Congresso em Foco

O nome de Ives Gandra Filho está sendo analisado por Temer

Favorito para o STF, Ives Gandra Filho defende restrição a direitos de casais homosexuais

25.01.2017 15:28 26

Reportagem Em
Publicidade

26 respostas para “Favorito para o STF, Ives Gandra Filho defende restrição a direitos de casais homosexuais”

  1. Adailton Mansur disse:

    Site que respeita as diferenças, rssssssss….
    Recebe dinheiro do governo também?

  2. Sales Machado Mota Machado disse:

    O que esta marionete do Temer ainda está fazendo em Brasília.

  3. 57ChevyBelAir disse:

    O cara não trepa…

  4. eleitor de lula disse:

    o que este cara tem a ver com o gosto sexual dos outros? inveja ou rancor por ofensa ao que crê como correto?

  5. Eduardo Jr disse:

    Já não sendo UM ESQUERDA, nem estando atrelado a propinocracia
    entranhada em todas as esferas de poder, nem restringindo as LIBERDADES
    ECONÔMICAS das pessoas em suas decisões, ainda que não concorde com
    todas as suas opiniões, eu o apoio.

  6. Alex Mamed disse:

    Se a esquerdalha, os mimizentos, os politicamente corretos, feminazis estão contra, então deve ser boa pessoa. Eu apoio.

  7. Caio Olimpio disse:

    O maior problema dele é a questão trabalhista. Ser a favor da terceirização irestrita e da negociação (imposição) de regras pelos detentores das vagas de emprego é, isto sim, impor voto de miséria a quem já vive, sem opção contrária, em eterno voto de pobreza. As questões morais tem seu fundo de verdade e servem de contraponto ao cenário desregrado atual.

  8. Cristiano F. DoCanto disse:

    esse tem total meu apoio! só em pensar assim já ganha o respeito de muitos! parabéns! até que enfim valores!

  9. Julio Sampaio disse:

    A constituição é muito clara no que compõe uma família. Esse vale tudo, tira nossa referência de como devemos agir. Não é à toa que o povo e seus líderes vagam criando uma sociedade injusta, desigual e violenta.

  10. Paulo disse:

    Quando a civilização alcança o máximo de sua capacidade de compreender, seja lá o que for, inicia-se a queda, primeiro a dos costumes, dos valores tradicionais, etc.
    Culpa de quem ?, da lavagem cerebral, da mídia. E assim o ciclo se repete.Isto explica por que o mundo está em queda livre.

  11. Jefferson Viana disse:

    São com desculpas dessas, de “valores tradicionais”, não sei o que mais antropológico etc…, que emperram evolução e desenvolvimento do costumes, na alemanha nazista era contra os valores tradicionais relações entre um alemão ariano e um judeu, na africa do sul do apartheid era moralmente perseguido e penalizado pessoas branca que se relaciona-se com pessoas negras.

  12. Jmacfil J disse:

    A formação de preço numa indústria pede que se retorne após a venda as seguintes verbas de cada composição dos custos: a)matéria-prima, b) verbas salariais e seus encargos, c) custos fixos inerentes ao negócio. A terminologia para isso é custo fabril. Tem que retornar também custos variáveis: de representantes comerciais. Ainda tem os tributos que a União, Estados e Municípios não podem ficar sem eles. Lá na folha de pagamento estão alguns tributos: INSS, FGTS. São estes que garantem a vida digna na velhice. Por fim vem os lucros. Algo que o empreendedor não abre mão. Quando planilha-se estes custos o empresário sabe que só pode mexer no dinheiro que vai para o estado(sonegação); com todos os outros formadores do preço a negociação já esta cravada. Por sua vez o lojista que adquiri o produto faz a inserção de seus custos e novamente sabe que só pode tomar do estado(sonegação). Nos tornar consumidores conscientes evitará que sujeitos como Ives Gandra venha ferrar o trabalhador no que tem de mais sagrado: o salário, a aposentadoria e assistência social.

  13. Walldemar Sobrinho disse:

    Apesar de ser frontalmente contra as posições religiosas do Sr. Ives Grandra e toda celeuma de opiniões que elas carregam (homossexualidade, matrimônio, etc), penso que se os movimentos sociais são contra, então ele é uma excelente opção para o STF.

    • Jmacfil J disse:

      Se fez voto de pobreza, pra quem vai seus ganhos?

    • Darkangel disse:

      Eu discordo

    • Alexandre Silva disse:

      Como poderemos te ajudar a ser menos Idiota e Imbecil??? … talvez você consiga minimizar sua idiotice e bestialidade … lendo bons Livros, comece pelos Livros de História.

      • Walldemar Sobrinho disse:

        Calma, você não tem culpa pela sua (falta de) educação. Quem te ensinou isso foram seus pais e tenho certeza que sua criação foi num chiqueiro ou és filho de chocadeira. Ainda assim, agradeço pela sugestão da leitura de livros de história, de fato eles me interessam mesmo.

    • Daniel Couto Vale disse:

      Walldemar Sobrinho, ser contra os “movimentos sociais” e contra “acesso aos mesmos direitos” não é a função de um ministro do STF. Um ministro do STF precisa defender o “acesso aos mesmos direitos” mesmo que a maioria da população seja contra. A função de um ministro do STF é se opor à maioria e impedir que ela aja quando a maioria tenta reduzir os direitos civis das minorias ou criar privilégios para si.

      • Walldemar Sobrinho disse:

        Não existem movimentos sociais, isso é “gente” criminosa e vagabunda que se organiza para formar legiões de imprestáveis. Entretanto, penso que todo ser humano deva ter os mesmos direitos, independente de escolha sexual, cor, raça e religião, portanto, discordo do Sr. Ives Gandra nesses aspectos, caso seja ele defenda o oposto.

        • Daniel Couto Vale disse:

          “Não existem movimentos sociais.” – Waldemar Sobrinho, se você diz uma besteira dessas, você não sabe o que é um movimento social. “Um movimento social” é “uma ação política” de um setor da sociedade definido por um traço comum. Ou seja, coloquemos um exemplo. Temos o setor LGBT da sociedade, que é formado por todas as pessoas LGBTs da sociedade. Se as pessoas LGBTs saírem na rua exigindo os mesmos direitos que os demais cidadãos, essa ação política (exigência de direitos iguais) é um movimento social.

          “Isso é “gente” criminosa e vagabunda que se organiza para formar legiões de imprestáveis.” – Não, não é.

          “Penso que todo ser humano deva ter os mesmos direitos.” – Concordo com você. É isso que o movimento feminista defende, é isso que o movimento LGBT defende, é isso que o movimento negro defende, é isso que o movimento dos ateus defende, muitos movimentos sociais defendem exatamente isso.

          • Walldemar Sobrinho disse:

            Um movimento social (agregado de vagabundos, entenda-se) não busca direitos iguais e sim mais direitos sobre os demais. São exatamente esses setores da sociedade que devemos combater com todas as forças e de todas as formas, pois a igualdade não será alcançada através desta parcela inútil e absolutamente dispensável de brasileiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via