Emenda à PEC da reforma administrativa quer estabilidade para todo servidor

Deputados conseguiram nesta quarta-feira (7) as 180 assinaturas necessárias para apresentar uma emenda à PEC 32/2020, da reforma administrativa, para garantir a estabilidade a todos os servidores. A emenda substitutiva global é de autoria dos deputados André Figueiredo (PDT-CE) e Professor Israel Batista (PV-DF), secretário-geral e presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil), respectivamente.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Insider, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com comercial@congressoemfoco.com.br.

A PEC é analisada em comissão especial da Câmara e o texto original prevê a estabilidade apenas a cargos típicos de Estado, sem, no entanto, delimitar quais carreiras são essas. A emenda retira “superpoderes” dados pela PEC ao presidente da República de, por exemplo, por decreto, criar, fundir e transformar ministérios e órgãos públicos.

>> Leia a íntegra da emenda

A proposta tem como relator o deputado Arthur Maia (DEM-BA). A emenda deve ser submetida à comissão especial, que decidirá se acolhe ou não as mudanças sugeridas.


>Presidente da comissão da reforma administrativa critica proposta do governo

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo