Crivella: cariocas moram em área de risco para economizar com ‘cocô e xixi’

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), disse que os moradores gostam de morar perto de áreas de risco porque gastam menos tubos para colocar cocô e xixi e ficam "livre daquilo".  As declarações foram feitas em uma reunião no Centro de Operações Rio (COR), no  último domingo (1°), que foi transmitida ao vivo na rede social do prefeito.

Eduardo Paes e Freixo ameaçam reeleição de Crivella no Rio

A reunião no COR, realizada no dia do aniversário de 455 anos da cidade, foi feita para Crivella comentar as consequências das fortes chuvas que ocorreram no fim de semana, que deixou quatro vítimas na capital carioca, sendo duas delas na Zona Oeste, uma na Baixada Fluminense e outra na Zona Norte.

Durante a reunião, Crivella afirmou que é uma escolha dos próprios moradores viverem em áreas de "talvegues", caminho por onde as águas das chuvas passam, considerado um local de risco. "Todas as encostas lá são perigosas, mas aonde descem as águas, predominantemente chamado talvegues, e as pessoas gostam de morar ali perto porque gastam menos tubo para colocar cocô e xixi e ficar livre daquilo, essas áreas são muito perigosas", concluiu Crivella.

Ele também disse que a prefeitura pode prevenir consequências causadas pelas chuvas, mas que algumas ações cabe ao próprio cidadão  fazer, como por exemplo, não escolher morar em áreas de risco. "Nós podemos fazer muito pela cidade agora tem certas coisas que o cidadão tem que fazer por si mesmo: não morar em áreas de risco onde esta descendo o talvegue. É essas áreas que nós temos, olhando historicamente, os casos drásticos", complementa.

O prefeito Rio de Janeiro havia sido anunciado como entrevistado de segunda-feira(2) do programa Roda Viva, da TV Cultura. Na manhã desta segunda, entretanto, ele cancelou a participação no semanal alegando compromissos de gestão decorrentes das fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro. Com a desistência de Crivella, o o novo convidado é Gustavo Bebianno, ex-secretário-geral da Presidência da República e pretenso candidato à prefeitura do Rio de Janeiro.

Bolsonaro aposta no Senado para manter veto ao orçamento

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!