Simpatizantes do governo realizam tuitaço contra operação Lava Jato

Desde o início da tarde desta quinta-feira, a hashtag “#ExplicaMoroPorqueSoPT” ocupa a posição número um nos trending topics Brasil. Os simpatizantes do PT cobram uma postura mais imparcial da Justiça

Assim como aconteceu durante os protestos do final de semana, simpatizantes do PT e correligionários do governo federal realizam nesta quinta-feira (16) um tuitaço em favor da legenda. Desta vez o alvo foi o juiz da 13ª Vara Federal do Paraná, Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato.

Desde o início da tarde desta quinta-feira (16), a hashtag “#ExplicaMoroPorqueSoPT” ocupa a posição número um nos trending topics Brasil (assuntos mais comentados da rede). Os simpatizantes do PT cobram uma postura mais imparcial da Justiça e reivindicam a investigação de outros escândalos de corrupção envolvendo o PSDB, como no caso do mensalão mineiro e o cartel de metrôs de São Paulo.

No domingo, durante os protestos contra a presidente Dilma Rousseff, a hashtag “#AceitaDilmaVez” chegou a entrar nos assuntos mais comentados do Twitter durante algumas horas e foi o terceiro assunto mais comentado em todo o mundo durante a tarde.

A estratégia virtual vai ao encontro do que pediu a Secretaria de Comunicação do Governo Federal, no início do ano, segundo a qual os militantes petistas deveriam “partir para a guerra virtual” contra os simpatizantes da oposição.

Nesta quarta-feira (15), o então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, foi preso na 12ª fase da Operação Lava Jato. Ele foi afastado das funções da tesouraria do partido. Nesta quinta, o Congresso em Foco revelou que a esposa de Vaccari, Giselda Rousie de Lima, apontada com uma especie de "laranja" da Lava Jato, recebeu R$ 9 milhões em seis anos, mesmo declarando viver de aposentadoria.

Mais sobre a Operação Lava Jato

Mais sobre o Brasil nas ruas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!