Luis Miranda chora ao comentar fim da parceria entre Precisa e Bharat Biotech

O deputado Luis Miranda (DEM-DF) divulgou um vídeo nesta sexta-feira (23) falando sobre o cancelamento do contrato entre a fabricante indiana Bharat Biotech e a Precisa Medicamentos. O parlamentar e seu irmão, Luis Ricardo, denunciaram à CPI da Covid irregularidades na compra da Covaxin. Chorando, o deputado questionou ser chacota dos colegas e estar no conselho de Ética.

Confira na íntegra:

Na publicação, Luis Miranda disse ainda que "até a fabricante da vacina já tomou uma atitude contra a empresa que queria receber R$ 1,6 bilhão do dinheiro do povo brasileiro - em um paraíso fiscal - sem ter entregue uma dose sequer da vacina. Sabe o que o governo fez até agora? Pediu para que investiguem quem apontou essa nojeira toda", desabafou.

Mais cedo, a companhia indiana afirmou, por meio de um comunicado, o fim do acordo com a intermediária. Ainda assim, a empresa continuará a trabalhar com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para completar o processo regulamentação da vacina no Brasil.

o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no entanto, disse que não há previsão de compra da Covaxin pela pasta.

Em sua postagem nas redes sociais, Luis Miranda questionou se Onyx Lorenzoni, que o ameaçou após denúncias na CPI, viria a público se manifestar. "Será que o Onyx, ministro rolha e entendedor de documentos falsos, vai fazer um pronunciamento? Parece loucura, mas governo e a sua base estão defendendo uma empresa que embolsou R$ 20 milhões que deveriam ter se transformado em medicamentos de alto custo", disse.

Informações do UOL dão conta de que a Bharat Biotech negou a autenticidade de dois documentos enviados pela Precisa Medicamentos para o Ministério da Saúde. Os documentos tinham com carimbo da empresa indiana, assinatura de um suposto diretor-executivo e papel timbrado.

> Distrito Federal patina na vacinação e mantém 12% das doses guardadas

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo