Congresso em Foco

Simulador

Câmara tenta derrubar exigência de simulador para autoescola

17.02.2014 14:06 25

Reportagem
Publicidade

25 respostas para “Câmara tenta derrubar exigência de simulador para autoescola”

  1. TREINAMENTO PARA HABILITADOS. SANTOS (13) 3467-9848.(13) – 34679848.Localiza-se em Mongaguá/SP

    ESCOLA FV.FABIO VICENTINI TREINAMENTO PARA HABILITADOS.

    ATENDEMOS: Cubatão – Santos – São Vicente – Praia Grande – Mongaguá.

    Hoje em dia é comum a figura do Personal Trainer, aquele profissional que ajuda pessoalmente e quase que diariamente o cliente a manter sua forma física. Mas o que pouca gente conhece é o serviço de Personal Driver.

    Este é o trabalho realizado pelo instrutor Fábio Vicentini. O curso é voltado para pessoas que tem algum tipo de dificuldade, falta de confiança ou restrição para dirigir.

    O serviço é pioneiro e exclusivo na região metropolitana de São Paulo. As aulas são individuais e o instrutor busca o aluno em casa, no trabalho ou onde ele estiver para todas as atividades.

    No início do curso o instrutor avalia a habilidade do aluno e a partir daí desenvolve o melhor planejamento de trabalho, que inclui noções básicas de dirigir, situações do dia-a-dia e viagens em auto-estradas.

    Ao final do acompanhamento do Personal Driver, o aluno estará totalmente apto a enfrentar o trânsito das maiores metrópoles, bem como realizar grandes viagens com tranqüilidade e segurança.

    É importante lembrar que o aluno precisa ser habilitado e o curso não substitui as aulas obrigatórias e todo o processo para adquirir a habilitação.

    O programa de Personal Driver segue o nome bem à risca. Todas as aulas acontecem no sistema de Delivery Class, no qual o instrutor vai ao encontro do aluno, onde quer que ele esteja. O curso é tão personalizado que é o próprio cliente quem faz o seu horário.

    Para que o curso seja mais produtivo é fundamental que o aluno se sinta à vontade para aprender com naturalidade. Fábio Vicentini dá toda a estrutura necessária com carros que possuem ar-condicionado, direção hidráulica e sempre uma música relaxante no cd player.

    Além da estrutura diferenciada no sistema de aulas e nos carros utilizados no curso, outra grande diferença entre o serviço de Personal Driver e as tradicionais aulas para habilitados é a didática.

    Transmitindo sempre calma e tranqüilidade, Fábio Vicentini passa o conteúdo das aulas com clareza e precisão aos alunos. A aprovação até hoje é de 100%.

    O acompanhamento do Personal Driver tem carga de 20 horas-aulas, distribuídas conforme a disponibilidade e necessidade do cliente.

    O curso é dividido em três partes: técnicas básicas de direção, reprodução das situações do dia-a-dia e desenvolvimento de técnicas em estrada.

    Assim como numa avaliação física, Vicentini usa as primeiras aulas para enxergar como está a dirigibilidade do aluno e então fazer uma programação mais adequada a cada um.

    No início o Personal Driver desenvolve o controle dos pedais e a técnica de dirigibilidade do cliente. Estes fatores geram mais controle, segurança e facilitam a condução do veículo em situações comuns, como subidas, retomadas, contorno de curvas, desvios, mudanças de faixas e ultrapassagens.

    Após afiar a técnica para condução do veículo, o aluno passa a simular as situações que encontra no seu dia-a-dia, para se familiarizar e não ser pego de surpresa. Esta consiste em idas ao supermercado, à faculdade, ao shopping ou ao trabalho.

    Preparado para enfrentar o trânsito de uma metrópole, o aluno chega à fase final, que é aplicar seus conhecimentos na estrada. O encerramento é uma viagem, no carro do cliente, ao litoral sul de São Paulo, passando por Praia Grande, São Vicente – com parada no topo da Ilha Porchat – e Santos.
    Os alunos da baixada sobem a serra indo até São Paulo.

    Fábio Vicentini está ligado com educação ao volante há mais de 15 anos. Ele iniciou seu trabalho como instrutor em 1996, dando aulas para futuros pilotos de carros e de motos. Neste mesmo ano ele fez parte da equipe de resgate do GP Brasil de Fórmula 1.
    Faz parte do CEOC. Centro de Exelência de Oficiais de Competição reconhecida pela FIA.

    Em 1996 Vicentini iniciou seu trabalho como instrutor de direção defensiva e instrutor de teste driver (função exercida na BMW e na Volvo,GM,BMW,Ford,Kia e em 1998 passou a realizar o xclusivo serviço de Personal Driver.

    Ele também atua como piloto e instrutor de Test Drive, tanto de motocicleta quanto de carros. Atualmente também ministra aulas práticas de pilotagem competitiva na Alpie – Escola de Pilotagem, no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

    Contato: (13) 34679848. (13) 99787-8976.

  2. Luiz disse:

    exigencia absurda : para os C.F.C s do Brasil….1º comprar um simulador de direção valor R$ 40.000,00 ….possuir uma sala de 15Mt quadrados, manutençao custo carissimo tbm. quem vai pagar esses custos?? com certeza os futuros motoristas… eu pergunto! por que isso?? vai acrescentar melhoria na aprendizagem…com certerza NÃO..pq NÃO? simplestemente pq um simulador não é a solução dos futuros motoristas…para se tornar um bom motorista, precisa sim de tempo de experiencia..ninguém nasce sabendo ninguém aprende do dia para noite dirigir um veiculo com categoria ok..o tempo se encarrega de fazer com que os novos motoristas. adquirem capacidade confiança ….esse tal simulador ja foi imposto algum tempo , não acrescentou nada..virou sucata..lembro q custou caro…com certeza essa nova exigencia vai render muito para os fabricantes….considero isso um verdadeiro roubo para os futuros motoristas…

  3. Watanabe Sergio disse:

    ALGUÉM CONSEGUE ENTRAR EM UMA UNIVERSIDADE DE PONTA SEM ESTUDAR? ALGUEM CONSEGUE APRENDER A DIRIGIR SEM DIRIGIR? ENTÃO É SIMPLES, É SÓ AUMENTAR A CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA DE VINTE PARA QUARENTA HORAS AULA E CASO O INSTRUTOR AVALIE QUE O ALUNO AINDA NÃO ESTA EM CONDIÇÕES SOMENTE ELE PODERÁ LIBERA~LO PARA EXAME E SE FOR O CASO SER RESPONSÁVEL TAMBÉM PELA MÁ FORMAÇÃO DE SEU ALUNO COM PUNIÇÕES E ATÉ MESMO A CASSAÇÃO DE SUA CREDENCIAL

  4. Watanabe Sergio disse:

    O CONTRAN DIZ QUE UM ESTUDO AMERICANO MOSTRA QUE O USO DE SIMULADOR PODE REDUZIR EM ATÉ 50% OS ACIDENTES DE TRÂNSITO. ENTÃO PORQUE NÃO USAM LÁ?RESP: PORQUE NÃO TEM ESTUDO NENHUM. A FOLHA ON LINE DESCOBRIU QUE UM DOS EMPRESÁRIOS FABRICANTE DE SIMULADORES ÉRA CONSELHEIRO DO CONTRAN E QUE QUANDO FOI APROVADO O USO DO SIMULADOR ELE FAZIA PARTE DO PROJETO. O MAIS ESTRANHO É QUE UM VIDEO GAME DE ÚLTIMA GERAÇÃO CUSTA NO MÁXIMO R$3.500,00 MAIS ACESSÓRIOS (3 tvS MAIS PAINEL E BANCOS AUTOMOTIVOS) NO MÁXIMO COM O SOFTWER O PREÇO PODERIA CHEGAR A R$10.000,00 MAS É COBRADO DAS AUTO ESCOLAS UM VALOR ABSURDO DE R$40.000,00 E O MAIS ESTRANHO É QUE SÓ EXISTEM QUATRO EMPRESAS QUE FABRICAM ESTES TAL SIMULADORES MAS SOMENTE UM ATENDE PARA VENDA.

    ESTAMOS MAIS UMA VEZ A MERCE DE UM GOLPE E SE FOR OBRIGATÓRIO O USO SOMENTE OS QUE DEFENDEM O USO DESTE TAL SIMULADOR É QUE PROVAVELMENTE ESTARÃO SENDO REMUNERADOS (PROPINA) . PESSOAL EU TESTEI UM SIMULADOR E É RIDÍCULO POIS NÃO SIMULA NADA. OS COMANDOS SÃO DUROS E SE FOREM TRANSMITIDOS EM UM VEÍCULO DA MESMA FORMA QUE UM SIMULADOR O ALUNO ANDARÁ NO MÍNIMO A 100 KM/HORA E SEMPRE IRÁ FRENAR BRUSCAMENTE , UM PERIGO E PARA O INSTRUTOR SÓ LHE RESTARA MAIS TRABALHO PARA ENSINAR TUDO NOVAMENTE

  5. Carlos Eduardo disse:

    Isso é Muita Grana Rolando, as empresas dando grana para ser aprovado e as auto escolas dando para não ser. Quem der mais vai levar.

  6. Valter Vieira disse:

    Não Compre seu Simulador Ainda!, Esta em fase de homologação um Simulador 100% Brasileiro, onde qual foi efetuado varios testes Driver ate chegar no simulador Ideal para todos as CFC.
    Oque nos queremos é oferecer um produto de qualidade, onde todos os CFC podem adquirir com um preço justo e com uma manutençãio justa.

    Portanto imaginem adquirir um simulador com preço de carro popular? ou se preferir montar centros de treinamentos para os CFC.

    Nos temos toda a solução que precisa, duvidas entrar em contato pelo email: vendas@onoffautomacao.com.br

    Lembrando Produto 100% Brasileiro e desenvolvido pelos mais renomanos engenheiros de softwares do mercado.

    Obrigado.

  7. 356 speester disse:

    O Brasil é um pais cheio de especialistas, qualquer assunto que se coloque em pauta, aparecem centenas de EXPERTS no assunto seja lá qual for, o que esta se falando do simulador pelo lado politico no “nobre deputado” é baseado em dados furados, o simulador existe sim nos EUA,Europa etc.Os auto escolas tem despesas enormes com acidentes e manutenção de carros, os alunos na sua grande maioria saem de uma prova teórica e passam a dirigir um carro sem a menor noção do que estão fazendo. Para os experts em geral, me diga se um piloto de avião sai de uma prova teórica pra pilotar um A380 ???? Uma mentira contada diversas vezes vira verdade, mais uma vez isso esta acontecendo no nosso combalido pais.

    • Watanabe Sergio disse:

      VOCÊ É QUE NÃO SABE NADA . PENSA QUE O POVO É BESTA ? SIMULADOR A R$40.000,00 ? NOS EUA E EUROPA NÃO TEM USO DE SIMULADOR PARA PODER SE HABILITAR. COM RELAÇÃO AO SIMULADOR DE PARA PILOTO É MUITO MAIS MUITO DIFERENTE . TESTE O SIMULADOR ANTES E VOCÊ IRÁ MUDAR DE OPINIÃO NA HORA ISSO SE VOCÊ SABE GUIAR.

  8. Eduardo disse:

    O problema não esta no custo que será gerado para o consumidor final. O problema esta no investimento que as auto escolas terão de fazer. Ninguém esta realmente preocupado com a eficácia ou não dos simuladores.

  9. João Carlos, Sorocaba disse:

    Até que enfim algo de bom vai acontecer a favor da população!!

  10. Luciano Oliveira disse:

    O que eles deveriam fazer na realidade é melhorar a forma com que é feita a aula prática, dar voltinhas e fazer baliza não ensina ninguém a ser motorista, as aulas deveriam ser em fazes e ao final a prova deveria ser feita em um autódromo colocando o motorista em situações de risco e emergência para que ele já saia de lá sabendo o que fazer em uma situação de emergência.

  11. Ricardo Santos disse:

    Para que simulador? Antes o Jonas da Silva diria: – para que stop break se já há nos carros a luz de freio, não é mesmo? É assim, o que é bom para os EUA, não é definitivamente para o Brasil. Lá, segundo pesquisas, depois da adoção das aulas caiu consideravelmente o número de acidentes envolvendo novos condutores.
    É pesquisa e não chute.
    O brasileiro, assim como o Jonas, pensa que não vai arcar com o ônus financeiro resultante da insegurança no trânsito. Mais vai Jonas, por meio da previdência social que terá que custear uma jovem viúva (por meio de irrisória pensão, certo) até ela morrer ou recusar seu recebimento.
    Então, Jonas, antes de pensar nos custos que um aparelho desses implicar na vida de novos condutores, reflita que ele pode salvar vidas e ajudar há não criar mais rombo á previdência social.
    Por fim, mais uma vez o congresso deverá dar flagrante demonstração de que nãoi se importa com o Brasil e com os brasileiro aprovando essa esdrúxulo decreto legislativo.

    • Paulo Pires disse:

      Ricardo concordo em numero, genero e grau com suas palavras, hoje o Brasil se encontra em 3 lugar no que diz respeito a mortandade no transito, esse tipo de medida no minimo ajuda a conscientizar o aluno de que dirigir embreagado por exemplo pode causar danos irreparaveis para ele condutor como para os que estao ao seu lado, vc ja pesquisou quanto o pais gasta com hospitais, resgastes etc no que se refere a transito… antes de criticar vamos ler a respeito …

  12. Marcio Simonetti disse:

    a começar que essa PARAFERNALHA , JAMAIS se aproxima do que seria um simulador, esse VIDEOGAME DO TRÂNSITO é um absurdo ao custo de 40 mil reais, que multiplicando-se po 12 mil AUTOESCOLAS equivale a 480 milhoes de reais. PARABÉNS AOS DEPUTADOS QUE TEM VISÃO E CONSCIÊNCIA do GOLPE que esta por vir.

  13. Aleluia disse:

    Sempre tem algum “esperto” ganhando com isso.
    E os otários (nós) pagamos a conta.
    Eiiii Brasilzãoooooo

  14. Diogo Protti disse:

    Se o intuito é simular a direção de um motorista que ingeriu alcóolico, então mande o aluno encher a cara de cachaça e ir para a aula de volante.
    Tenho certeza que simulará com muito mais fidelidade.

    Tomara que esta exigência caia. É um absurdo. É só para lucrarem com isso.
    Porque para habilitação de motocicletas não exige o simulador?

  15. Luiz Rodrigues Dias Rodrigues disse:

    Jonas a ideia de jerico deste simulador é dos tecnocratas do contran uns 6 conselheiros que se intitulam Deuses e que não tiram a bunda de seus gabinetes para ir ver o que realmente o cidadão precisa para tirar a habilitação.

  16. ERIC MONTEIRO disse:

    Despoi que descobriram que os donos das empresas que fabricam simuladores são funcionários do Contram querem corrigir a burrada!

  17. Marcio L.C. disse:

    Vão fazer com esse simulador a mesma coisa que fizeram com o kit de primeiro socorros anos atrás, onde tornaram obrigatório uma coisa totalmente desnecessária.
    De uma coisa tenho certeza……..alguém ficou ou vai ficar milionário com o vigor dessa lei.

  18. Aloisio disse:

    Deve ter alguém ganhando muito dinheiro com isso e tendo q molhar a mão de alguém pra deixar essa merda de lei ser sancionada.
    Se tem gente q na pratica com instrutor e tudo sai da Auto Escola sem saber dirigir, imagina com esse simulador, desse jeito qq criança pode tirar sua CNH, até meu sobrinho de 6 anos, pq joga video game melhor do q eu.
    Mas isso é Brasil né, país da vergonha.

  19. Tetsuo Shimura disse:

    Acho que a exigência do simulador foi para o enriquecimento ilícito de alguns personagens do CONTRAN – Conselho Nacional de Trânsito ou DENATRAN – Departamento Nacional de Trânsito ou outros órgãos a eles ligados. A eficiência é tanto quanto as “caixinhas” de primeiros socorros usando-se “band-aid” para estancar hemorragias em veias ou artérias de grande calibres.

  20. JONAS SILVA disse:

    ESSE NEGOCIO DE SIMULADOR É UMA PIADA, SE DEPENDESSE DE SIMULADOR EU ERA UM PILOTO DE CORRIDA PROFISSIONAL, DE QUEM É ESSE IDEIA DE JERICO, SE O ALUNO JÁ SAI COM O INSTRUTOR NA PRATICA PARA QUE SIMULADOR…………….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via