BC e Safra silenciam sobre fiscalização e contratos

Banco Central não se pronuncia sobre seu papel de fiscalizar instituições financeiras. Safra não explica porque firmou contratos em branco com seus clientes

O Banco Central não respondeu questionamentos feitos pelo Congresso em Foco sobre a fiscalização que exerce sobre as instituições financeiras e sobre os motivos que o levaram a considerar “caso isolado” a denúncia “procedente” de se firmar contratos em branco com clientes, que, junto com ex-funcionários, acusam ainda uma fraude na elevação ilegal dos juros.

O site também pediu esclarecimentos ao Banco Safra. Perguntou por que houve assinatura de contratos em branco, já que isso é considerado ilegal pelo Banco Central e qual a medida tomada pelo Safra depois do caso da família Gobbo. Não houve resposta. A assessoria do banco disse que a instituição prefere manter o silêncio sobre o assunto.

Perguntas ignoradas pelo Banco Central

- Qual é o espírito da lei que diz que o BC não deve punir bancos que descumprem a lei em "casos isolados"?
- O cidadão deve continuar a denunciar ao Banco Central abusos dos bancos? Por quê?
- Se o abuso for considerado um caso isolado, deve fazer isso mesmo? Por quê?
- O cidadão deveria procurar a Justiça ou o Procon? Em quais casos?
- O Banco Central não deveria encaminhar as denúncias de "casos isolados" para os Procons, as Defensorias e os Ministério Públicos? Por quê?

 

Íntegra da nota do Banco Safra

Reiteramos que o Banco não se manifesta sobre questões "sub judice".
Atenciosamente,
BANCO SAFRA AS
Assessoria de Imprensa

BC vê indício de ilegalidade em empréstimos do Safra

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!