Congresso em Foco

Mesmo com decisão da Justiça, PMs seguem com paralisação

Governo veta ajuda financeira de R$ 600 milhões ao RN; dinheiro pagaria salários de servidores

26.12.2017 13:16 20

Reportagem

20 respostas para “Governo veta ajuda financeira de R$ 600 milhões ao RN; dinheiro pagaria salários de servidores”

  1. Douglas Martinez disse:

    Jader e Gilmar Mendes, um faz bico no senado e o outro no STF….!!!!

  2. Jota Jota disse:

    Pede dinheiro pro sogro do seu filho kkkkk

  3. Joel Banderas disse:

    Dinheiro pra Auxilio Moradia nao falta.

  4. AO543 disse:

    É muito fácil conseguir essa GRANA. É só SUSTAR os PAGAMENTOS DOS SALARIOS e PROPINAS dos DEPUTADOS ESTADUAIS e COMISSIONADOS da ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO….

  5. Sebastião L Machado disse:

    Temos instituições de mentirinha. Ministério Público em vez de defender o interesse maior que é segurança pública, ignora o estado de calamidade. O que se espera de um MP decente é que privilegiasse o interesse público de modo a obrigar os mandatários a primeiro pagar e manter os serviços essenciais para, depois disso, pagar a si próprios governador, secretários, parlamentares, juizes e MP.

  6. Marcos Alvarenga disse:

    Como é difícil liberar dinheiro para os homens que trabalham diariamente para assegurar a vida do cidadão do RN e honradamente fizeram por merecer seus salários! Mas não falta dinheiro e é muito fácil distribui-lo para Deputados aprovarem medidas de interesse do Governo, bem como anistiar dívidas milionárias de banqueiros e coronéis ruralistas!

  7. Antonio Carlos Wanderley disse:

    Não são os servidores públicos que devem pagar a conta. Se tivéssemos uma justiça um pouco justa, determinaria uma intervenção pelo governo federal, demissão e todos os cargos comissionados e o fechamento da Assembleia Legislativa com afastamento sem remuneração de todos os deputados e comissionados e pagar de imediato todos os salários devidos. Colocar dinheiro no estado, com absoluta certeza, é deixar as galinhas aos cuidados da raposa. A culpa desta desgraça é o governador, seus assessores e os deputados que foram omissos ou coniventes com a imoralidade e irresponsabilidade. Efetuar uma auditoria nos últimos 10 ou 12 anos em todas as contas do governo, responsabilizar os atos praticados que levaram o estado a esta situação e, depois de saneadas as contas, convocar novas eleições e reduzir para 30% os cargos comissionados.

  8. Way_down_from_Texas disse:

    A politica não e “esquerdista”, ela e direito da direita do governo golpista do Temer, Aecio, e os demais que ficam mentindo pra o povo e acham que vamos ficar calados. Ninguém votou pelo governo do Temer, outra mentira da direita, volte o Lula por favor!

    • Antonio Carlos Wanderley disse:

      Amigo, vamos ter coerência! Você acha que nestes menos de 2 anos é que a desgraça se abateu sobre o pais? Foram 15 anos, contando desde Lula a´te Temer, aliás, “eleito sim” pelos eleitores dos dois anteriores. Populismo, incompetência, corrupção desmedida, ganância pelo poder e, principalmente pelo enriquecimento fácil às custas da corrupção “quebraram o pais”.

  9. Nestor Oliveira disse:

    Podem anotar: esta encenação do governo-zumbi não dura até o fim do ano. É um governo que flutua ao sabor de suas indecisões e falta de norte. Vai consultar o ‘mercado’. Mendacidade pega e se volta contra o feiticeiro.

  10. Walldemar Sobrinho disse:

    Iniciou-se em 2012 a derrocada do Estado Brasileiro, inchado, ineficiente, caro e que vai exigir cada vez mais dinheiro pra funcionar. E adivinha quem vai pagar a conta ? Sim, nós vamos, através de mais carga tributária, mais arroxo fiscal e mais horas trabalhadas. As pessoas tem que saber que isso é reflexo de uma política esquerdista, a de escravizar a maioria em detrimento de uma minoria. Quem estiver satisfeito, que continue votando nos criminosos em 2018.

    • ezequiel-sp disse:

      Enquanto não acabar essa Patifaria do governo federal socorrer os estados vai continuar essa corrupção endêmica que se aperfeiçoou nos últimos 14 anos. Cada estado tem que gerir seus próprios impostos e mandar para a União somente 10% e olhe lá..se não vira balcão de negócios..Outra coisa..O valor do voto pra se eleger um deputado federal precisa ser igual ao ao do sul/sudeste…Porque senão sempre vai ocorrer o que já ocorre atualmente..Estado ineficientes e a maior bancada é aquela que toma conta dos valores de quem realmente produz. Pergunta se é interessante um estado sair dessa situação(benesses dos outros)?? Claro que não..Até eu que sou mais bobo queria uma moleza dessas

      • Antonio Carlos Wanderley disse:

        Não. O governo federal deveria socorrer todos os estados em dificuldade mas decretando intervenção federal, afastando todo o executivo, incluindo cargos comissionados, afastar todos os deputados que foram omissos e/ou coniventes com a irresponsabilidade e imoralidade do executivo. O povo, apesar de ter eleito incompetentes e imorais, no pode pagar a conta. Auditar os últimos 3 ou 4 mandatos e responsabilizar cada um pelos danos causados ao estado e, principalmente, aos cidadãos do estado.

        • Luís Fernando Prado disse:

          Para os políticos, é inviável “auditar os últimos 3 ou 4 mandatos” dos executivos estaduais. É que os governadores desses períodos estão em Brasília na qualidade de senadores, ministros ou deputados federais apoiando o Governo.

        • José Oliveira disse:

          Quem vai fazer isso? O corrupto, Michel Temer e esse Congresso de pilantras?

      • Sebastião L Machado disse:

        Ezequiel, o MP deveria em primeiro lugar garantir que serviços essenciais recebam primeiro, antes de governador, parlamentares, juizes, sobretudo pelas inúmeras vantagens e mordomias que recebem e mantem em beneficio próprio.

    • Nestor Oliveira disse:

      Realmente a esquerda faliu, mas a bagunça já dura há mais de um século, meu caro Wall, e a esquerda só nos enganou a partir de Lula… Não deu tempo pra tanta desgraça!

      • Daniel Alves de Andrade disse:

        Pior que deu sim… E olha que os dois governos do Lula foram de abundância e muita farra… A Dilma chegou com a desgraça da conta pra gente pagar…

    • Luís Fernando Prado disse:

      “Votando nos criminosos em 2018.” Afirmo com convicção que não haverá renovação do quadro político em 2018, ao contrário do que todos esperamos. Talvez, minimamente, pois alguns raros serão inelegíveis. Conheço bem como é feita a prática política desde o vereador do interior ao presidente da República. O manejo fétido, criminoso e sub-reptício de fazer campanha e se eleger talvez mude no Brasil daqui a uns bons cem anos. Anotem e me cobrem em janeiro de 2019. Boa sorte a todos e salvem-se quem puder!

    • Antonio Carlos Wanderley disse:

      Só uma correção, isto começou em 2003 com a demagogia, incompetência, populismo irresponsável e, principalmente, ganância pelo poder e pelo enriquecimento fácil. No mais, você esta certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via