TRF decide hoje sobre prisão de Jorge Picciani e mais dois deputados fluminenses

 

A 1ª Seção Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) decide hoje (16) sobre a prisão de três deputados estaduais - Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Melo. O pedido de prisão dos parlamentares foi feito pelo Ministério Público Federal, com base em investigações da Operação Cadeia Velha.

O pedido foi inicialmente feito ao desembargador federal Abel Gomes, que decidiu submetê-lo à 1ª Seção Especializada. A sessão que decidirá sobre a prisão ou não dos parlamentares começará às 13h e será aberta.

Segundo a Procuradoria Regional da República da 2ª Região, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani, seu antecessor Paulo Melo e o segundo vice-presidente, Edson Albertassi, formam uma organização que vem se estruturando de forma ininterrupta desde a década de 1990. O grupo contaria com a participação ainda do ex-governador Sérgio Cabral, que também foi deputado estadual e já presidiu a Alerj.

Ainda de acordo com a Procuradoria, eles “vêm adotando práticas financeiras clandestinas e sofisticadas para ocultar o produto da corrupção, que incluiu recursos federais e estaduais, além de repasses da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor)”.

<< PF cumpre mandados de prisão contra filho de Jorge Picciani e Jacob Barata

<< Marqueteiro diz que Picciani negociou contrato e acertou comissão em pastas do Esporte e da Saúde

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!