Bolsonaro diz que tem 80% de chance de sair do PSL

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste domingo (4) que a probabilidade de permanecer no PSL é pequena: apenas 20%. Já a chance de criar uma nova sigla seria de 90%. "80% pra sair e 90% pra criar um novo partido, que vai começar do zero, sem [tempo de] televisão, sem fundo partidário, sem nada", disse em entrevista à TV Record.

> Bolsonaro desafia Globo e pede 15 minutos ao vivo no Jornal Nacional

Nas últimas semanas, o partido do presidente viveu uma série de episódios que provocaram uma racha na sigla. De um lado estão os aliados do presidente da legenda, Luciano Bivar (PE), e do outro os parlamentares próximos ao presidente Bolsonaro.

Na entrevista desde domingo, o militar afirmou que seu "sonho" é criar uma legenda até março e ter cerca de 200 candidaturas nas eleições de 2020. De acordo com ele, o número reduzido de  candidatos possibilitaria uma escolha "de fato" de quem concorreria pelos cargos. "Na última eleição, muita gente chegou de última hora, porque nomes bons até não queriam vir para o meu partido porque não tinham tempo de televisão", comentou.

De acordo com Bolsonaro, ele não está interessado no dinheiro do fundo partidário, mas em transparência dentro da sigla. "Eu não tô brigando por recurso do fundo partidário, eu quero que o partido não tenha problemas por ocasião das eleições municipais no ano que vem e uma possível reeleição minha, na eleição majoritária em 2022", disse.

O militar da reserva afirmou que a sua caneta de presidente da República tem mais "poder" que o fundo partidário, mas ele não a usa para "angariar apoios"."Essa caneta aqui tem um poder enorme, milhares de vezes mais forte que o fundo partidário, e não uso", disse.

> Bolsonaro diz que pegou gravação de condomínio “antes que fosse adulterada”

> PSL repudia “tentativa de golpe ao povo brasileiro”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!