APANHAR COMO HOMEN SIM BATEU LEVOU SÓ SENTI A FALTA DO BOLSONARO,COMO O BOLSONARO FALOU NÃO SERVE NEM PARA SER ESTRUPADA AFFFF.

      • Luis Inácio disse:

        Orlando deveria estar numa cela este corrupto só não esta porque aqui é Brasil.

        • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

          claro!!!

          só os acusados sem provas e devidamente INOCENTADOS são considerados corruptos por voces

          Aécio. Fraga, Freire, FHC. Serra, e demais da turma são todos uns santos

          • Luis Inácio disse:

            Estes tbm canalha; político no Brasil eh bandido e partido eh quadrilha, só pelego para achar que ser contra a bandidagem vermelha e ser a favor do PSDLIXO, se liga otário meu partido eh o Brasil!!!

          • Luis Inácio disse:

            Todos os sujos, político no Brasil eh bandido, agora justificar canalhas e corrupção porque os outro tbm são e muita sem vergonhice, concordar com tudo que esta acontecendo do Brasil eh o mesmo que comer cocô!!!

        • Orlando de A. Calado disse:

          Por causa de uma tapioca.

    • José Walter Maciel Lopes disse:

      Só li este depois de ter escrito o acima.

  43. Murilo Castanheira disse:

    A violência CONTRA A MULHER não é o Brasil que essas deputadas feminazistas querem. Querem o país da violência impune contra o homem. Sim, mulher que bate PODE SIM apanhar. Perfeito o deputado. Nota dez.

  44. Murilo Castanheira disse:

    Finalmente, homens DE VERDADE, e não homens-mulherzinhas-feministas, começam a se manifestar contra o domínio total e absoluto das mulheres. Deputado, não esmoreça. É preciso enfrentar o feminismo com tenacidade, sem medo de birras, gritos e intimidações. Leva nota dez. Enfrentar o feminismo é o que de melhor para o país pode fazer o atual Congresso. Parabéns, Fraga.

    • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

      vc. é um frustrado
      onde que as mulheres tem poder e domínio absoluto?
      tá doido?

      • Murilo Castanheira disse:

        No Brasil. Aqui, a lei maria da penha diz que a palavra da mulher basta, provas não são necessárias quando a denunciante é mulher e o denunciado homem, mas se for o inverso aí o homem é obrigado a provar. Aqui, matar mulher é crime mais grave que matar homem, pois o Brasil feminazista diz que mulher vale mais. Aqui o Estado gasta os tubos em privilégios para mulheres como aposentadoria antecipada, delegacias, casas, refúgios, leis e serviços exclusivos para mulheres. Parabéns ao deputado.

        • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

          vc. está equivocado
          nem aqui nem em lugar nenhum se pode acusar alguém sem provas (só JB e agora o MOro fez isso)

          sobre matar – feminicidio é muito diferente de um assassinato comum – seria bom ve se informar

          interessante
          me diga porque é necessário as delegacias e casa de refúgio? isso vc. ignora?

          • Murilo Castanheira disse:

            Por “assassinato comum”‘ você chama, por exemplo, a morte do japonês da Ioki, morto e esquartejado pela esposa só porque ia deixa-la para ficar com outra? Se feminicídio não é crime comum, masculinicídio também não. Mas só existe lei de feminícidio. Interessante né? E, SIM, aqui no Brasil nao são necessárias provas. Se a mulher denunciar o homem, ele é posto fora de casa sem prova alguma. Se a mulher disser que tal homem é pai do filho dela, ele é obrigado a banca-la sem prova alguma. Se uma mulher diz que foi estuprada, ele é condenado sem prova alguma. Isso é o Brasil. Isso é feminazismo. Quanto as delegacias e casas de refúgio, são meros privilégios para mulheres. Homens são mais vitima de violencia que mulheres e nao contam com privilegio algum.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            vc. teria que conhecer as estatísticas
            mas é claro que não vai querer saber
            pra vc. basta 1 crime pra virar lei né?

            mentira que o homem é posto pra fora de casa sem prova alguma – aliás são as mulheres que vão para os abrigos para fugir de seus agressores e que vc. chama de “privilégio” – dever ser mesmo um enorme privilégio ter que abandonar a casa e viver precariamente com os filhos pra não mais ser surrada – vc. é um gênio!!!!!

            então é assim – violência doméstica – o agressor fica a a mulher e as crianças são obrigadas a sair para fugir do agressor – e vc. vem com toda essa choradeira

            quanto ao estupro tbm não é verdade que n]ao é necessário prova – outro absurdo que vc. está escrevendo

            homens são vítimas de violência nas ruas (feita por outrso homens em 99,99% dos casos)
            mulheres são vítimas de violência domestica feita pelo marido, companheiro, pai , irmão – é essa a diferença

          • Murilo Castanheira disse:

            Mentira, e prova que voce nao conhece as estatisticas. No Trabalho para Discussao 2048 do IPEA está claro. Há 1,2 mortes de mulheres no ambiente doméstico por grupo de 100 mil mulheres, e há 4,8 mortes de homens no ambiente doméstico (quatro vezes mais) por grupo de 100 mil homens. No geral (ambiente doméstico + ruas), há 4 mortes de mulheres por grupo de 100 mil mulheres, e há 52 mortes de homens por grupo de 100 mil homens (treze vezes mais). E, SIM, homens sao condenados por estupro apenas com base na palavra da mulher, sem prova alguma, como aconteceu com o médico Roger Abdelmassi, com os integrantes de uma banda musical na Bahia, e com um homem que passou dezesseis anos preso, tambem na Bahia, por ter sido condenado por estupro contra uma jovem de 13 anos, e só foi solto porque dezesseis anos depois ela procurou a justiça para dizer que era tudo mentira.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            nossa!!!

            se o caso do médico e da banda foram sem provas vc. realmente nunca vai concordar com nada

            aliás o caso da banda as provas foram produzidas pela pericia da policia – se isso não serve de prova então não sei o que serviria

          • Murilo Castanheira disse:

            Nenhuma prova. O que usaram como “prova” no caso da banda foi “encontramos sêmen de ao menos 6 homens diferentes”. Sim. E DAÍ? Quer dizer: seu eu transar com você, sexo consensual, e aí você me denunciar como estuprador, fizer exame de corpo delito e lá encontrarem meu semen, ENTAO eu estuprei você? Nao, nada foi provado no caso da banda. Provaram que houve sexo, nao que houve estupro, o que implica dizer que, NO BRASIL, sexo consensual seguido de denúncia da mulher é igual condenaçao por estupro SEM PROVAS. Provar que houve sexo NAO É provar que houve estupro. Quanto ao médico, menos ainda. Apenas relatos de supostas vítimas, nada mais que isso. ZERO PROVAS.

          • desaparecendo disse:

            Rita, não alimente os trolls. Deixa ele se afogar na imensa idiotice dele

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            é patético chamar estupro de sexo consensual

            vc. é doente
            queria ver se fosse com sua esposa, filha irmã
            se vc. ia falar a mesma coisa

          • Murilo Castanheira disse:

            É verdade. É mesmo patético chamar estupro de sexo consensual. Até porque estupro NÃO É sexo consensual. De tal forma que a alegação de estupro tem que ser PROVADA, e apenas a palavra da mulher, seguida de prova de que houve sexo, não prova que houve estupro. Apenas prova que houve sexo. Provar que foi estupro deve ser atribuiçao de quem alega. Dizer que foi estuprada e mostrar semen como prova é também patético. E se é patético chamar estupro de sexo consensual, mais patético ainda é chamar sexo consensual de estupro só porque se arrependeu depois de dar.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            me diga o que seria (para vc.) uma prova de estupro – por favor,

            espero resposta ok?

          • Murilo Castanheira disse:

            Pouco me lixo. Quem alega ter sido estuprada é quem deve provar. Portanto, quem alega que se vire. Ou voce acha certo que a mulher tenha o direito de apenas alegar ter sido estuprada e isto ser tomado como verdade? Por que a palavra da mulher tem que valer mais que a do homem? Mulher nao mente?

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            ai meus sais

            e homem não mente?

            mas quais provas seria suficientes e necessárias?

            isso vc. não sabe?
            mas a policia e a justiça sabe – sabia disso sabichão?

            os zomi não pode sair estuprando e depois deizer que ela quis , que deixou e ficar por isso mesmo – entendeu palhaço?

          • Murilo Castanheira disse:

            Cara, pouco importa que homem minta, já que mulheres nao sao condenadas apenas com base na palavra do homem. Se um homem acusar uma mulher, ele terá que PROVAR. Jä uma mulher acusa um homem, nao prova, e o homem é condenado. Logo, nao importa se homem mente. Quem alega ter sido vitima é quem tem que provar. Já ouviu falar de presunçao de inocencia? Todos sao inocentes até prova em contrário. Exceto, é claro, se a acusadora for mulher e o acusado homem. Aí a equacao se inverte, segundo seu juizo, e vale a a palavra da mulher, cabendo ao homem provar inocencia? Faça-me o favor. Voce é MUITO perigosa. Seu absoluto desprezo pela vida de homens é impressionante.

          • Murilo Castanheira disse:

            Sim, eu entendi perfeitamente. E, sim, você está certa. Homens brasileiros são palhaços. Palhaços capachos de mulheres. Ainda bem que esse Congresso começa a dar mostrar de que isso vai mudar. Você é ultra-feminista e não se importa com o destino de homens. Apenas ultra-feministas usam a expressão “os zomi”. E a sua defesa de que homens devem ser condenados sempre que mulheres alegarem ter sido estupradas provam que voce NADA VALE. Voce é lixo. Toda feminista é lixo, sem exceção. A Justiça no Brasil condena homens sem provas, mas nào condena mulheres sem provas. Engraçado, né? Por que isso acontece? Simples. Porque o feminismo disseminou a tese de que homem é mau e mulher é boa, e um monte de homens-mulherzinhas embarcaram, achando que era chique defender o tal feminismo que luta por “direito iguais”. No entanto, de direito iguais nao tem nada. Trata-se tao somente de privilégios para mulheres como voce, sem talento, sem ocupação, que querem viver parasitando homens. Quer dizer: segundo a sua tese, “os zomi” não podem sair por aí estuprando e dizer que ela quis, mas as mulheres podem sair por aí dando e chantageando, e então se o cara não ceder à chantagem, denunciando que foi estuprada e mostrando o esperma como “PROVA”? Tudo o que voce escreve demonstra como o feminazismo é perigoso, e como o deputado está correto.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            quanto coitadismo

          • Murilo Castanheira disse:

            É verdade. Hoje, somos isso. Sob o feminazismo, homem virou um coitado. Pode apanhar, mas nao pode bater. É condenado sem provas. Paga a conta enquanto a mulher desfruta de privilégios. É preciso acabar com o feminismo. E é urgente. Bolsonaro me representa.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            e baseado em quais provas vc. afirma qiue foi consesual?

          • Murilo Castanheira disse:

            E desde quando é preciso prova para que o sexo seja considerado consensual. Provas são necessárias quando alguém alega ter sido criminoso. Provar compete a quem alega crime. Isso aliás é obvio. Só faltava essa. O homem ter que provar que foi consensual, e nao a mulher provar que foi estupro. Aliás, faltava. Nao falta mais. Aqui no Brasil agora é assim. Basta a mulher alegar, nem precisa provar, e o homem é condenado. O feminazismo precisa ser combatido com rigor.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            kkkkkkkkkk
            claro!!!
            vc. falou tá falado né?
            os mocinhos coitadinhos falaram tá falado

            as moças só se arrependeram

            tá então palhaço
            vc. mal sabe o que fala

            e vc. – é claro!!!!! – não me falou o que seria uma boa prova de que aconteceu estupro

            pra sua cabeça doente, estupro nem existe, é cpoisa inventada pelas feminazi (uia!!!)

            vá se tratar seu demente ridículo
            vc. acabou de se enredar em sua próprias mentiras

          • Murilo Castanheira disse:

            Cara, a quem alega crime cabe provar. Se eu te acusar de ter me aliciado, voce deve ser condenada com base na minha palavra? Se nao, porque um homem deve ser condenado só porque uma mulher o acusou? É patético imaginar que um homem seja condenado por estupro só porque uma mulher ALEGA ter sido estuprada, como se mulher fosse um ser santo que nao mente.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            é claro que tem que provar
            é claro que homens e mulheres mentem

            então me reponda o que perguntei – apenas responda ok?

            me diga o que seria (para vc.) uma prova de estupro – por favor,

          • Murilo Castanheira disse:

            Quem alega ter sido estuprada deve provar. Nao cabe ao acusado provar inocencia. E DIZER que foi estuprada, seguida da mostra de semen, NAO PROVA estupro. Homens sao condenados sem provas todos os dias, com base apenas na denuncia de mulheres. DIZER que foi estuprada nao implica em ter sido estuprada. Semen nao prova estupro.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            qual é a dificuldade de me dizer quais provas seriam necessárias e suficientes?

            ficar repetindo essa cantilena é coisa de quem não sabe responder, evidente que vc. não sabe,

            vc. só sabe se lamuriar das “injustiças” que os machinhos estupradores sofrem

          • Murilo Castanheira disse:

            Eu não preciso saber o que é prova de estupro. Quem alega ter sido estuprada é que tem que provar. Como mulheres nao sao condenadas por estupro com base na simples denúncia de homens, eu nao preciso saber qual a resposta para a sua pergunta. Voce precisa, já que voce pode condenar um homem sem provas, mas um homem nao pode condenar voce sem provas, e isso só porque voce é mulher, e mulher é ser superior em sociedades feministas. Responda voce: o que é prova de estupro. E está claro que , PARA VOCE, a simples alegaçao da mulher de que foi estuprada é prova suficiente. Nao é. Precisamos lutar contra isso. Homens estao sendo condenados sem provas, por vingança de mulheres, por mulheres que nao vêm suas chantagens atendidas, por capricho de mulheres, porque aqui no Brasil se convencionou que homem é mau e mulher é boa, e que a palavra da mulher tem fé pública, valendo como prova. Dizer que foi estuprada NAO significar ter sido estuprada. Mostrar semen após relaçao sexual e dizer ter sido estuprada NAO prova estupro. Os rapazes da banda da Bahia foram condenados SEM PROVAS, tal como médico Roger Abdelmash, com base apenas na denúncia de mulheres, SEM PROVAS. Responda aí, por favor: a alegaçao da mulher, seguida da coleta de semen, prova estupro? Se eu fizer sexo consensual com voce, e depois voce disser que foi estuprada e mostrar a coleta de semen, devo ser condenado? A palavra da mulher vale mais que a do homem? Mulher é superior ao homem? Mulher é, por definiçao, boa e homem é, por definçao, mau?

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            mulheres estupram homens? jura?

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

            vc. é um demente

          • Murilo Castanheira disse:

            O que é estupro, pode me informar? E, respondendo à sua pergunta, SIM, mulheres estupram homens, e fazem MUITO isso. Uma importante revista feminina brasileira trouxe o relato de mulheres que estavam casadas com homens desempregados, e elas sustentavam financeiramente a casa. A maior parte delas relatou que exigia que o parceiro fizesse sexo com elas mesmo quando eles nao queriam, chantageando-os. Mulheres estupram, E MUITO. Professoras americanas recorrentemente sao condenadas por estupro contra seus alunos. É comum. Mas como voce considera mulher como sendo um ser-deus que tudo pode, voce, por certo, acha que o homem está ao dispor da mulher e deve servi-la sempre que ela quiser, e que isso nem é errado, é apenas direito do ser-deus mulher sobre o ser inferior homem.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            vc. não sabe?
            me mostre que mulheres costumam estuprar homens

          • Murilo Castanheira disse:

            Plenamente mostrado no comentário acima. Nao sei o que é estupro na sua ótica. Até porque voce defende que a simples alegaçao da mulher de que foi estuprada é prova suficiente, de tal forma que é bem provável que voce defenda que apenas homens possam estuprar mulheres, mas mulheres nao possam estuprar homens. Afinal, voce defende que mulheres podem tudo SÓ POR SEREM MULHERES, e homens nao podem nada, só por serem homens. Voce nao estaria sozinha. Já há uma corrente feminazista americana, muito adequada ao seu perfil, que defende que MULHERES nao devem ser punidas por seus atos, sejam quais forem (assassinatos, estupros, violencia, crimes contra o patrimonio… nada seria motivo de punicao PARA AS MULHERES), sob o argumento de que a mulher é importante demais para ser presa, por exemplo. Acho que é grupo bem adequado ao seu perfil. Voce é, claramente, sexista e discriminadora de gênero, e você REALMENTE acredita que mulher é ser superior ao homem. Está claro que voce nao defende feminismo só por moda ou em nome de uma tal “justiça” e “igualdade”. Voce julga a mulher um ser superior ao homem, e acredita mesmo nisso. É lamentável, mas cada vez mais doentes como voce saem da toca.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            vc. além de tudo mente de forma descarada

            onde eu defendi que basta acusar/ alegar?

            perguntei se mulheres costumam estuprar homens com a mesma frequência que homens estupram mulheres, crianças e outros homens, e vc. não responde

            e esse seu coitadismo já cansou
            não vou responder mais nada
            fique com essa sua demencia – que se afogue nela

          • Murilo Castanheira disse:

            Em todos os seus posts voce defende que a acusaçao de estupro da mulher seguida da coleta do semen é prova de estupro. NAO É. E, sim, mulheres estupram homens com a mesma frequencia do contrario. Apenas é encoberto, pois nao interessa às feminazistas. E, claro, nós homens devemos SIM assumir que estamos sendo achacados pelo feminazismo, e mudar isso, pois o tal estado de coisas é lamentável e, de fato, suscita dó.

          • Murilo Castanheira disse:

            Não, voce nao perguntou se mulheres costumam estuprar homens com a mesma frequencia. Voce RIU da hipótese de que mulheres estupram homens. Voce é misandrica, voce claramente odeia homens só por serem homens. Voce é doente e perigosa.

          • Murilo Castanheira disse:

            Olha, quando voce começa a rir do destino de homens condenados sem provas, aí entao fica mais claro que o deputado está corretíssimo. Quem alega ter sido vitima de crime é quem tem que provar. Nao é o acusado que tem que provar que é inocente. Posso te acusar de algo, nao provar, e com base apenas na minha palavra voce ser condenada?

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            me diga o que seria (para vc.) uma prova de estupro – por favor

          • Ísis Larayz disse:

            Há uma grande diferença entre sexo consensual e um estupro, e essas diferenças pode ser comprovada por meio do exame de corpo de delito. Primeiro em sexo consentido a mulher está relaxada e lubrifica, além de liberar hormônios que cai na corrente sanguinea e podem ser detectados em um exame, em estupros a mulher não está relaxada, e sua vagina não se expande e não lubrifica, o que acaba causando ferimentos internos, e em alguns casos a parte intima fica dilacerada. Será que você sabe disso, ou acha que é só chegar lá e meter. No caso dos cantores da Bahia ficou provado o estupro através de exames (já tivemos casos onde a mulher mentiu sobre o estupro e o exame não apontou evidências de estupro). É claro, além dos cantores afirmar que não fizeram sexo, só dois admitiu, porém há sêmen deles na roupa das meninas, como o sêmen deles foram parar lá, já que eles afirmam que não tiveram com as garotas?. No caso do médico, ali é que existem provas mesmo, que eu saiba você não tem acesso ao processo para dizer que são só palavras.
            Se uma mulher diz que homem é pai do seu filho, o homem tem todo direito de pedir e fazer o exame de DNA, que pode ser feito já nos primeiros meses de gravidez, não sei de onde tirou essa idéia de que homem é obrigado a sustentar um filho que não é seu.
            Se a mulher denunciar homem por agressão, esse é posto para fora , então por que haveria a necessidade da casa das mulheres? Mais uma vez você estar inventando.
            Há uma razão para ter a delegacia da mulher e as casas de acolhimento. Você é que não quer enxergar. Seu problema maior é esse ódio gratuito as mulheres, até parece que não saiu de uma. Homens tem direitos, porém não conhece, e ainda quer impedir as mulheres de conhecerem os dela. Tudo que a mulher tem hoje é porque lutamos, por que você não faz o mesmo, lute pelo seus, mas sem inteferir nos nossos.

          • Murilo Castanheira disse:

            Estamos começando a lutar pelos nossos. A fala do deputado é um início. E, saiba, assim como a luta de voces por seu “direitos” (na verdade, privilégios) mexeu nos nossos, inclusive condenando homens sem provas, gastando dinheiro público de forma privilegiada pra mulheres, aposentadorias privilegiadas, etc, interfere nos nossos, a busca por nossos direitos TEM QUE mexer nos privilegios de voces. Lei maria da penha tem que ser revisada de ponta a ponta, lei do feminicidio tem que cair, a lei dos alimentos gravidicos, que obriga o homem a pagar pensao com base na simples alegacao da mulher, sendo que à mulher basta alegar que alguem é pai, nao precisa pedir DNA, mas o homem se quiser provar que nao é tem ELE que pagar pelo exame, tem que cair… etc. E, SIM, nao há qualquer prova no caso dos cantores da Bahia, e menos ainda no caso do médico Roger. E não existe sexo consentido. Existe sexo CONSENSUAL. Mulher não é ser superior ao homem, que tem a autoridade sobre o sexo e “permite” que o sexo aconteça. Mulher é ser humana e FAZ SEXO como o homem. Logo, se a mulher nao pede consentimento ao homem para fazer sexo, assim também o homem nao pede à mulher consentimento para fazer sexo. É sexo CONSENSUAL, ambos fizeram. Interferir nos direitos (na verdade, privilégios) das mulheres é urgente e já passou da hora. Homens estao sendo condenados com base apenas na palavra da mulher, homens estao perdendo patrimonio com base apenas na palavra da mulher, homens estao pagando por privilegios estatais para mulheres como delegacias, casas, caminhoes, aposentadorias antecipadas para mulheres, licenças previdenciarias, etc… o homem está pagando a conta, a mulher está apenas desfrutando às nossas custas. Esses privilégios precisam acabar.

          • Ísis Larayz disse:

            Você disse que uma mulher tem que provar o estupro, pois bem as garotas provaram através dos exames que foram estupradas, e o MP aceitou a denúncia porque há provas suficiente para condena-los. Você continua ignorando isso, as provas das meninas, ignora também os casos em que mulheres mentiram sobre estupro e exame apontou negativo, ué o exame serve para provar que não houve estupro, porém não serve para provar que teve, é isso? Só serve quando convém.
            Teve o julgamento agora, e os advogados dos rapazes não trouxeram nenhuma prova de que eles não participaram, já advogada das meninas trouxeram várias provas de que eles cometeram o crime – detalhe: mesmo condenados, eles irão responder o processo em liberdade até se esgotar os recursos, enquantos as meninas tiveram de sair de suas casas, e morar em outra cidade, tem que esconder rosto, a vergonha- isso é privilegio?
            As casas de acolhimento são para mulheres vítimas de violência , que estão sendo ameaçadas de morte, que não tem emprego e estudo, e não tem para onde ir com os filhos , lá elas recebem apoio e um curso técnico para poder trabalhar. Não existe nenhuma mulher rica lá. Você quer ignorar isso, quer o fim, e como fica a situação dessas mulheres, elas não tem direito de viverem livres de ameaças e poder recomeçar. desconheço homens nessa situação, mas se tiver porque não lutam para ter uma casa de acolhimento para homem, uma delegacia apenas para homem, o que não dar é para querer impedir as mulheres vitimas dessa situação ficarem sem apoio. É mole, em vez de lutar por vocês querem impedir as mulheres de lutarem- a mulher tem vários programas de saúde voltado para ela espera aí vamos acabar com isso, não pode, nós homens não tem nenhum. É assim que funciona sua cabeça, ao invés de lutar pela saúde do homem vai querer tirar o da mulher. Ignora a violência sofrida pela mulher, há mais tem homem que também sofre violência, sim tem, mas isso não inválida a violência de outras mulheres.
            Ninguém, em qualquer situação, é condenado sem prova( se tiver alguém é por erro da justiça, e esse tem o direito de pedir a revisão de sua condenação). Como já disse existe exame DNA que pode ser feito nos primeiros meses de gravidez. Um homem vítima de perseguição ou agressão feminina pode sim denunciar, processar e mandar prender a maluca- também não sei de onde tirou que a mulher tem o direito de bater e ficar por isso mesmo ou que nós mulheres defendemos isso.
            Sobre o sexo, a mulher não tem autoridade sobre sexo, mas tem autoridade sobre o seu corpo, e para haver o sexo no seu corpo ela tem que consentir, se não consentiu é estupro sim.

          • Murilo Castanheira disse:

            Os exames nao provaram estupro. Os exames provaram que houve sexo. E fazer sexo nao é crime. Lembrando que elas foram até o local deles, elas seduziram eles, elas se ofereceram para eles. Foram condenados SEM PROVAS, por uma JUIZA mulher, com base apenas na palavra delas e nada mais. Um homem passou 16 anos preso na mesma Bahia condenado por ter estuprado uma jovem de 13 anos. Dezesseis anos depois essa mesma jovem, agora com 29 anos e agora evangélica, disse à justiça que tudo foi uma farsa montada pela sua mae, que nao gostava do homem. Ela esperou a mae morrer para entao contar a justiça que era farsa, para que a mae nao fosse punida. Se a mae nao tivesse morrido, o cara estaria preso até hoje. Os caras da banda vao pelo mesmo caminho. Condenados SEM PROVAS. As casas de acolhimento são privilégios para mulheres SÓ POR SEREM MULHERES. Absurdo pago com o suor do homem, diga-se. O poder público nao pode privilegiar mulheres só por serem mulheres, em especial quando a maior parte dos excluidos sao homens. Homens sao recorrentemente condenados sem provas, porque as leis misandricas brasileiras permitem isso, pois feminazistas incutiram em parte da sociedade a tese de mulher é boa, homem é mau. Logo, o que mulher diz é verdade, o que o homem diz é mentira. E assim vao dominando as leis e os tribunais, condenando homens SEM PROVAS. Se uma mulher ALEGA que certo homem é o pai do filho dela, A MULHER nao precisa provar o que alega, mas se o homem disser que nao é, cabe a ELE, que foi acusado, provar que nao é, e nao a ela, que acusou, provar que ele é. Absurdo. Se uma mulher alegar que um homem é pai do filho dela deve caber A ELA provar, já que dão para deus e o mundo. Mas a justiça feminazista brasileira inverta o onus da prova, e o acusado é que tem que provar, pagando por tudo. Se nao tiver dinheiro para pagar um exame de DNA, vale a palavra dela. A tese feminazista é sempre a mesma: a palavra da mulher vale, a do homem nao. de modo que se uma mulher alega e acusa, cabe ao homem provar o contrário. Mas se um homem acusa uma mulher, aí o homem é que tem que provar. Estranho né. Sempre prevalece a palavra da mulher. E não, nao existe sexo consentido (exceto, é claro, o sexo profissional, em que os profissionais do sexo consentem que estranhos usem se corpo em troca de dinheiro). O sexo autonomo é sexo CONSENSUAL, nao consentido. A mulher nao pode ter posicao de superioridade no sexo para ter que AUTORIZAR um ato que ela também está praticando. O termo “sexo consentido” só cabe na boca de quem se acha superior. A mulher fez sexo também, e nunca nenhuma feminazista argumentou que o homem tem que consentir que ela faça sexo com ele. Logo, se a mulher nao pediu consentimento ao homem, nao cabe falar que o homem tem que pedir consentimento à mulher. É sexo CONSENSUAL. Ambos fizeram, ambos desfrutaram, a mulher nao pode ser tida como superior no sexo, devendo consentir, e o homem inferior, a quem nao se pede consentimento.

          • Ísis Larayz disse:

            Você só pode estar se fazendo, não é possível. O exame provou que houve estupro e não sexo, o corpo da mulher da sinal quando há agressão, um desses sinais são os ferimentos internos. ( Pega um manual feminino e vê como funciona a vagina durante um ato sexual).
            Esse homem passou 16 preso. Tem algo errado aí, a pena para casos de estupro é de 6 a 10 anos, se for menor 8 a 12. ( para falar verdade, não fica nem 2 anos preso). Ainda sim seria um caso errado para dez corretos. No Brasil boa parte dos presos que ainda não foram julgados são inocentes, se fosse seguir seu raciocínio, então deveria acabar com esse negócio de presos provisório, aliás vamos acabar com o sistema ca cerário, pois muitos inocentes são presos. Dane-se aqueles que cometeram estupros, homicídio enfim, pois inocentes estão sendo presos.
            As casas de acolhimentos não é só para mulheres por serem mulheres, e sim pelo fato das mulheres vitimas de violência que estão sobe ameaças não terem para onde ir com os filhos, não tem emprego estudo ( você teve a sorte de nascer em uma família estruturada, queria vê você filho de uma mulher agredida tendo que crescer em um lar de ameaças, porque sua mãe não tinha como sair dessa situação). Essas casas não são construídas apenas com dinheiro de vocês homens, nós mulheres também trabalhamos e pagamos impostos, não me importo do meu dinheiro está sendo investido nesse projeto, e maior parte desses abrigos é financiado por ONGs. Continua falando que mulheres podem acusar sem provas, mesmo sabendo que não é verdade, pega a constituição e sua teoria cai por terra.
            Homens que estão em dúvida sobre a paternidade, basta pedir o exame, não tem dinheiro, a justiça paga, o que não falta todo ano é multirão do DNA grátis. A mulher alega que o filho é dele, o homem pode sim exigir o DNA, e a mãe só poderá pedir o registro de paternidade se trouxer o exame comprovando.
            Mulheres são mortas pelo companheiro simplesmente por serem mulheres, pela idéia do homem de que mulher é sua propriedade. E você quer que nós não façamos nada contra isso. Pois isso tira os direitos dos homens, que direito o de agredir, o de tratar a esposa como lixo, uma propriedade?
            Sinceramente, não estou entendo essa ideia do sexo consentido. Quer dizer que se um homem forçar o sexo, a mulher não poderá dizer que não consentiu, pois ela também estava fazendo o sexo( para mim ela estava sendo usada) é isso? Na boa, chega você vai ignorar todos os argumentos, e vai continuar repetindo a mesma ladainha de que homens estão sendo acusado injustamente , pois mulher tem a palavra e homem não ( ignorando as leis), fora feminazi, que temos que lutar contra feminismo, porém as mulheres não podem lutar contra machismo, etc… Não sei se você fala isso porque quer, ou por não conhecer as leis, pega o livro das leis e verá que homem pode sim se defender se baseando na legislação.

          • Murilo Castanheira disse:

            Voce fala em leis, e bem se vê que nunca leu uma. Nem a maria da penha, que fala explicitamente que a versào da mulher tem prevalencia. E, repito, se uma mulher diz que um homem é pai do filho dela, mesmo ela tendo dado para trinta e cinco, estranhamente quem tem que pedir DNA é o homem? Nao, está errado. Quem alega, tem que provar. Mas as feminazistas brasileiras conseguiram mudar. À mulher, basta alegar. Ao homem, cabe provar. Ridículo e injusto. Casas exclusivas para mulheres são privilégios pagos por homens. Nao importa se voce paga impostos e seu imposto também contribuiu para que fossem erguidas, vez que você poderá desfrutar delas. Já os homens pagam por elas, e nao podem delas usufruir. Logo, sao privilegios pagos por nós homens. Os exames nao provaram estupro, provaram que houve sexo, apenas isso. Tanto que nao há sinais de violencia física nas mulheres, como pulsos, ombros, pernas, etc. Foram condenados sem provas. O caso do homem que passou dezesseis anos preso é famoso. O google pode te ajudar a conhece-lo. Dezesseis anos ele passou preso acusado de ter estuprado uma garota de 13 anos. Era mentira. Só saiu porque ela, aos 29 anos, confessou a mentira. A justiça NAO PAGA DNA. Se ele nao tiver dinheiro para pagar, prevalece a versao dela. Sexo é consensual, nao consentido. Sexo consentido preconizaria que a mulher é superior ao homem. Sexo consentido é apenas o sexo profissional (filmes X, prostitutas e prostitutos). O sexo entre dois seres que quiseram fazer sexo é CONSENSUAL. Ambos fizeram. Nao há que se falar que a mulher tem que CONSENTIR que o homem faça sexo com ela, vez que ELA também está fazendo sexo, é ato consensual, ambos fazem. O japonés da pipoca foi morto pela mulher só por ser homem, a médica mandou cortar o penis do companheiro só por ele ser homem, e nao há lei que nos proteja do crime de genero cometido pela mulher contra o homem, ou que proteja o patrimonio dos homens em casos de separacao, ou que proteja o direito dos homens sobre os filhos em caso de separacao, ou que criminalizem o masculinicídio. Há uma sociedade bucetista, em que ter orgao sexual feminino confere inúmeros e injustos privilegios, como fugir de serviço militar, aposentar-se antes, ter palavra com fé pública, ter amplo e farto amparo estatal, ter privilégios judiciais, ter privilégios previdenciários, etc. O feminazismo tomou conta do Brasil e eu já te digo qual vai ser o resultado disso: Bolsonaro presidente. Eu voto ate’ no diabo, se ele se candidatar e for anti-feminista.

          • Ísis Larayz disse:

            Os exames provaram o estupro, havia ferimentos internos (vagina), é sério que você quer saber mais que os legistas que realizaram os exames. Não tem o que discutir nesse caso, pode discutir em outro, e não nesse que há as devidas provas.
            Não há lei para crime gênero masculino, ué pois lute para ter também, homens são obrigados a servir o exército, lute para não ser obrigatório. É mole, como já disse envés de lutar por vocês, na verdade querem é tirar aquilo que já conseguimos durante anos de luta.
            Existe o mutirão do DNA todo ano, em várias cidades brasileiras exames de DNA feito de graça.
            Agora me diz o que seria estupro para você, o que seria uma prova de estupro.
            Dane-se seu voto, se vota em alguém que esta há mais de 20 anos no poder, e até agora nada fez, que não entende nada de economia, diplomacia e inflação, que sabe apenas tagarelar, o azar é todo seu. Deve ser por isso que tar toda essa
            corja no governo parasitando à decadas, culpa dos que não sabem votar.
            Nós mulheres não vamos abaixar a cabeça para o machismo, aceitar ser tratada como objeto sem valor, sem voz. Pode reclamar o quanto quiser, mas sempre que fomos agredidas, humilhadas, estupradas vamos denunciar sim. Lembre- se que foi uma mulher que te gerou, pariu e alimentou. Não queira para ela a falta de respeito e humilhação que muitos ainda insisti fazer as mulheres.

          • Murilo Castanheira disse:

            Voces feministas serao caladas. Pode escrever isso. O feminazismo será calado. Mulheres nunca tiveram que prestar serviço militar, logo é mentira que lutaram por isso. Nao há lei especifica contra crimes de genero contra o sexo masculino porque feministas nao permitem sequer que se cogite haver crime de genero da mulher contra o homem. O IPEA disse no seu Estudo 2048 que só mulheres sao vitimas de crime de genero, homens nao. O feminazismo é política de Estado. Nao houve provas. Apenas a alegacao das “vitimas” que estavam no ambiente deles e foram lá para dar, mas depois viram que ia ficar só nisso, que nao iam ser tratadas como especiais, e os denunciaram sem provas. Nós, homens, baixamos a cabeça para o feminismo, caindo no conto de que se trata de “igualdade e justiça”, mas já estamos nos levantando. Esse foi apenas um exemplo. Muitos outros virao. Quanto mais o feminismo fizer barulho, mais parlamentares de extrema direita elegeremos. O inimigo a ser combatido tem nome, é cruel e deve ser duramente combatido: feminismo.

          • Paulo_francis disse:

            Você está certo Murilo. Infelizmente a ideologia de gênero impregnou este país. Vitimistas sem escrúpulos sugam anos de trabalho de homens honestos, ficam com a casa o carro e 40% do salário e ainda são vítimas. Não há o que fazer. Depois de terem eleito esta criatura chamada Dilma Roussef, o pior aconteceu. São lei e mais leis, o homem cada vez mais acochado, na mendicância e ainda assim, um criminoso opressor. É uma esquizofrenia, psicose demente, esta das feministas que aparelham o Estado. Infelizmente, não temos políticos para ver o desgaste legal que estão fazendo. Ninguém está vacinado contra o feminismo na Câmara. Movimento que destruiu o casamento. Casamento, atualmente, é um péssimo negócio para o homem e uma oportunidade de ouro para golpistas. E só complementando: Estupro não precisa de penetração mais, a lei brasileira chegou aos píncaros da insanidade, qualquer ato lascivo é estupro. Seja lá qual for, visto que até um abraço pode ser considerado ato lascivo e portanto estupro.
            .
            Complemento caso do jogador Marcelinho Paraíba: Tentou beijar uma mulher numa festa, tentativa de estupro, então. É esta a situação. Se uma mulher tentar enfiar a língua na sua boca e você disser não, ela pode usar o recurso da acusação inversa, só por ressentimento. Mulheres e homens são igualmente maus na sociedade, porém a maldade transparece quando você dá privilégios a uma categoria.

          • Murilo Castanheira disse:

            Perfeito relato. As leis não têm mais lógica, e não são isentas. Vale, sempre, a palavra da mulher. Mesmo que tenha sido dela o ato irregular, basta que ela ALEGUE ter sido a vítima, e o homem será condenada. De fato, a caracterização de um ato como sendo estupro está tão somente no desejo da mulher de que o Estado reconheça tal ato como estupro. Se a mulher disser que é estupro, ENTÃO É. Na verdade, o Brasil instituiu uma pátria bucetista, em que mulher é sujeito apenas de direitos e homens sujeito apenas de deveres. A mudança terá que vir por meio de eleição de políticos comprometidos com a família, e com elevação moral e ética para desmontar a farsa feminista. O caso da deputada é mais um desses assombros, em que a mulher agressora se diz a vítima, e todos calam com medo da mulher. Estamos numa república do medo, da barbárie, em que homens sao meras ferramentas de produçao a serviço da maximização do bem-estar da mulher, cujos desejo por privilégios é absolutamente infinito. Qualquer pessoa de bem entende que o feminismo está achacando homens, e nem de longe é ideologia de igualdade. Nós homens teremos que reagir e enfrentar. O feminismo nao será desmontado sem luta. A luta é contra o feminismo, e todo e qualquer homem tem que estar nela, e toda mulher de bem também.

          • Lindalva Cordeiro disse:

            “Mulher é ser humana”, eu li isso? Está parecendo a Dilma ao soltar a pérola “mulher sapiens”.

          • Murilo Castanheira disse:

            E?! Porque não me parece que o evidente erro de digitação tenha causado prejuízo ao entendimento do cerne da questão. E, não, não se parece com mulher sapiens. Lá, houve um erro material, aqui, mero erro formal, de digitação. Aliás, graças aos erros de digitação é que existem profissionais revisores, diga-se. Eu mesmo reviso os meus, mas só quando julgo importante fazê-lo. Em comentários da internet, não. Da próxima, tente, ao menos tente, combater o argumento, e não estar apenas comentarista do comentário. Se puder, claro.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            sobre o “Discussao 2048 do IPEA” – ou vc. não leu ou achou que podia me engabelar

            o link – http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_2048.pdf

            leia udo pra parar de falr tanta asneira

            se o estudo é feito sobre violência doméstica e o efeito da Lei Maria da Penha, vc. quer me dizer que homens apanham mais em casa das mulheres do que as mulheres dos maridões? jura?

            chega ser patética esses seu argumento.

            na Sinopse diz:

            “…Nossos resultados indicaram que a Lei (maria da penha) cumpriu um papel relevante para conter a violência de gênero, ainda que sua efetividade não se tenha dado de maeira unifirme no país…”

            Introdução (pg 9)
            “A violência doméstica é a mãe de todas as violências. As vítimas não são apenas mulheres e crianças que sofrem reiteradamente, apanham, são estupradas e eventual,mente mortas…”

            e o homens coitadinhos é que são as grande vítimas?

          • Murilo Castanheira disse:

            Bom, é bem evidente que voce nem ao menos sabia da existencia de tal estudo. Eu o conheço de palmo a palmo. Sou pesquisador, e este trabalho será objetivo de contestaçao de minha parte. E, SIM, os dados do Trabalho do IPEA que EU recomendei que voce lesse mostra que há apenas 1,2 mortes de mulheres no ambiente doméstico por grupo de 100 mil mulheres, e que há 4,8 mortes de homens no ambiente doméstico por grupo de 100 mil homens. Fica bem claro que você nao sabe distinguir o que É DADO e o que é OPINIÃO. Dados sao aquilo que os pesquisadores encontraram de fato, por contagem. Portanto, os dados do trabalho do IPEA sao oficiais, frutos de contagem. Já que o voce trouxe ao debate são meras OPINIOES do IPEA, equivocadas por sinal, pois inclusive foram concluidas com base em premissas equivocadas, como a de que nao há crime de gênero da mulher contra o homem. Sim, os DADOS do trabalho do IPEA mostram que SIM, os homens sao mais vitimas que as mulheres no ambiente doméstico. OS DADOS mostram isso, a despeito da opinao contrária daquele orgao feminazista, a mando da Dilma. Procure distinguir o que sao DADOS e o que sao meras OPINIOES. Se puder, claro. Duvido que possa.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            vc. é um pesquisador de meia pataca
            que não sabe nem ler um estudo

            não é só o IPEA que fala o que fala
            deixe de ser ridiculo

            mas conteste
            vá contestando à vontade
            lamento que quem se diz “pesquisador” tenha esse tipo de argumento

          • Murilo Castanheira disse:

            Meu argumento é preciso, moça, Eu sou pesquisador. Aliás, estudos feministas CONTESTAM esse trabalho do IPEA, já que estudos feministas demonstraram que a lei maria da penha não reduziu a violencia contra a mulher. Na verdade, esse estudo do IPEA também demonstra que nao. Na verdade, no período pesquisado a violencia contra a mulher subiu de 1,1 para 1,2 por 100 mil. O IPEA, para tentar defender a “eficácia” da lei maria da penha ( que é absolutamente ineficaz ) entao usou o método econométrico chamado de diferenças-em-diferenças, e, ao notar que a violencia contra o homem cresceu mais que a violencia contra a mulher, entao isso seria prova de que a lei maria da penha é eficiente. Pois é. Pasme voce. Para o IPEA o sucesso da lei maria da penha está em que a violencia contra os homens cresça mais que a violencia contra as mulheres. E, para chegar a essa “brilhante” conclusão, partiu da premissa de que náo há crime de genero da mulher contra o homem (fez isso como premissa, ou seja, só por que quis), já que se nao levantasse essa premissa os homens poderiam alegar que na verdade a lei maria da penha incentivou a violencia de genero da mulher contra o homem. Ou seja, para o IPEA a morte do japones da IOKI nao foi violencia de genero da mulher contra o homem. Eu sou EXCELENTE pesquisador, e já estou trabalhando para desancar esse trabalho medíocre do IPEA, que nada vale, exceto pelos dados, que, como o proprio nome diz, são dados, nao sao ilaçoes do IPEA.

          • Moacir Castoldi disse:

            Você esta se aproveitando da condição feminista para fazer prevalecer seu comentário a qualquer custo. O comentário inicial foi sobre o que o deputado falou para a dona Jandira, sendo mulher ou homem perante a Constituição os direitos são os mesmos. A lei Maria da Penha, é sim para proteger a mulher da violência doméstica, mas não para tirar vantagem dessa lei e achar que bote bater sem apanhar.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            nossa!!!
            vc. coloca um estudo como argumento, que vc. mesmo diz estar todo errado, e eu estou me aproveitando? jura?

            não foi isso o que o deputado falou, além do que , um deputado achar correto outros deputados se estapiando não é lá muito razoável

            vc. tem problemas muito sérios de interpretação (apesar de achar que é má fé mesmo)

          • Moacir Castoldi disse:

            Você nem merece resposta, mas quem precisa de um curso de interpretação é vc, talvez tenha estudado pelo antigo MOBRAL, seus argumentos são típicos de petistas, da nojo.

          • RitaCandeu - #AnulaGolpeJá disse:

            Murilo – deixa de ser ridiculo

            existe exame de DNA pra comprovar paternidade
            e vc. me vem com essa de “sem prova alguma” ? tá doido?

          • Murilo Castanheira disse:

            Quantos anos voce tem? Vou repetir: no Brasil, se uma mulher estiver grávida e disser que tal homem é o pai, por lei (pesquise “alimentos gravídicos”) o homem acusado é OBRIGADO a bancar a mulher. Após o parto, se quiser o homem pode pedir exame de DNA, DESDE QUE ELE, HOMEM PAGUE. Se o resultado for que ele nao é o pai, entao ele terá que entrar com processo contra a mulher e esperar 35 anos pelo julgamento, pois os TJ’s de todo o Brasil NAO JULGAM casos de homens contra mulheres. A prioridade é julgar casos de mulheres contra homens, em especial aumento de pensoes alimenticias para elas.

          • Giacomelli Junior disse:

            Cara, você não se tocou que essa “Rita” é petista ? Esqueceu que discutir com petista é jogar xadrez com pombo ? O importante foi você deixar sua opinião, o que é democrático, enquanto os desgraçados dos petistas não instalarem a censura. Assista vídeos do Olavo de Carvalho, ele explica bem essa questão de minorias, do Lumpeproletariado, tudo o que os comunistas estão fazendo para dividir o Brasil. Essas mulas barranqueiras estão comprando uma briga que só interessa ao núcleo comunista, cuja estratégia é dividir para dominar. É uma estratégia gramsciana que existe há uns 50 anos no Brasil, mas agora que está no auge. Eles são tão cínicos que dizem “eu posso bater mas não posso apanhar”, “eu posso matar mas não posso morrer”, e coisas assim, utilizando argumentos tão confusos que nem eles mesmos entendem, e depois nos chamam de hipócritas. Eles tem argumentos até pra mostrar que 2+2 4 ! Muito foda essas merdas de petistas ! Um abraço !

          • Murilo Castanheira disse:

            Eu entendo o que disse, e concordo com quase tudo. No entanto, acho que vivemos o mais grave momento da história brasileira, de modo que eu penso que não basta emitir a opinião. Devemos defendê-la a qualquer custo, devemos nos mobilizar para desmontar os aparatos malditos que o esquerdismo montou para destruir a nação em nome de interesses escusos de alguns.

  45. Murilo Castanheira disse:

    Perfeito o deputado. Ganhou o meu respeito. Mulheres estão batendo em homens, achacando homens, humilhando homens, e só a violência contra mulheres é debatida. Perfeito o deputado. Mulher que bate, pode SIM apanhar. Querem cassar a força do homem, para que ele não se defenda e não tenha voz. Essa Jandira puxa vaias e impede a manifestação de deputados quando não é o que ela quer ouvir. Parece que agora quer dar um passo além, e impedir na força física a manifestação de deputados homens. Perfeito o deputado. Mulher NÃO É ser superior.

    • Romão Nobre disse:

      Homem não apanha de Mulher, quem apanha de Mulher é moleque que se diz homem.

      • Karlos Markes disse:

        Mulher não apanha de Homem, quem apanha de Homem é moleca que se diz mulher.

        • João Carlos Gonçalves Pereira disse:

          Trocando em miúdos. Em mulher, o bom mesmo é bater na cama, surrar-lhe a pereréca até pedir pra parar desfalecida. Aí fica boazinha que só…e a pereréca toda inchada. kkkk

    • João Carlos Gonçalves Pereira disse:

      Principalmente essa gente aí pseudoesquerdista que calçam 44, famosas pé grande. Mulher metida a valente, que quer ser “macho”, bateu, deve levar na mesma proporção.

  46. Albert disse:

    Esse deputado é do DEM(ônios) !

  47. Joao Silva disse:

    Ué, não entendi aonde a declaração é polemica. No meu ponto de vista, é uma coisa simples, se uma mulher agride fisicamente um homem, este tem todo o direito de revidar, ou agora só pq somos homens temos q apanhar de graça?. No Youtube mesmo tem dezenas de videos de “mulheres machos” agredindo homens, se escondendo atrás da lei Maria da Penha. Não acredito que a lei foi criada para esse fim, e sim defender a mulher de uma agressão sem motivos. Inclusive, acho que foi no Rio Grande do Sul, um juiz usou a lei Maria da Penha inversamente, isto é, prendeu uma mulher que bateu em um homem. Vamos parar de ser hipócritas!

  48. Patrick disse:

    KKK!Que circo.
    O Brasil seria uma piada se não fosse uma tragedia

  49. Lorenzo Frigerio disse:

    Cada povo tem o governo e o judiciário que merece. No caso, o tipo histriônico vai muito bem na política de uma república bananeira.

  50. Peraldiano disse:

    Concordo com o nobre parlamentar. Tem muita mulher descompensada que se acha no direito de agredir e bater nos outros. Estão ficando muito convencidas e como não tem controle emocional nenhum, recorrem a violencia. Nada como uns bofetes bem dados para que reconheçam seu devido lugar.

    • Psi-u! disse:

      A lei Maria da Penha deveria se adequar a ambos os sexos, pois sempre o lado menos dominante da relação sai apanhando, seja mulher ou homem,

    • Ísis Larayz disse:

      Mulher batendo em homem tem que apanhar, seguindo esse raciocínio, o homem que bate em mulher também tem que apanhar, a mulher teria o direito de revidar. Nada de ir buscar a lei e denunciar. Agora vem a pergunta, quando acaba o ciclo de violência, é desssa maneira mesmo que querem resolverem as coisas.
      Só lembrando a Maria da penha serve também para o homem agredido, basta ele denunciar ou processar a mulher por agressão.

      • Murilo Castanheira disse:

        Errado. Não existe delegacia do homem, a lei maria da penha só protege mulheres, só existe lei de crime de gênero para a mulher (feminicídio). O feminazismo tem que cair. Homem não é capacho de mulher para apanhar calado. “mulher que bate como homem tem que apanhar como homem”. Perfeito o deputado. Nota dez.

        • Bruno disse:

          Mas é imbecil mesmo… Mané Murilo Castanheira, a lei Maria da Penha se aplica ao casal… Se a esposa agredir ao marido, basta ele ir à delegacia da mulher e prestar queixa…
          Agora, para de relinchar e vai estudar que é melhor pra vc

          • Fa disse:

            É verdade.. vamos concordar que a maria da penha não anda funcionando nem pra mulher, imagine pra homem. Nem tudo que é lei é cumprido, vamos ser sinceros.

          • Romão Nobre disse:

            Todo mundo que bater nas Normas, coitada das mulheres chamadas NORMAS.

        • Ísis Larayz disse:

          Um homem vítima de violência pode procurar qual delegacia e denunciar as agressões. E sim, a lei Maria da penha também pode ser utilizada pelo homem., embora o foco principal seja a mulher, mas Várias mulheres já foram enquadradas na lei, seja porque agrediram o marido, filhos ou outras mulheres.
          Ainda sim homem pode processar por meio de outras legislações criminais. Agora homem não conhece seus direitos, nao vão denunciar, ai fica reclamando achando que não precisa, precisa sim.

          • Murilo Castanheira disse:

            Não, a lei maria da penha nao se aplica ao homem. Ela fala apenas da violencia do homem contra a mulher. E nao existe delegacia do homem, nao existe casa do homem, nao existe lei do masculinicídio (como o caso da mulher que matou o japones da pipoca, e NÃO é crime hediondo, mas se ele tivesse matado ela seria). Deputado NOTA DEZ. Abaixo o feminazismo.

        • suéliacavalcante disse:

          A Lei Maria da Penha também protege os homens contra agressões femininas sim.
          No entanto, existe umas desocupadas, também apelidadas de “feministas” que são contrárias, mas eu como mulher, sou a favor sim de que esta lei beneficie o homem, assim como beneficia a mulher…
          Tem mulher que é o cão.. Coitado do homem que esbarrar com uma dessa…kkkkkk

          • Murilo Castanheira disse:

            Não, não protege. A lei maria da penha é explícita, em cada parágrafo da lei ela fala do HOMEM agressor e da mulher como vítima. Alguns juizes de primeira instancia a usam, mas cai nas instancias superiores. Autoridades policiais nao a usam para proteger homens que sao agredidos. O deputado está certo. Mulher que bate como homem tem que apanhar como homem. O pior problema da lei é tirar do homem o direito de se defender e garantir que somente a palavra da mulher prevaleça. O deputado está correto. Os homens precisam, urgente, começar a enfrentar o feminismo.

      • Octavio Pires disse:

        Que tal resolver tudo na porrada com o Mike tyson?

    • Ernesto Freire Pichler disse:

      Quem recorreu à violência é esse deputado metido a machão.

  51. Marcelo Szk disse:

    Normal, é só um bandido sendo bandido.

  52. Kiko Cheroso disse:

    Bolsonaro já fez até apologia a estupro dentro da Câmara, e NADA aconteceu. Provavelmente isso também não dará em nada. Se fosse em outro lugar, provavelmente o cara teria seu mandato cassado e seria expulso da casa.

    Um exemplo recente aconteceu na França, com Jean Marie Le Pen. Que foi expulso da Frente Nacional. http://www.dw.de/jean-marie-le-pen-%C3%A9-suspenso-da-frente-nacional/a-18428521

    Talvez se tivéssemos parlamentares menos covardes, políticos como Bolsonaro e esse aí já cairiam fora do Congresso Nacional. Usando o mesmo exemplo da França, lá até a filha do político ultraconservador – que é do mesmo partido -, teve que romper relações com o pai. http://www.dw.de/le-pen-rompe-publicamente-com-pai-fundador-da-frente-nacional/a-18367547

    • Lorenzo Frigerio disse:

      São dois escorpiões lutando por sobrevivência política. Imagina o tipo de pai para gerar uma filha dessas. Filho de escorpião, escorpiãozinho é.

    • Jose disse:

      Temos a impressão que vc é totalmente lunático, ou afeminado. Precisamos de mais Bolsonaros isto sim. Quem bate em alguém quer apanhar tbm, o sexo é irrelevante, respeito é bom e todos gostam.

    • Marcelo disse:

      Rs, o caso não foi bem assim não do jeito que você fala.
      Primeiramente ele estava sendo entrevistado e a Deputada que se meteu na entrevista alheia “sendo mal educada”, e o acusou ele de estuprador, quando na verdade ele tava era descendo o couro no estuprador e ela defendendo o estuprador… Se ela teve o direito de chamar ele de estuprador ele teve o direito de retrucar. Chumbo trocado não dói. O que não pode é provocar para depois se vitimizar, isso é coisa de gente mau caráter e desonesta.

      • Kiko Cheroso disse:

        Eu vi por inúmeras vezes, e digo, O BOLSONARO INCITOU O ESTUPRO, SIM. O que me diz então da entrevista dada ao Zero Hora, logo após a declaração onde ele reafirma, ‘A Maria do Rosário não merece ser estuprada, porque ela é muito feia, mesmo’!

        E outra, reveja o vídeo e me diga aonde ela chama ele de ‘estuprador’ – como você diz -???

        • Marcelo disse:

          Boa tarde, olha o vídeo aqui, não sou eu quem digo é o fato que fala por si só.

          Saca só. A entrevista era sobre o caso xampinha, repare que ela fala que ele promove essa violência, logo disse que ele promove o estupro. Aí ele indaga, “eu sou estuprador agora”? E ela concorda: é é

          Ou seja ela afirma que ele é estuprador, dizendo é é. Como pode ele promover esse tipo de violência, se ele tava era descendo o sarrafo no estuprador e têm projetos contra esse tipo de crime, enquanto ela é contra a castração química e outras leis que punam o errado…

          https://www.youtube.com/watch?v=LcBFRiY252o

    • Psi-u! disse:

      Você só está falado isso porque não sabe da rixa que existe entre a defensora de bandidos Maria do Rosário e Bolsonaro. Pois ela o chamou primeiro de ser estuprador em cadeia nacional transmitida pela rede TV. Também não deve ter aprendido o que é ironia na escola, pois se tivesse aprendido saberia que Bolsonaro foi irônico. De todos os parlamentares, o Bolsonaro ainda é de longe o menos ruim, entre tantos ladrões. ¬¬

      • Mauro De Souza Lima disse:

        Se esse PULHA é o menos ruim, é de se imaginar como deve ser o resto.

      • Kiko Cheroso disse:

        Claro que sei. E mesmo assim, tenho certeza que a declaração dele NÃO é justificável. É que vocês da extrema direita são tão lunáticos, que justificam essa ações. Assim como a daquela agressão que uma dentista sofreu, de um PM, numa agência bancária.
        A cegueira de vocês pro milicos, é tão gigante. Que simplesmente negam a realidade!
        O pior mesmo, é ver uma MULHER – como você – tentando defender, o indefensável.

        • PAULO ROBERTO disse:

          KIKO, o que você tem contra os MILITARES? Algum deles FERIU O SEU CORAÇÃOZINHO???

        • Fa disse:

          Segundo a lógica feminazi, todo homem é estuprador, logo você também merece apanhar. Coerente, não?

          • Kiko Cheroso disse:

            O nível de chorume é tão grande na cabela de vocês, que ainda usam o termo ‘feminazi’. Vou parar por aqui. Vai que já já essa doença me contamina.

          • Fa disse:

            Ué, não tem argumentos? Parou de falar só porque disse feminazi? Se você faz tanta questão assim, retiro o que disse então, leia “feminista”. Pode argumentar agora.

          • Fa disse:

            Fresco demais, por isso não dá pra argumentar com gente que não pensa. Não sou a favor da violência GRATUITA contra ninguém, leia, NINGUÉM. Você devia pensar antes de escrever, pensar não dói e faz bem pra você mesmo. Não defeque pelos dedos.

        • Bruno disse:

          Parabéns, Kiko Cheroso!! O Brasil precisa de mais pensantes como vc.
          Ao contrário da maioria dos comentários daqui. Mas é como dizem, cada país tem os governantes que merecem…

        • Lui Spin disse:

          E a declaração dela, que foi proferida antes da dele, chamando-o de estuprador (um crime horrível), não deveria também render uma cassação?

          Sou contra a cassação nos dois casos, mas só para saber a sua opinião.

      • Luis Inácio disse:

        Adoro mulheres inteligente e informadas, desmontam os esquerdistas em 3 linhas, kkkk!!!

    • PAULO ROBERTO disse:

      Mais um ROBÔ PETISTA? CARAMBA, ISSO JÁ É INFESTAÇÃO!

  53. Fernando S. Filho disse:

    Muita frescura…O Deputado falou certinho. Naquele episódio envolvendo o Deputado Jair Bolsonaro, se ele não é esperto iria TOMAR UM SOPAPO DAQUELA MULHER DESCONTROLADA, que na ocasião defendia a curta permanência de um tal se XAMPINHA na Fundação Casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via