Liminar impede que Renan Calheiros assuma relatoria de CPI da Covid

Uma decisão provisória (liminar) da Justiça Federal do Distrito Federal, publicada na noite desta segunda-feira (26), impede que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) assuma a relatoria da CPI da Covid. A medida atende a um pedido da deputada Carla Zambelli (PSL-SP), aliada do presidente Jair Bolsonaro.

Leia a íntegra da decisão:

Na decisão, o juiz Charles Renaus Frazão de Morais acolhe o argumento da deputada de que, por responder a processos no Supremo Tribunal Federal (STF), Renan Calheiros não tem imparcialidade para assumir a relatoria. Segundo o magistrado, o nome de Renan não poderá ser levado à votação  para compor o colegiado da CPI, ao menos até que a Advocacia-Geral da União (AGU) se manifeste sobre a questão.

A deputada comemorou a decisão de sacar Renan Calheiros da CPI da Covid em seu Twitter:

A instalação da comissão está marcada para às 10h desta terça-feira (27), quando serão eleitos o presidente e vice do colegiado. Cabe ao presidente eleito escolher quem assumirá a relatoria.

Continuar lendo