Deputado pede que PGR investigue passeio de moto de Bolsonaro

O deputado Rogério Correia (PT-MG) apresentou, nesta segunda-feira, uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro na Procuradoria-Geral da República (PGR). Na comunicação feita ao procurador-geral, Augusto Aras, o deputado alega que Bolsonaro teria cometido duas infrações de trânsito ao promover um passeio motociclístico em São Paulo, no último sábado (12), com milhares de participantes.

Bolsonaro teria, durante todo o passeio ciclístico de cerca de 100 km, rodado em um veículo com a placa coberta. Além disso, usou um capacete "coquinho", sem viseira frontal. Ambos os casos são infrações previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

"Note-se que tais condutas, vindas de um chefe de Estado, agrava ainda mais a situação [sic]", escreve o deputado "uma vez que encoraja demais cidadãos a incidirem em tal infração, sob influência do ora representado e com a sensação de impunidade, o que de fato ocorreu."

A manifestação de Bolsonaro reuniu, segundo a Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), cerca de 12 mil motociclistas, e fechou a Marginal Tietê, principal via da cidade. O presidente ainda conseguiu a interdição da Rodovia dos Bandeirantes, que dá acesso da cidade ao interior do estado.


> Barroso suspende quebras de sigilo pedidas pela CPI
> Senado pauta MP da Eletrobras para quarta-feira

Continuar lendo