Congresso em Foco

Ministro Luiz Fux é presidente do TSE até 14 de agosto

Fake news podem resultar até na anulação das eleições, diz presidente do TSE

20.06.2018 11:53 14

Reportagem Em

14 respostas para “Fake news podem resultar até na anulação das eleições, diz presidente do TSE”

  1. João Saroba disse:

    Fake urna, Fake de São Paulo e Datafake também não contribuem em nada!

  2. Fábio disse:

    Fux fala seriamente? O TSE quer realmente combater as fake news? Se a resposta for positiva, não sobrará um blog sujo petista para contar a história. Entre em qualquer um deles, vasculhe o arquivo por dias, e não encontrará nada que soe minimamente verdadeiro. Esses são conhecidamente os principais canais disseminadores de mentira em nossa política, e isso desde idos de 2010, sem que as autoridades tenham tomado nenhum tipo de atitude a respeito.

    • José Glaydson disse:

      Que bom que temos a Globo, né? ahahahah

      • Fábio disse:

        É mais um daqueles esquerdistas defensores da censura, utilizando o eufemismo de “regulação da mídia”?

        • José Glaydson disse:

          Que nada Fábio, longe de mim desejar para o Brasil a regulação da mídia que existe há tempos na república “esquerdista” dos EUA. Prefiro a Globo comandando cadeia de rádios, jornais impressos e canais de TV. Afinal pra que vou desejar que exista pluralidade de comunicação se a Globo me completa em todos os seguimentos, não é? ahahah

          • Fábio disse:

            Tem razão, José! Me convenceu! A esquerda só pode estar bem intencionada quando fala de “regulação” da mídia, afinal onde ela governa existe uma comovente liberdade de imprensa. Basta ver a Venezuela ou Cuba, ou mesmo a Argentina dos Kirchner, onde se perseguiu o El Clarín, não é mesmo?
            E fiquei curioso para saber o que é preciso regular, afinal já temos imprensa livre. Regular para quê? Ou melhor: para quem? Existem dezenas de canais de TV, milhares de jornais e rádios, para não falar do território absolutamente livre e hoje preponderante na comunicação que é a internet. Em um ambiente desses, querer calar a Globo só porque ela não alivia para seus queridinhos, é desculpa barata para o autoritarismo.

          • José Glaydson disse:

            Fabio, bem se ver que vc não sabe nada sobre regulação da mídia. Come bola da imprensa que chama isso de censura. Sei que vc deve ser um admirador dos EUA (todo bobalhão que cita Venezuela e Cuba por falta de argumentação sólida é), pois saiba que lá, uma mesma empresa, assim como a Globo, não pode monopolizar o setor de comunicação e informação no país, sendo proprietária de canais de mídias diversificados, a exemplo de rádios, impresso e TV. Aqui a Globo possui afiliadas em todo o território brasileiro, impondo um modelo de jornalismo para as afiliadas regionais, e impondo também que políticos devem merecer destaques nos estados. Mas pra vc tudo bem, né? Deixo aqui um trecho de uma matéria da BBC que explica o que é regulação de mídia, não postei o link porque parece que aqui não é permitido. Espero que te ajude a sair do estado de ignorância repetidora de frases feitas de redes sociais. E quem sabe também vc deixe de ser vassalo da Globo e pare de repetir tudo o que ela diz sobre este assunto. Ah e ao contrário do que vc pensa, a regulação de mídia acontece além do “comunista” rsrsrs EUA, também ocorre na França, Inglaterra e outros países “bolivarianos” da Europa. Vamos ao conteúdo, se vc quiser ver o restante da reportagem, muito interessante por sinal, é só digitar no google BBC regulação da mídia.

            “”EUA: Foco é regulação econômica
            Os Estados Unidos não têm uma Lei de Imprensa, e a regulamentação da mídia no país é feita por diferentes legislações.

            No caso das telecomunicações (rádio, TV aberta e a cabo, internet e telefonia móvel e fixa), a regulação está a cargo da Federal Communications Commission (Comissão Federal de Comunicações, ou FCC, na sigla em inglês), agência independente do governo criada em 1934.

            A propriedade cruzada de meios de comunicação é proibida. Assim, uma mesma empresa não pode ser proprietária de um jornal e de uma estação de TV ou de rádio na mesma cidade.

            Há também regras que impõem certos limites sobre o número de estações de TV e rádio que uma mesma empresa pode controlar em determinado mercado. Esses limites variam de acordo com o tamanho do mercado e têm o objetivo de impedir que um mesmo grupo controle totalmente a audiência em determinado local””.

          • Fábio disse:

            Eu não caio nessa ladainha, tente enganar outro incauto.
            Vigarice intelectual ou ignorância é não ver o PT como parte de um quadro maior, a esquerda latinoamericana, para lá de autoritária. A pretexto de se regular a mídia, legendas amigas e apoiadas pelo PT, como os chavistas na Venezuela e os kirchneristas na Argentina, adotaram medidas de censura, especialmente no primeiro caso. Não temer que aqui ocorra o mesmo é ignorar essa conjuntura.
            No mais, qual o problema de a Globo ter propriedade cruzada? Por acaso você tem controle remoto em casa ou é amarrado todo dia em frente a TV e obrigado a assistir o Jornal Nacional? Tem desconto direto na folha salarial, de forma compulsória para assinar o Globo? Quando liga o rádio do seu carro ele trava na Rádio Globo e não consegue ouvir nenhuma outra emissora? Quando abre o Chrome só funciona o portal do G1? Só existiria monopólio da comunicação se a resposta fosse sim para todas essas perguntas absurdas.
            Qual a necessidade de regular um mercado em que existe pluralidade e diversidade de informação? Se você não gosta da Globo, tem liberdade para se informar em centenas de outros lugares. E daí que a Globo é grande? Não sendo ela monopolista, em nada fere a liberdade de imprensa. Pelo contrário: “regular” a imprensa para enfraquecer grandes veículos, de alcance nacional, é que seria uma violação a esse direito fundamental.
            Eu não compro essa ladainha autoritária. Tente convencer outro tolo.

          • José Glaydson disse:

            Vc “não compra essa ladainha” porque sua estupidez o faz enxergar tudo primeiramente a partir do PT. Seu ódio te cega ao ponto de REJEITAR obter informações sobre o que é regulação da mídia que os países mais capitalistas do mundo fazem. E fazem até mesmo para garantir PLURALIDADE de pontos de vista sobre a realidade e mais competitividade no próprio mercado de comunicação. Vc entendeu o que é PROPRIEDADE CRUZADA, que nos EUA é proibido? Vou desenhar pra vc. Nos EUA e na maior parte da Europa uma mesma empresa não pode ser dona de TV, rádio, Jornal. Isso para garantir que uma mesma família NÃO seja a dona da pauta da realidade de todo um país, impondo sua visão de mundo e principalmente que lucre sozinha em todos os segmentos de mídia. A Globo aqui faz isso e vc AINDA NÃO ACHA QUE É MONOPÓLIO. Aliás, vc sabe o que significa a palavra monopólio? Aposto que não. Vc é tão bur.. quer dizer tão desinformado que acha que tem diversidade de informação num mercado controlado há mais de 50 anos pela família Marinho. Faça um favor a si mesmo: pare de centralizar a sua visão colocando o PT em tudo que quem sabe vc expande sua capacidade de pesquisar e se informar sobre os assuntos que propõe a opinar. As informações estão acessíveis a todo mundo ue saiba usar o Google, mas se vc prefere achar que tudo que questione o sistema ou proponha colocar o país alinhado com princípios do próprio capitalismo é pretexto do PT, mesmo eu te mostrando que EUA, Suíssa, França, Bélgica, Inglaterra e outros tantos países que não tem nada a ver com “esquerdismo” , problema seu. Continuar sendo ignorante é um direito inalienável que ninguém pode te tirar. Ah e detalhe, não é só a Globo. Cito a Globo por ela ser a maior, a que possui o maior monopólio. São 6 famílias que controlam tudo que vc assiste, escuta e consome como informação e entretenimento. É que vc certamente não sabe que as rádios que vc escuta são dos mesmos donos da revista que vc assina, e do canal que vc assiste e da revista que vc assina. Vc que se coloca na posição de vassalo da Globo deve ser na verdade um acionista do monopolio, né? kkkkkk

  3. Walldemar Sobrinho disse:

    Em 2014, a Maior Organização Criminosa do Planeta publicou uma tonelada de fake news, inclusive em horário nobre, no meio do Jornal Nacional. Não deu em nada. Fomos vítimas de um estelionato eleitoral, o verdadeiro golpe, sob os aplausos e chancela do TSE.

  4. Paulo disse:

    Fake news nem sempre vem de quem quer publicar algo propositadamente.
    Dizer que ‘devemos respeitar a Democracia’ tbem é um Fake News mesmo porque não existe Democracia no Brasil.
    Outra coisa mais grave é que muitos dos próprios representante das instituições democráticas não merecem nenhum respeito de tão corrompido que está.

    • Fábio disse:

      Quer maior “fake news” do que os petralhas, defensores de ditaduras mundo afora e da censura, posando de democratas?
      Se eliminarmos a mentira da política brasileira, acaba também a esquerda.

      • Paulo disse:

        No Brasil praticamente todas as instituições ditas democráticas é um grande fake, onde se permitem condenados e presos legislem de dia enquanto seus colegas de ofício nada fazem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via