Governo anula recontratação de maestro nomeado à revelia de Regina de Duarte

O presidente Jair Bolsonaro anulou a nomeação do maestro Dante Mantovani para o cargo de presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte). O chefe da Casa Civil, general Walter Braga Neto, havia reconduzido Mantovani ao cargo na manhã desta terça-feira (5). O maestro ficou conhecido por afirmar que “o rock ativa a droga, que ativa o sexo, que ativa o aborto, que ativa o satanismo”. Ele foi demitido assim que Regina Duarte assumiu a pasta.

readmissão de Dante Mantovani ao cargo de presidente da Funarte foi encarado negativamente pela secretária. “Que loucura isso, que loucura. Eu acho que ele está me dispensando”, disse Regina se referindo a Bolsonaro, segundo publicou a revista Crusoé.

A secretária de Cultura, tem encontrado dificuldade para nomear seus escolhidos dentro do órgão. Regina tem sido criticada por Bolsonaro por ser suscetível ao setor "de esquerda".

Na última semana, Bolsonaro demonstrou descontentamento com a secretária. "Infelizmente, a Regina está em São Paulo. Está trabalhando pela internet ali. E eu quero que ela esteja mais próxima. É uma excelente pessoa, um bom quadro. É também uma secretaria que era ministério. Muita gente de esquerda pregando ideologia de gênero. Essas coisas todas é que a sociedade, a massa da população, não admite. Ela tem dificuldade nesse sentido", disse o presidente.

Ao revogar a recontratação, o Planalto emite um um recado colocando panos quentes na crise com Regina Duarte. A secretária vai se reunir com Bolsonaro nesta quarta-feira (6), em Brasília.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!