Renan ameaça pedir prisão do ministro Onyx por coação de testemunha

O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que vai convocar o Secretário Geral da Presidência, ministro Onyx Lorenzoni, para depor na comissão.  De acordo com ele, o secretário agiu na tentativa de interferir na apuração da CPI e coagir uma testemunha. Calheiros  falou em um pedido de prisão contra o ministro. “Vamos pedir a convocação dele e, se ele continuar a coagir a testemunhas, vamos requisitar a prisão dele”, disse o senador. As declarações foram dadas em entrevista à GloboNews.

Durante a tarde, o Palácio convocou uma coletiva - mas não permitiu perguntas de jornalistas - com o ministro Onyx Lorenzoni, na qual ele acusou o deputado Luis Miranda (DEM-DF) e o irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, de mentirem à comissão. "Deputado Luís Miranda, Deus tá vendo. Mas o senhor não vai se entender só com Deus não, vai se entender com a gente também. E vem mais: o senhor vai explicar e o senhor vai pagar pela sua irresponsabilidade, pelo mau-caratismo, pela má-fé, pela denunciação caluniosa e pela produção de provas falsas", disse Lorenzoni diante dos jornalistas

Os irmãos Miranda acusam o governo de irregularidades na compra do imunizante da Covaxin. Há suspeita de sobrepreço de mais de 1.000% no preço das doses da Covaxin

Nas redes sociais, Calheiros falou em um novo "patamar" da CPI da Covid.

O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), também presente na entrevista, disse que  haverá responsabilização dos personagens responsáveis pela intimidação. "Vamos levar à resposabilização e as intimidações não prosperarão (...). Não tente intimidar essa comissão parlamentar de investigação".

Randolfe classificou como "estranho" o governo não cancelar um contrato suspeito. "O governo ao invés de apurar a denúncia se preocupa em investigar quem denunciou.

Ainda durante a coletiva, Lorenzoni falou que a Polícia Federal será acionada para investigar não apenas as denúncias, como também a postura do servidor público que denunciou o possível esquema.

> Governo pedirá investigação contra deputado e irmão, diz Onyx

> Oposição na Câmara reage a denúncias na compra da Covaxin

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

 

JUNTE-SE A NÓS

 

Continuar lendo