Senadores do MDB se reúnem para definir candidatura à presidência do Senado

Onze dos 13 senadores que comporão a bancada do MDB na próxima legislatura estão reunidos, na tarde desta terça-feira (29), no gabinete da líder da bancada, Simone Tebet (MDB-MS). Os congressistas discutem quem assumirá a liderança da bancada e quem vai se candidatar à presidência do Senado na próxima sexta-feira (1º), quando os parlamentares tomarão posse.

Simone e Renan Calheiros (MDB-AL) são postulantes à presidência da Casa. Os dois, no entanto, adotam estratégias opostas: enquanto a sul-matogrossense almeja o cargo abertamente, Renan, que já presidiu o Senado quatro vezes, trabalha nos bastidores e nega publicamente a intenção de voltar ao cargo. A líder do MDB estima ter sete dos 13 votos possíveis dentro da bancada, a mais numerosa da Casa.

Estão presentes, além da dupla, os senadores Dário Berger (MDB-SC), Eduardo Braga (MDB-AM), Eduardo Gomes (MDB-TO), Fernando Bezerra (MDB-PE), Jader Barbalho (MDB-PA), Luiz Carlos do Carmo (MDB-GO), José Maranhão (MDB-PB), Marcelo Castro (MDB-PI) e Márcio Bittar (MDB-AC).

Estão ausentes Confúcio Moura (MDB-RO) e Jarbas Vasconcelos (MDB-PE). O grupo reunido no gabinete de Simone Tebet conta ainda com os caciques Romero Jucá (MDB-RR) e o atual presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Os dois deixaram o gabinete há pouco. Em fim de mandato, eles não participarão da eleição porque não conseguiram se reeleger em outubro. Eleito pelo Solidariedade, Eduardo Gomes se filiou hoje ao MDB.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!