Bolsonaro cancela fala em Davos, mas retoma agenda em seguida

O presidente Jair Bolsonaro cancelou em cima da hora, na tarde desta quarta-feira (23), um pronunciamento que faria à imprensa brasileira e internacional no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

À imprensa no local, assessores teriam afirmado que o motivo do cancelamento foi porque o presidente precisa se poupar, devido ao fato de ter uma cirurgia marcada. O Congresso em Foco procurou a assessoria da Presidência e aguarda resposta oficial.

Bolsonaro, de qualquer maneira, retomou logo em seguida sua agenda em Davos. Pouco depois do cancelamento, o presidente postou em sua conta no Twitter a foto do encontro com Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão, reunião que estava prevista na agenda oficial.

Os ministros Sérgio Moro, da Justiça, Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, e Paulo Guedes, da Economia, que participariam da entrevista coletiva, também não falaram.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!