MPF prorroga Lava Jato no Rio por mais seis meses; Janot parabeniza Dodge

 

Em decisão unânime, o Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) autorizou a prorrogação da força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro por mais seis meses. A decisão foi anunciada na manhã desta terça-feira (25).

Serão cinco procuradores da força-tarefa que continuarão atuando exclusivamente na Lava Jato. O grupo de trabalho foi criado em junho do ano passado para atuar com os processos da Eletronuclear, subsidiária da Eletrobrás, sediada no Rio. A princípio eram três procuradores; atualmente são dez.

Há alguns meses, a força-tarefa passou a atuar também nos processos sobre os desvios ocorridos na administração do ex-governador Sérgio Cabral. Continuarão no comando da força-tarefa os procuradores Eduardo Gomes, José Augusto Simões, Rodrigo Timóteo da Silva, Rafael dos Santos e Sérgio Dias.

Raquel Dodge

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também preside o conselho e aproveitou para elogiar a sucessora, Raquel Dodge. Na abertura da reunião, Janot parabenizou Dodge e afirmou que trabalhará em uma transição “clara” e que tem “as melhores expectativas” em relação à nova chefe da PGR, a primeira mulher a ocupar o posto. Ele deixa o comando do MPF em setembro.

Leia mais sobre Operação Lava Jato

Leia mais: Raquel Dodge é aprovada no Senado e será primeira mulher no comando da PGR

PF deflagra nova fase da Lava Jato no Rio

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!