Ministro entrega cópia do acordo de contratação de médicos cubanos

Arthur Chioro repassa a deputados termo de cooperação entre Brasil e Cuba intermediado pela Opas. Oposição criticava falta de informações sobre o contrato

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, entregou ao presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), uma cópia do termo de cooperação entre Brasil e Cuba intermediado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Até então, parlamentares da oposição e a imprensa se queixavam da falta de informações sobre os termos da contratação de médicos cubanos.

O ministro ressaltou também que, ao contrário do que foi noticiado, os profissionais cubanos estão satisfeitos em participar do programa. Segundo Chioro, entre os profissionais que saíram do programa estão 79 brasileiros e apenas 7 cubanos. “Tivemos apenas 0,09% de desistência entre os cubanos”, comemorou.

O ministro lembrou ainda que a remuneração desses profissionais será reajustada para cerca de R$ 3 mil. Os demais integrantes do Mais Médicos recebem atualmente R$ 10 mil.

Entre os bons exemplos do programa ele citou as cidades de Cáceres (MT), que conseguiu pela primeira vez implantar uma equipe de saúde da família, e Boa Vista (RR), que ampliou consideravelmente o atendimento à população.

O ministro participa de audiência da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle para falar sobre o regime de contratação dos médicos cubanos pelo governo brasileiro no programa Mais Médicos.

Leia outros textos sobre o Mais Médicos

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!