Centrão deve assumir ministério responsável pelo Bolsa Família

O presidente Jair Bolsonaro vai fazer mudanças na Esplanada dos Ministérios após o resultado da eleição para a presidência da Câmara. Ele já confirmou em entrevista coletiva no sábado (30) que o atual ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, vai assumir a Secretaria-Geral da Presidência, hoje ocupada por um interino.

A mudança vai abrir espaço para que o Republicanos indique o próximo ministro da Cidadania. O Congresso em Foco apurou que o partido avalia escolher o líder na Câmara, Jhonantan de Jesus (RR), ou o deputado João Roma (BA). A pasta da Cidadania é a responsável pelo gerenciamento de programas sociais do governo, como o Bolsa Família.

O presidente nacional do Republicanos, Marcos Pereira, esteve com Bolsonaro na última quinta-feira (28). Deputados da legenda admitem que a nomeação de alguém do Republicanos fortalece Arthur Lira, mas dizem que não há relação direta com a eleição na Câmara e que o partido tem se aproximado de Bolsonaro desde o começo de ano, com interlocução direta entre o presidente e o Republicanos.

O Republicanos é ligado à Igreja Universal do Reino de Deus e tem bispos da igreja entre seus filiados, como o próprio presidente Marcos Pereira e o ex-prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella.

> Mercado inibe Maia a despachar impeachment, diz aliado

Continuar lendo