Congresso em Foco

Fim do exame para bacharéis, para presidente da OAB, não seria prejudicial à entidade

OAB critica “recorde” do Brasil em cursos de Direito

22.01.2014 07:30 8

Reportagem
Publicidade

8 respostas para “OAB critica “recorde” do Brasil em cursos de Direito”

  1. Rodrigo Macedo Lima disse:

    Brasil precisa de TI(Tecnologia) e Engenharia,Pedreiro,Encanador,Eletricista Motorista…. Se fosse outro País era mais viavel ser Pedreiro/Eletricista do que ser Advogado mais como é Brasil(merda no mundo).
    Brasil forma mais advogado que o Mundo inteiro.

  2. Paulo Rogerio Gaeta disse:

    As minhas sinceras e profundas condolências aos profissionais de direito do Brasil.

  3. Lucrecia Anchieschi Gomes disse:

    A questão não é ter muitos Cursos. O problema maior é a péssima formação: há advogados que se expressam mal, comunicam-se pessimamente e escrevem errado. O exame da Ordem tem que ser rígido!

  4. Marcos Reis disse:

    duvido que a OAB ou o governo (principalmente) façam alguma coisa para diminuir o número de cursos e consequentemente o de advogados… em Brasília não tem homem pra isso não, pq vão mexer com interesses de grandes conglomerados…

  5. Marcos Reis disse:

    ja temos mais de 2 milhões de pessoas “formadas” em direito e o conhecimento sobre seus direitos ainda não se realiza na prática… algo está errado… por isso estou desistindo da profissão, após me dedicar 5 anos na faculdade, passar no Exame, me formar e ver que isso tudo é uma banalização… é melhor desistir, pq me vender aos ilusionistas do mundo dos “concurseiros” tb não me vendo nao…

  6. Mario Genario Araujo Araujo disse:

    Já pensou se todos os brasileiros fizessem paralelamente aos cursos escolhidos um bacharelato em Direito? Formaríamos uma população mais esclarecida. Os exames durante os cinco anos na faculdade já o capacita para o exercício das funções como nas outras profissões. Temos que melhorar, sim! a qualidade do ensino.

    • Jonh Grisham Brasil disse:

      Argumento burro, o pais não precisa de mais advogados, por uma questão macroeconômica. O país precisa é de engenheiros e demais profissionais das exatas.

      • Clouded101 disse:

        O argumento não foi ruim, você que não teve capacidade de entender. O ponto levantado por Mario não é da formação para atender necessidades econômicas, mas para formar indivíduos com pensamento crítico e capacidade argumentativa. Estes poderiam fazer, paralelamente, outro curso que poderia muito bem ser da área das ciências biologicas ou das exatas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via