Senado aprova poder de investigação da PF sobre milícias e organizações paramilitares

 

O plenário do Senado aprovou hoje (quarta, 28), a transferência de poder de investigação para a Polícia Federal (PF). O projeto aprovado pelos senadores transfere à PF a investigação de crimes praticados por milícias armadas e organizações paramilitares. A matéria segue para a Câmara.

<< PF reage a declarações de diretor-geral sobre arquivamento de inquérito contra Temer

<< Declarações de Segovia contradizem relatório da PF sobre Temer; quebra de sigilos é sugerida

Se aprovado pelos deputados, a PF terá o poder de investigar os crimes cometidos por milícias e grupos paramilitares se for comprovada a participação de agente da segurança pública estadual.

O projeto havia sido apresentado em 2011 pelo então senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), atual prefeito do Rio de Janeiro. A matéria foi aprovada por unanimidade pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, no fim do ano passado. O projeto foi aprovado pelo plenário, na tarde de hoje, em votação simbólica, com duas emendas de plenário.

As emendas apresentadas e lidas em plenário pelo relator, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) permitem que a Força Nacional de Segurança Pública auxiliem nas investigações e acrescenta poder de investigação à PF para crimes contra o patrimônio contra instituições financeiras, “inclusive no transporte de valores próprio ou por empresas autorizadas".

Para o relator, a possibilidade de a Forna Nacional ajudar nas investigações “agregará recursos materiais, pessoal e inteligência, na apuração dos referidos delitos”.

 

<< Delegados e peritos recebem troca no comando da PF com surpresa e apreensão

Senado aprova poder de investigação para a Polícia Federal

O plenário do Senado aprovou hoje (quarta, 28), a transferência de poder de investigação para a Polícia Federal (PF). O projeto aprovado pelos senadores transfere à PF a investigação de crimes praticados por milícias armadas e organizações paramilitares. A matéria segue para a Câmara.

Se aprovado pelos deputados, a PF terá o poder de investigar os crimes cometidos por milícias e grupos paramilitares se for comprovada a participação de agente da segurança pública estadual.

O projeto havia sido apresentado em 2011 pelo então senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), atual prefeito do Rio de Janeiro. A matéria foi aprovada por unanimidade pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, no fim do ano passado. O projeto foi aprovado pelo plenário, na tarde de hoje, em votação simbólica, com duas emendas de plenário.

As emendas apresentadas e lidas em plenário pelo relator, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) permitem que a Força Nacional de Segurança Pública auxiliem nas investigações e acrescenta poder de investigação à PF para crimes contra o patrimônio contra instituições financeiras, “inclusive no transporte de valores próprio ou por empresas autorizadas". Para o relator, a possibilidade de a Forna Nacional ajudar nas investigações “agregará recursos materiais, pessoal e inteligência, na apuração dos referidos delitos”.

Senado aprova poder de investigação para a Polícia Federal


 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!