Temer decreta luto de três dias pela morte de Teori

Em pronunciamento, presidente lamentou a morte do ministro do STF Teori Zavascki e elogiou trajetória "impecável a favor do direito e da Justiça"

 

O presidente Michel Temer lamentou a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki e decretou luto nacional por três dias. Em breve pronunciamento, Temer afirmou que Teori foi um homem público "de trajetória impecável a favor do direito e da Justiça".

Segundo o presidente, o luto é uma "modesta homenagem a quem tanto serviu à classe jurídica, aos tribunais e ao povo brasileiro". Temer se pronunciou ao lado do ministro das Relações Exteriores, José Serra; da advogada-geral da União, Grace Maria Fernandes Mendonça; e do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. O presidente ficou sabendo da morte do ministro do STF quando recebia no gabinete o senador José Medeiros (PSD-MT), pela presidente do STF, Cármen Lúcia.

Teori morreu na tarde de hoje (quinta, 19) em um acidente de avião no litoral do Rio de Janeiro. A aeronave, que partiu de São Paulo, transportava quatro passageiros e caiu próximo a Paraty (RJ). Membro do STF desde 2012, Teori era o relator dos processos relativos à Operação Lava Jato na Corte.

Mais sobre Teori Zavascki

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!