Licenças particulares de senadores sobem quatro vezes em 2018; veja a lista

Os senadores multiplicaram por quatro o número de licenças para tratar de assunto de interesse particular no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2017. Foram 39 licenças por esse motivo contra 9 registradas nos primeiros seis meses do ano passado. O aumento está diretamente ligado ao calendário eleitoral.

Veja a assiduidade de cada senador(a)

Levantamento de faltas e presenças no Senado entre 6 de fevereiro e 11 de julho de 2018. Pesquisa concluída em 7 de agosto (clique nas setas para ordenar ou pesquise)

NomePartidoUFSessões possíveisPresençasTotal de faltasFaltas sem Justif.Faltas com Justif.
Acir GurgaczPDTRO3628817
Aécio NevesPSDBMG3629716
Airton SandovalMDBSP3636000
Alvaro DiasPodemosPR36261019
Ana AméliaPPRS3635101
Ângela PortelaPDTRR3633303
Antonio AnastasiaPSDBMG3631505
Antonio Carlos ValadaresPSBSE2525000
Armando MonteiroPTBPE3634211
Ataídes OliveiraPSDBTO3627909
Benedito de LiraPPAL362610010
Cássio Cunha LimaPSDBPB3629707
Cidinho SantosPRMT2015505
Ciro NogueiraPPPI3633303
Cristovam BuarquePPSDF3631505
Dalirio BeberPSDBSC3634202
Dário BergerMDBSC3630606
Davi AlcolumbreDEMAP362214140
Edison LobãoMDBMA1815312
Eduardo AmorimPSDBSE3633303
Eduardo BragaMDBAM3630606
Eduardo LopesPRBRJ3632404
Elber BatalhaPSBSE1111000
Elmano FérrerPodemosPI3633312
Eunício OliveiraMDBCE3631505
Fátima BezerraPTRN3632422
Fernando Bezerra CoelhoMDBPE3632404
Fernando CollorPTCAL362313013
Flexa RibeiroPSDBPA3636000
Garibaldi Alves FilhoMDBRN3629716
Gladson CameliPPAC362511110
Gleisi HoffmannPTPR3628808
Hélio JoséPROSDF3633321
Humberto CostaPTPE3629707
Ivo CassolPPRO3130101
Jader BarbalhoMDBPA36630228
João Alberto SouzaMDBMA3632404
João CapiberibePSBAP3633303
Jorge VianaPTAC3630606
José AgripinoDEMRN3631505
José AmauriPodemosPI22000
José MaranhãoMDBPB3628826
José MedeirosPodemosMT3636000
José PimentelPTCE3636000
José SerraPSDBSP3631505
Kátia AbreuPDTTO362115114
Lasier MartinsPSDRS3634202
Lídice da MataPSBBA3630606
Lindbergh FariasPTRJ3633303
Lúcia VâniaPSBGO3636000
Magno MaltaPRES362214212
Maria do Carmo AlvesDEMSE3633303
Marta SuplicyMDBSP3634202
Omar AzizPSDAM3630606
Otto AlencarPSDBA362511011
Pastor BelPRTBMA1817101
Paulo BauerPSDBSC3631505
Paulo PaimPTRS3629707
Paulo RochaPTPA3635101
Pedro ChavesPRBMS3629707
Raimundo LiraPSDPB3632404
Randolfe RodriguesREDEAP3633312
Reditario CassolPPRO55000
Regina SousaPTPI3635101
ReguffeS/PartidoDF3636000
Renan CalheirosMDBAL361719217
Ricardo FerraçoPSDBES2928101
Roberto MunizPPBA3630615
Roberto RequiãoMDBPR3629716
Roberto RochaPSDBMA36211596
Rodrigues PalmaPRMT1616000
RomárioPodemosRJ3634211
Romero JucáMDBRR3629707
Ronaldo CaiadoDEMGO3630615
Rose de FreitasPodemosES362214113
Rudson LeitePVRR87101
Sérgio de CastroPDTES77000
Sérgio PetecãoPSDAC3631505
Simone TebetMDBMS3635101
Tasso JereissatiPSDBCE3634202
Telmário MotaPTBRR2827101
Valdir RauppMDBRO3635101
Vanessa GrazziotinPCdoBAM3634202
Vicentinho AlvesPRTO362016016
Waldemir MokaMDBMS3636000
Wellington FagundesPRMT3633303
Wilder MoraisDEMGO3632404
Zeze PerrellaMDBMG361521021

Os senadores têm até três meses para apresentar justificativas pelas faltas registradas. Até a conclusão do levantamento, em 7 de agosto, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) não tinha justificado nenhuma das suas 14 faltas. De acordo com o Senado, dez delas já tinham sido descontadas nos vencimentos do senador. Até a publicação desta reportagem, Alcolumbre não respondeu aos contatos da reportagem.

Senado gasta R$ 310 mil para Jader ir a apenas seis sessões no ano

O maranhense Roberto Rocha (PSDB) é o segundo mais faltoso sem justificativa. Em resposta ao Congresso em Foco, a assessoria do senador afirmou que Rocha procura estar presente nas sessões e em compromissos na Esplanada dos Ministérios. Segundo ele, há casos em que as pautas acontecem simultaneamente.

“A assiduidade ao plenário não reflete a presença e a produção legislativa do mandato, bem como a atividade parlamentar voltada às demandas do povo maranhense”. Ao todo, o tucano teve 15 faltas, seis delas em atividade parlamentar.

Só 7 dos 81 senadores foram a todas as sessões do primeiro semestre de 2018

Apenas 7 dos 81 senadores compareceram a todas as sessões deliberativas ordinárias realizadas entre fevereiro e julho. Entre os mais assíduos estão Reguffe (sem partido-DF) e José Pimentel (PT-CE), que já tinham atingido 100% de presença durante todo o ano de 2017.

Receba notícias do Congresso em Foco por e-mail
Mantenha-se informado com boletins de notícias enviados diretamente em seu e-mail
Você poderá cancelar a assinatura a qualquer momento

O aumento exponencial foi puxado pelas licenças de Vicentinho Alves (PR-TO) e Kátia Abreu (PDT-TO), que se valeram da possibilidade para concorrer na eleição suplementar em Tocantins. Os dois somaram 23 ausências sob essa justificativa. Em todo o ano passado, os 81 senadores se licenciaram 24 vezes para tratar de assuntos particulares. Nessa modalidade, o parlamentar não pode receber enquanto estiver fora da Casa.

Vice de Ciro e senador terão de devolver salários pagos durante licença

Apesar de o regimento interno do Senado proibir o pagamento de salários, Kátia e Vicentinho receberam seus vencimentos durante a licença e, por isso, como mostrou o Congresso em Foco, estão devolvendo em parcelas os valores pagos no período.

Campeões de faltas no primeiro semestre, comparecendo a menos da metade das sessões, Jader Barbalho (PA), Zezé Perrella (MG) e Renan Calheiros (AL) não tiveram desconto em seus salários porque atribuíram as ausências a “atividades parlamentares”, justificativa que serve para as mais diversas ações políticas e partidárias. Jader foi a apenas 6 das 36 sessões. O trio emedebista somou 70 faltas na primeira metade do ano.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!