Congresso em Foco

No Rio, protestos contra a corrupção também reuniu apoiadores da intervenção militar

Editorial: ditadura nunca mais!

19.04.2015 11:31 35

Reportagem Em
Publicidade

35 respostas para “Editorial: ditadura nunca mais!”

  1. VVB2003 disse:

    NUNCA TIVEMOS DITADURA NO BRASIL, TIVEMOS SIM UM GOVERNO MILITAR QUE FOI O MELHOR……….

  2. Nós estamos passando por uma crise moral das perdas de valores nunca vista na História do Brasil, nem no período Colonial houve tantas safadezas, roubalheiras e corrupções como estamos vendo agora. Instituições que antes eram tão respeitadas e honradas pelo povo, hoje o povo não quer nem ouvir falar nelas, simplesmente todas foram contaminadas por este governo corrupto e comunista do PT, se formos olhar não vamos encontrar uma se quer que não foi contaminada e essa é uma das broncas deste governo comunista corrupto do PT com as Forças Armadas, porque não se deixaram contaminar.

    Hoje lendo o jornal deparei com uma notícia inusitada “Alerj não revela nome de estagiários secretos que ganham R$ 2,8 mil, a Alerj se recursa a divulgar o nome desses estagiários, simplesmente, porque eles tiveram um reajuste de 93% no seu salário e trabalham apenas 4 horas por dia. O interessante que ao lado dessa reportagem vem outra do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro deverá liderar a lista de regalias recebidas entre os demais desembargadores e juízes do sudeste do país caso seja aprovado na Assembleia o projeto que concede “bolsa escola” de até R$ 2.860,41 para os membros do Tribunal, com até três filhos entre 8 e 24 anos, simplesmente porque os coitados dos desembargadores recebem um mísero salário de R$ 30 mil, isso sem contar com outros benefícios , como creche , alimentação, etc.

    Nesta mesma página do jornal tem uma reportagem de uma mãe a dona Edeleuza se desdobra para criar três filhos, todos de escola pública, ela trabalhando como empregada doméstica recebe R$ 953,47 sustentar os seus três filhos, os mesmos que os funcionários do TJ irão receber R$ 953,47 por cada filho em idade escolar. O Judiciário que é o guardião das Leis, para que as mesmas sejam cumpridas, quando se olha para o seu interior só ver coisa erradas.

    Aí depois me vem o cara de pau, mentiroso do Lula e diz que nunca houve distribuição de renda no Brasil como na era do PT no poder, a não ser que ele esteja se referindo ao Bolsa miséria que ele distribuiu com um único objetivo aumentar o seu curral eleitoral!!

    Agora o que me chamou também atenção foi o tal dos “estagiários secretos que a Alerj está omitindo o nome dos mesmos”. Será que essa moda no setor público do “secreto” pegou? Primeiro foi os empréstimos secretos do governo Federal, quando mandou os nossos milhões de impostos pesados para ditaduras comunistas africanas e da América Latina, será que essa moda do governo Federal pegou nos estados e municípios do país.
    Porque a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), parece que já adotou??

  3. Samuel Ritter disse:

    Quem pede a ditadura militar é porque sabe que estamos caminhando para uma outra ditadura, a de Fidel Castro, que é muito pior.

  4. Celso Aguiar disse:

    Candidato Lula no programa silvio santos 29/12/1989 …
    ▶ 16:40
    http://www.youtube.com/watch?v=ZWbfFLWHpdY
    19 de dez de 2010 – Vídeo enviado por braulio rodriguesLula no programa Silvio Santos. … A evolução do Lula é impressionante todas as derrotas nas …

  5. Celso Aguiar disse:

    Resultado da análise automática do 2º turno e início da conferência coletiva
    20% dos resultados da análise automática divergiram dos valores oficiais. Uma DEMOCRADURA!!! Ao estilo do

    Antonio Gramsci! Terra de Cego: Site da XUXA 20 mil em 2horas – http://www.votoseguro.org desde 2003 7 mil registros.

    http://www.vocefiscal.org

  6. Ernesto Freire Pichler disse:

    Milicos nunca mais!

  7. Valdir disse:

    Editorial sem vergonha! Deveriam fazer um da ditadura que vivemos hoje, onde as vozes da população nas ruas de nada está adiantando. Seguindo meu amigo, FORA PT, VAZA DILMA!!!

    • Ernesto Freire Pichler disse:

      Valem as vozes da eleição. Fora isso, é golpe. “Simples assim”.

      • Valdir disse:

        Vale a constituição, “mais simples ainda”. Impeachment é previsto na constituição e se houver motivos, que certamente existem, mas estão ocultos, certamente virá. O PT perdeu a legitimidade para governar, tanto que a Dilma virou uma rainha da Inglaterra. Quem manda no país hoje é um “coxinha” na economia (Joaquim Levy) e o PMDB na política (Temer, Calheiros e Cunha).

  8. edu disse:

    Então Senhores, é salutar fazer comparações de gerações e a pluralidade de opiniões faz da nossa Democracia o país melhor do mundo e se aprimora cada vez mais, se cada chefe de estado comparar e tentar superar …

    Texto retirado da internet por um desconhecido, mas nada tão difícil de ser comprovado, suas informações.

    “Benefícios do Regime Militar Brasileiro

    Eles fizeram a maior revolução industrial do séc 20. Pegaram
    um País com o 45º PIB do mundo, e 21 anos depois, entregaram aos civis o 10º
    PIB do mundo. Outras coisinhas que eles fizeram:

    – Restabelecimento da autoridade por 21 anos;
    – Criação de 13 milhões de empregos;
    – A Petrobras aumentou a produção de 75 mil para 750 mil
    barris/dia de petróleo;
    – Estruturação das grandes construtoras nacionais;
    – Crescimento do PIB de 14%;
    – Construção de 4 portos e recuperação de outros 20;
    – Criação da Eletrobras;
    – Implantação do Programa Nuclear – Criação da Nuclebras e
    subsidiárias;
    – Criação da Embratel e Telebras; antes não havia orelhões
    nas ruas nem se falava por telefone entre os Estados;
    – Construção das Usinas Angra I e Angra II;
    – Desenvolvimento das indústrias Aeronáutica e Naval (em
    1971, o Brasil foi o 2º maior construtor de navios do mundo);
    – Implantação do Pró-álcool em 1976 – em 1982, 95% dos carros
    no País rodavam a álcool;
    – Construídas as maiores hidrelétricas do MUNDO: Tucuruí,
    Ilha Solteira, Jupiá e Itaipú;
    – Brutal incremento das exportações, que crescem de 1,5
    bilhões de dólares para 37 bilhões; o País ficou menos dependente do café, cujo
    valor das exportações passa de mais de 60% para menos de 20% do total;
    – Rede de rodovias asfaltadas passa de 3 mil para 45 mil Km;
    – Redução da inflação galopante com a criação da Correção
    Monetária, sem controle de preços e sem massacre do funcionalismo público;
    – Fomento e financiamento de pesquisa: CNPq, FINEP e CAPES;
    – Aumento dos cursos de mestrado e doutorado;
    – INPS, IAPAS, DATAPREV, LBA, FUNABEM (Que no tempo dos
    militares funcionavam muito bem);
    – Criação do FUNRURAL – a previdência para os cidadãos do
    campo;
    – Programa de merenda escolar e alimentação do trabalhador;
    – Criação do FGTS, PIS, PASEP;
    – Criação da EMBRAPA (70 milhões de toneladas de grãos);
    – Duplicação da rodovia Rio-Juiz de Fora e da Via Dutra;
    – Criação da EBTU;
    – Implementação do Metrô em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo
    Horizonte, Recife e Fortaleza;
    – Criação da INFRAERO, proporcionando a criação e modernização
    dos aeroportos brasileiros (Galeão, Guarulhos, Brasília, Confins, Campinas –
    Viracopos, Salvador, Manaus);
    – Implementação dos Pólos Petroquímicos em São Paulo
    (Cubatão) e na Bahia (Camaçari);
    – Investimentos na prospecção de petróleo no fundo do mar que
    redundaram na descoberta da bacia de Campos em 1976;
    – Construção do Porto de Itaquí e do terminal de minério da
    Ponta da Madeira na Ilha de S. Luís no Maranhão;
    – Construção dos maiores estádios, ginásios, conjuntos
    aquáticos e complexos desportivos em diversas cidades e universidades do País;
    – Promulgação do Estatuto da Terra, com o início da Reforma
    Agrária pacífica;
    – Polícia Federal;
    – Código Tributário Nacional;
    – Código de Mineração;
    – Implantação e desenvolvimento da Zona Franca de Manaus;
    – IBDF Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal;
    – Conselho Nacional de Poluição Ambiental;
    – Reforma do TCU;
    – Estatuto do Magistério Superior;
    – INDA Instituto de desenvolvimento agrário;
    – Criação do banco Central (DEZ64);
    – SFH Sistema Financeiro de Habitação;
    – BNH Banco Nacional de Habitação;
    – Construção de 4 milhões de moradias;
    – Regulamentação do 13º salário;
    – Banco da Amazônia;
    – SUDAM;
    – Reformas Administrativa, Agrária, Bancária, Eleitoral, Habitacional,
    Política e Universitária;
    – Ferrovia da soja;
    – Rede Ferroviária ampliada de 3 mil e remodelada para 11 mil
    Km;
    – Frota mercante de 1 para 4 milhões de TDW;
    – Corredores de exportações de Vitória, Santos, Paranaguá e
    Rio Grande;
    – Matriculas do ensino superior de 100 mil em 1964 para 1,3
    milhões em 1981;
    – Mais de 10 milhões de estudantes nas escolas (que eram
    realmente escolas);
    – Estabelecimentos de assistência médico sanitária de 6 para
    28 mil;
    – Crédito Educativo;
    – Projeto RONDON;
    – MOBRAL;
    – Asfaltamento da rodovia Belém-Brasília;
    – Construção da usina hidrelétrica de Boa Esperança no Rio
    Parnaíba;
    – Construção da Ferrovia do Aço (de Belo Horizonte a Volta
    Redonda);
    – Construção da Ponte Rio-Niterói;
    – Construção da rodovia Rio-Santos (BR 101); e
    – Impediram a implantação de uma “FARC” no Brasil
    – A indústria bélica brasileira com a criação da ENGESA
    (projetista, construtora/fabricante e exportadora de muitos dos considerados
    melhores armamentos do mundo na época de glória). Essa foi “quebrada”
    pelos civis.
    – A AVIBRAS, a EMBRAER (sinistra até hoje) que pôs a
    concorrente canadense “BOMBARDIER” no bolso, empresa que é
    considerada uma das maiores e melhores na área de aviação do mundo.
    – Criação e desenvolvimento da IMBEL (indústria de material
    bélico do brasil). Essa os civis ainda não conseguiram quebrar.
    – Criação da CBC (companhia brasileira de cartuchos), que é
    uma das melhores do mundo e que fornece a munição das FFAA. ”

    Finalmente Senhores, como é sabido, toda história tem duas versões. Após essa surra de realidade, Eu fico imaginando como estaria hoje o nosso Brasil e o seu povo, se todas as administrações estivessem se espelhado nessa estirpe e replicado os feitos a cada mando, de cada chefe de estado, seríamos hoje então, algo de primeirí ssi ssi ssimo mundo.

    • Bento Sartori de Camargo disse:

      E o mais importante: se houve algum tipo de corrupção essa era infinitamente menor se comparado aos dias de hoje, até porque ela existe no mundo inteiro mas ou é violentamente punida ou os países ficam “patinando e a sociedade pagando caríssimo por isso”. Chega de patifes no poder!.

    • Valdir disse:

      Perfeito Edu! Eu tenho postado esse legado do período militar sempre que encontro alguma crítica aos governos militares. Simplesmente porque eu vivi minha juventude durante todo aquele período, e posso afirmar que depois dos militares nosso Brasil foi para o buraco.
      Outra coisa que devemos sempre combater, é essa história de um lado apenas. Sempre falam da CNV e dos 434 que ela responsabiliza os militares, mas não falam das 119 que os guerrilheiros mataram e pior ainda, eu sempre questiono aos que defendem os comunistas com a seguinte questão:
      “OK, foram 434 mortos e uns, sei lá, 30 mil perseguidos, mas o Brasil em 1964 tinha 70 milhões de brasileiros. Cadê a história dos 69 milhões e novencetos e 70 mil brasileiros que apoiaram os governos militares?”
      Que volte a que eles chamam de “ditadura militar”. É bem melhor que a “ditadura comunista” que hoje vivemos.
      Parabéns pelo seu comentário!

      • Ernesto Freire Pichler disse:

        É apenas uma estupidez achar que estamos em uma “ditadura comunista”. O PT está muito longe de ser comunista: hoje é um partido social-democrata aliado com forças da direita, obrigado a governar em coalizão com o que há de pior na política. E a ditadura patronal-militar afundou o país economicamente e moralmente. Os ratos fardados que assassinaram, perseguiram, fizeram terrorismo, torturaram, censuraram, nunca deveriam ter saído dos quartéis.

        • Valdir disse:

          Os militares torturam quem cara pálida? Um pequeno grupelho, que segundo o relatório final da Comissão Nacional da (meia)Verdade foram 434 torturados?

          Os anos de chumbo propriamente dito foi entre 68 e 74, então vamos utilizar 1970 como base. Eramos 90 milhões de brasileiros. Então onde está a história dos 89.999.566 brasileiros que nada sofreram e viviam na maior tranquilidade, tinham educação de qualidade, empregos com bons salários e segurança? Essa população toda não conta? Eu e mais esse mundão de gente não sofremos nenhuma censura, não fomos perseguidos, não sofremos terrorismo e nem fomos torturados.

          Como afundou o país, se quando assumiram eramos a 42ª potência econômica e quando entregaram já eramos a 8ª potência econômica?

          E o legado deixado por eles? Depois deles nada fizeram em infraestrutura no país. Por isso que estamos do jeito que estamos.

          Quanto ao PT, só é social-democrata no discurso, mas na prática continua sendo o velho PT Comunista, basta vermos os países que ele apoia.

          Segue um pouco do legado dos governos militares:

          A Petrobrás aumenta a produção de 75 mil para 750 mil barris/dia de petróleo; BNH Banco Nacional de Habitação; Banco da Amazônia; Centro de Lançamentos de Alcântara – MA; Criação de 13 milhões de empregos; Construída as maiores usinas do MUNDO: Tucuruí, Ilha
          Solteira, Jupiá e Itaipú; Construção de 4 portos {Aratu (BA), do Forno (RJ), Tubarão (ES) e Itaqui (MA)}, e recuperação de outros 20; Criação da Eletrobras;
          Criação da Nucleobras e subsidiária; Criação da Embratel e Telebras; Cursos de mestrado e doutorado; Criação de várias Universidades; Criação do FGTS, PIS, PASEP; Criação da EMBRAPA (70 milhões de toneladas de
          grãos); Criação da EBTU; Criação da INFRAERO, proporcionando a criação e modernização dos aeroportos brasileiros (Galeão, Guarulhos, Brasília, Confins,
          Campinas – Viracopos, Salvador, Manaus); Construção dos maiores estádios {Rei Pelé (AL), Vivaldão (AM), Castelão (CE), Mane Garrincha (DF), Serra Dourada
          (GO), Morenão (MS), Verdão (MT), Mineirão (MG), Mangueirão (PA), Almeidão (PB), Pinheirão (PR), Albertão (PI), Batistão (SE)}; Construção de ginásios,
          conjuntos aquáticos e complexos desportivos em diversas cidades e universidades do país; Código Tributário Nacional; Código de Mineração; Conselho Nacional de
          Poluição Ambiental; Criação do banco Central; Construção de 4 milhões de moradias; Crédito Educativo (CREDUC); Corredores de exportações de Vitória, Santos, Paranaguá e Rio Grande; DATAPREV; Duplicação da rodovia Rio Juiz de Fora e da Via Dutra; EMBRAER Brasileira de Aeronáutica S.A.; EMBRAPA; ENGESA; Estatuto do Magistério Superior; Exportações
          crescem de 1,5 bilhões de dólares para 37 bilhões; Estabelecimento de assistência médico sanitária de 6 para 28 mil; Frota mercante de 1 para 4 milhões de TDW; Fomento e financiamento de pesquisa: CNPq, FINEP e CAPES; FUNABEM; FUNRURAL; Ferrovia da soja; IAPAS; IBDF Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal; Indústria aeronáutica, naval, bélica e automotiva; IMBEL – Indústria de Material Bélico; Implementação do Metrô em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza; Implementação dos Pólos Petroquímicos em São Paulo (Cubatão) e na Bahia (Camaçari); INDA Instituto de desenvolvimento agrário;
          INPS; LBA; Matriculas do ensino superior de 100 mil em 1964 para 1,3 milhões em 1981; Mais de 10 milhões de estudantes nas escolas (que eram realmente escolas);
          MOBRAL; Pró-alcool (95% dos carros no país); Programa de merenda escolar e alimentação do trabalhador; Prospecção de Petróleo em grandes profundidades na
          bacia de Campos; Polícia Federal; Projeto RONDON; Ponte Rio-Niterói; PIB de 14%; Rede Asfaltada de 3mil para 45 mil KM; Redução da inflação de 100% ªª para
          12% ªª, sem controle do preço* e sem massacre do funcionalismo público; Reforma do TCU; Regulamentação do 13º salário; Reforma Administrativa, Agrária, Bancária, Eleitoral, habitacional, Política e Universitária; Rede Ferroviária ampliada de 3mil e remodelada para 11 mil KM; SNI; SFH Sistema Financeiro habitacional; SUDAM; Usina Angra I e Angra II; Zona Franca de Manaus.
          Pombas! Se isso não é progresso, então tem muita gente que precisa mudar seus conceitos!

          • Ernesto Freire Pichler disse:

            Valdir, Esse “pequeno grupelho” de centenas de torturados e assassinados era constituído de brasileiros, patriotas, que lutaram contra uma ditadura brutal. Não adianta vir com essa história de que queriam implantar uma ditadura de esquerda, pois isso simplesmente não é verdade. Muitos eram comunistas, de fato, como eu. Patriotas e defensores da democracia, sendo que a grande maioria nunca pegou em uma arma (não posso dizer “como eu”, pois eu manejei muita arma como oficial do Exército). Um exemplo é Herzog, só para lembrar o caso mais visível da estupidez dos milicos.
            E não adianta listar os feitos da ditadura. Certamente uma continuidade de Jango e Juscelino teria feito muito mais pelo Brasil. A continuidade não teria acabado com a educação, como fizeram os milicos ao perseguir grandes educadores. Com a continuidade democrática, não teriam criado a enorme concentração de renda promovida pela ditadura. A reforma agrária teria sido feita para beneficiar milhões de brasileiros. Não teriamos o papel humilhante de lambe-botas do imperialismo. A criminalidade seria menor com a continuidade democrática, sem a ditadura que criou miseráveis sem educação.

          • Valdir disse:

            Ernesto, esse discurso só cola para pessoas desavisadas. Meu sogro também foi comunista, portanto não me venha com essa história de que eram patriotas lutando contra uma ditadura brutal, pois sei muito bem o que queriam. Ele, meu sogro, não pegou em armas, pois sua função era a de falsificar assinaturas. Ainda bem que temos alguns ex-guerrilheiros que têm a ombridade de contar a verdade. Vamos ouvir o que diz um dos atores mais atuantes do “grupelho” que não esconde a verdade:
            https://www.youtube.com/watch?v=IYXwZgnUVwg
            Eu também peguei muito em armas no exército, mas nunca atirei em nenhum ser humano.
            Ao contrário, aquele “grupelho” assaltou, sequestrou e assassinou muita gente, inclusive civis inocentes, portanto não são nada patriotas como você diz. Eram e ainda são de ideologia comunista e continuam com o objetivo de colocar o Brasil a serviço dos Castros. A exemplo do Herzog, também houve muita estupidez dos guerrilheiros, e cito como exemplo a jovem Alzira Baltazar de apenas 18 anos. Esses “patriotas” que você cita, eram assaltantes, sequestradores e assassinos.
            Outro fato interessante é que “sentam o pau” nos Estados Unidos e exaltam Cuba, Venezuela, mas no entanto se utilizam das tecnologias americanas, sem as quais ficariam incomunicáveis. É preferível ser lambe-botas dos Estados Unidos do que lambe-botas de Cuba.
            Quanto à criminalidade, já estamos há 30 anos na “democracia” e o índice de criminalidade é o maior de toda história do Brasil, mais de 50.000 mortos por ano. Me mostre alguma pesquisa que mostre que na “ditadura” tivemos alto índice de criminalidade.

          • Ernesto Freire Pichler disse:

            Valdir, o que esse Gabeira diz não tem a menor validade. Ainda mais na veja. Ele nunca entendeu onde entrou. Não há dúvida de que muitos comunistas, como eu, lutam pela ditadura do proletariado, mas esta tem que ser entendida apenas como contraponto à ditadura capitalista. Uma ditadura dos trabalhadores, da grande maioria do povo, contra os que o exploram, é uma democracia, e esse é meu objetivo. Os que lutaram contra a ditadura foram muito mais vítimas que algozes. A tecnologia é propriedade da humanidade: não há nenhuma incoerência em os comunistas também usá-la. A criminalidade de hoje é resultado da ditadura por ela ter criado um hiato educacional e ter estimulado o individualismo, a impunidade, e um tremendo desnivel de renda.

          • Valdir disse:

            Ernesto, respeito e até admiro sua posição. Acho inclusive que falta isso ao PT e PC do B, de serem sinceros e não ficarem com discurso de que são democráticos, quando na realidade continuam e desta vez estão conseguindo, implantar a ditadura do proletariado.
            Não concordo quando você diz que o que o Gabeira diz não tem a menor validade, e ele não diz isso só na Veja não, diz em todos os meios de comunicação que lhe perguntam sobre o assunto. Também não posso concordar que houve um hiato educacional naqueles anos. Hoje sim, estamos vendo a qualidade da educação cair cada vez mais. Em uma greve de professores em minha cidade, cansei de ver professoras que diziam ter mestrado e até doutorado, escrevendo “mais” no lugar de “mas”. E isso é comum hoje em dia, pode observar.
            Continuaremos cada um lutando pela sua ideologia, mas o exemplo que o PT está dando é de arrepiar qualquer cabelo do corpo (para não usar palavras de baixo calão, que não faz parte de meu caráter).

          • Ernesto Freire Pichler disse:

            De forma alguma eu defenderia o pt, mas há outros partidos iguais ou piores. O PPdemoPSDBpmdbetc., por exemplo. Se os grandes educadores, como Paulo Freire e Anísio Teixeira, perseguidos e assassinado, tivessem sido aproveitados, a educação estaria muito melhor. O acordo MEC-USAID foi desastroso. Desenvolveu-se uma mentalidade de “cada um por sí”, não cooperativa, que favoreceu a “esperteza” e a criminalidade. Os crimes da ditadura não foram punidos e isso estimula a criminalidade. E note que eu defendo a ditadura do proletariado como uma forma avançada de democracia, com certeza mais democrática que a ditadura do capital.

    • Ernesto Freire Pichler disse:

      Seríamos muito maiores sem a ditadura, com a continuidade de Juscelino e Jango, sem os crimes dos ratos fardados e seus asseclas.

  9. Bento Sartori de Camargo disse:

    Matéria fedorenta, e completamente distorcida, investiguem e apontem ao menos 1(hum) general que passou pela presidência que acumulou fortunas durante seu mandato, ou tinha contas em paraísos fiscais e grandes patrimônio em nome de laranjas além de pensarem o país com ao menos 50 anos na frente, Itaipú Binacional que o diga, o que seria do país hoje sem ela, e com essa elevada demanda por EE. Corja de articulistas prestando um desserviço ao país. Os militares na época erraram em “governar o país” pois as FFAA não existem para isso, mas erraram mais em não eliminar os aprendizes de comunistas e agitadores da época e que hoje “chegaram ao poder” graças a uma maioria de eleitores corruptos, que continuam “trocando votos por qualquer coisa durante e até depois das campanhas políticas”. Enquanto essa equação não for invertida veremos apenas mais do mesmo mudando só a cor. Já passou da hora das FFAA intervirem, botarem “ordem no galinheiro” e entregar o mais breve possível aos civis em eleições livres e diretas. Estamos longe, mas muito longe de uma DEMOCRACIA DE VERDADE!.

    • Rodolfo Rodrigues disse:

      eles nao sabem que teve uma crise fortissima do petroleo que fodeu geral, teve crise na argentina que fodeu o mercosul entre outros problemas, se os militares tivessem largado em 77 antes das crises seria grandes herois do povo, mas esses comparsas do PT estao desesperados.

    • Ernesto Freire Pichler disse:

      O generais da ditadura patronal-militar não enriqueceram pois eram apenas paus mandados do imperialismo e dos grandes empresários. Os comunistas temos tanto direito de expressão e ação política quanto os anti-comunistas, pois isso é requisito da democracia. Reconheço que estamos longe de uma democracia de verdade, pois temos um congresso comprado pelas “doações” privadas de campanhas eleitorais, formado grandemente por corruptos e achacadores. Uma intervenção das FFAA seria bem vinda se os milicos fossem democratas, como na Venezuela.

      • Denis disse:

        “Uma intervenção das FFAA seria bem vinda se os milicos fossem democratas, como na Venezuela.”quaquaquaquaqua não me faça rir kkkkkk essa Ernesto foi boa… Contra outra.

  10. Pacificador disse:

    Eu acredito que uma nação como o Brasil, que perdeu seus VALORES, a MORAL e PRINCÍPIOS, uma intervenção militar, hoje mesmo, estaria MAIS DO QUE justificada.
    Mostrem UM, apenas UM general que tenha ficado rico durante o período dos governos militares, que os comunas chamam erroneamente de “ditadura”!!!
    FORA PT, VAZA DILMA!!!

    • Joao Ubaldo disse:

      KKKKK, o Congresso em Foco tem a coragem de fazer um editorial que a Folha, a Globo e o Estadão deveriam ter feito. Esses sim são golpistas até o talo. E você é muito imbecil. Simples assim.

      • Pacificador disse:

        Opiniões de anencéfalos, como você, sempre são relevantes para a medição do índice da imbecilidade humana…

      • Bento Sartori de Camargo disse:

        Fora não só PT levando a Presidanta , mas todos os “políticos patifes” independente de partido e seus apoiadores. Cadeia para esse pessoal sem a menor piedade para que outros fiquem espertos.

    • Ernesto Freire Pichler disse:

      Os generais da ditadura patronal-militar não enriqueceram, pois eram apenas testas de ferro dos que realmente mandavam: o imperialismo e os grandes empresários, que esses sim, enriqueceram brutalmente, criando a maior discrepância de renda da história.

    • Ernesto Freire Pichler disse:

      Para que a nação possa recuperar seus valores, é preciso acabar com a impunidade dos crimes. Os ratos fardados da ditadura e seus asseclas têm que ser punidos por terem sido assassinos, terroristas, torturadores, mentirosos, censuradores, perseguidores de tantos patriotas e inocentes.

      • Pacificador disse:

        O ÚNICO erro dos militares foi ter sido mole demais, com a comunada…
        Se tivessem feito seu trabalho, como manda o manual, hoje estaríamos muito melhor, tenho certeza absoluta.

  11. Jose Maria disse:

    E o PT está destruindo o Pais, financeiramente e moralmente. Temos hoje na governança um partido governo que não tem credibilidade alguma, tanto que a presidente já passou uma parte da faixa pro Temer e a outra para o Levy. Estamos a deriva, sem um porto seguro. Isso é desdita da brava, Congresso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via