Onyx cobra de Macron posição sobre incêndios na Austrália

O ministro da Casa Civi, Onyx Lorenzoni, escreveu nesta quinta-feira (2) uma mensagem no Twitter cobrando uma posição do presidente da França, Emannuel Macron, sobre incêndios que mataram meio bilhão de animais na Austrália desde setembro.

"O mundo lamenta os incêndios e mortes na Austrália. Aqui no Brasil é difícil entender o silêncio Emmanuel Macron. Reações diferentes no que diz respeito ao Brasil. Real preocupação com o meio ambiente ou a ideologia socialista em questão?", declarou Onyx.

Em agosto, o presidente da França defendeu que a cúpula do G7, grupo formado por Alemanha, Canadá, Estados Unidos França, Itália, Japão e Reino Unido, discutisse os incêndios na região Amazônica.

Em uma mensagem nas redes sociais, Macron publicou foto de uma queimada da floresta que é o pulmão do mundo. Ele definiu a situação como “emergência”.

> Bolsonaro quer pedido de desculpas de Macron para aceitar ajuda de R$ 83 milhões oferecida pelo G7

> “Nossa casa está queimando”, afirma Macron sobre incêndios na Amazônia

A crítica do presidente francês foi mais um capítulo na relação conturbada com Bolsonaro. A relação começou a azedar durante reunião do G20, realizada em junho, em Osaka, no Japão. Inicialmente, constava na agenda de Bolsonaro uma reunião bilateral com Macron. Mas a delegação do francês previa apenas uma breve conversa informal.

No Brasil, passada a reunião do G20, Bolsonaro criticou a Alemanha e a França sobre questões ambientais, alegando falta de autoridade de Macron e da primeira-ministra Angela Merkel para discutir o tema com o Brasil.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!