PF prende primeiro deputado condenado pelo STF na Lava Jato

O ex-deputado Nelson Meurer (PP-PR) foi preso nessa quarta-feira (30), em Francisco Beltrão (PR), pela Polícia Federal. Ele é o primeiro réu da Operação Lava Jato a ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

> STF julga prisão em segunda instância: Lula nega interesse, Lava Jato critica

O mandado de prisão foi expedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin.

Quando ainda era deputado federal, Meurer foi condenado à pena de 13 anos, nove meses e dez dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em maio de 2018. Segundo a denúncia feita pela Procuradoria Geral da República (PGR), o ex-deputado recebeu R$ 29,7 milhões em 99 repasses mensais de R$ 300 mil, operacionalizados pelo doleiro Alberto Youssef.

Além dele, o seu filho, Nelson Meurer Júnior, também foi preso. Ele foi condenado a 4 anos, 9 meses e 18 dias de prisão, em regime semiaberto, pelo crime de corrupção passiva.

A defesa do deputado afirmou que respeita a decisão do ministro Fachin, mas pretende revertê-la. Disse também que ainda há outros recursos para serem julgados na 2ª Turma da Corte.

> Nova fase da Lava Jato mira ex-dirigentes da Petrobras e bloqueia R$ 1,7 bi em ativos

> Mudança na prisão em 2ª instância pode beneficiar 38 condenados da Lava Jato, dizem procuradores

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!