Congresso em Foco

Promulgada em abril de 2013, emenda que ampliou direitos das domésticas ainda tem pontos pendentes de regulamentação

Direitos das domésticas devem ficar para 2015

14.12.2014 14:38 3
Atualizado em 15.12.2014 19:44

Reportagem
Publicidade

3 respostas para “Direitos das domésticas devem ficar para 2015”

  1. Celso G Dias disse:

    Cada um sabe de sua vida mas, domésticos só perdem com a PEC ! Antes, qqr família de classe média podia pagar, era fácil ter emprego. Hoje, só rico. Se encontrar emprego, muitas serão as exigências e, os descontos . . . Burro que acredita nisto

  2. Bento Sartori de Camargo disse:

    Fantástico, pois se fosse um projeto de aumento dos “salários deles, todos compareceriam e seria aprovado por unanimidade”. O povo tem que se estrepar mesmo, merece esse tipo de “políticos patifes”, enquanto tivermos uma maioria de eleitores que são corruptos e nada sabem de democracia e menos de cidadania, estaremos longe, mas muito longe de uma democracia de verdade.

    • Valdir disse:

      É Bento, com certeza o requerimento de urgência que eles têm que votar é o do aumento do salário deles. Quanto as empregadas, já levaram no rabo com o veto da redução da contribuição do INSS e agora vão levar mais uma. É bom para aprenderem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via