Governo avalia se mantém Bezerra como líder no Senado

O governo federal avalia se mantém o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) como líder do governo no Senado Federal. Na manhã desta quinta-feira (19), o emedebista deixou o cargo à disposição em conversa com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

"Tomei a iniciativa  de colocar à disposição o cargo de líder do governo para que o governo possa ao longo dos próximos dias fazer uma avaliação se não é o momento de fazer uma nova escolha ou não. Esse é um julgamento e juízo que será feito pelo presidente, pelo ministro chefe da Casa Civil e pelo ministro da Secretaria de Governo", disse Bezerra a jornalistas.

Um assessor do Palácio do Planalto confirma que o presidente Jair Bolsonaro analisa o pedido de Bezerra para sair do cargo. "A situação ainda sendo avaliada. Nenhuma decisão", afirmou.

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (19) mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao senador Fernando Bezerra e a seu filho, o deputado federal Fernando Coelho Filho (DEM-PE).

Os gabinetes dos dois no Senado e na Câmara dos Deputados são alvo de buscas. A operação foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Barroso.

Em nota, a Polícia Federal confirma a deflagração da Operação Desintegração iniciada nesta quinta, com participação de 220 policiais, para cumprir 52 mandados, "com o propósito de desarticular um esquema criminoso de pagamentos de vantagens indevidas, por parte das empreiteiras, em favor de autoridades públicas", diz a nota da PF sem citar nomes.

>Líder do governo pede novo estudo sobre indicação de Eduardo para embaixada

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!