“Eu teria cortado a cabeça dele”, diz Onyx sobre permanência de Mandetta

Em conversa privada com o deputado federal Osmar Terra (MDB), o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni debateu a possibilidade de substituição do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta . "Uma coisa como o discurso da quarentena permite tudo. Se eu tivesse na cadeira... O que aconteceu na reunião eu não teria segurado, eu teria cortado a cabeça dele...", disse Onyx com Terra.

Após receber uma ligação do repórter Caio Junqueira, da CNN Brasil, Osmar Terra não desligou o telefone, o que possibilitou que o jornalista pudesse ouvir a conversa entre os dois políticos do núcleo bolsonarista e registrasse seu conteúdo na TV e no site da emissora.

> Medo de impeachment levou Bolsonaro a recuar de demissão de Mandetta

Como conta na reportagem, logo no início da conversa, Osmar Terra defendeu a mudança de política do governo, mas afirmou que para ela acontecer, seria necessário que o governador do Distrito Federal começasse a ceder, o que, na visão dele, abriria o caminho que que os outros governadores fizessem o mesmo.

A reportagem conta que Onyx estimou na conversa que as mortes por covid-19 no país chegarão a 4 mil. Terra acredita que seja algo entre 3 e 4 mil.

Abaixo está um trecho da conversa de ambos publicada pela reportagem da CNN Brasil. Eles estavam falando sobre Mandetta:

Onyx: "Eu acho que esse contraponto que tu ta fazendo..."
Terra: "É complicado mexer no governo por que ele tá..."
Onyx: "Ele (Mandetta) não tem compromisso com nada que o Bolsonaro está fazendo"
Terra: "E ele (Mandetta) se acha"
Onyx: "Eu acho que (Bolsonaro) deveria ter arcado (com as consequências de uma demissão)..."
Terra: "O ideal era o Mandetta se adaptar ao discurso do Bolsonaro"
Onyx: "Uma coisa como o discurso da quarentena permite tudo. Se eu tivesse na cadeira... O que aconteceu na reunião eu não teria segurado, eu teria cortado a cabeça dele..."
Terra: "Você viu a fala dele depois?"
Onyx: "Ali para mim foi a pá de cal. Eu já não falo com ele há dois meses. Aí acho que é xadrez. Se ele sai vai acabar indo para a secretaria do Doria."
Terra: "Eu ajudo Onyx. E não precisa ser eu o ministro, tem mais gente que pode ser."

O Congresso em Foco tentou contato com Oyx Lorenzoni e Osmar Terra, mas eles não responderam aos pedidos de entrevista.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!