Ministro do TSE nega pedido do DEM para multar Lula e Dilma

Rodolfo Torres


O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Henrique Neves negou nesta terça-feira (1°) uma representação do DEM contra o presidente Lula, a pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista.  A decisão ainda será analisado no plenário da corte eleitoral.


O partido oposicionista pedia que eles fossem multado por campanha antecipada em razão das comemorações no Dia do Trabalhador (1° de maio) em São Paulo.


De acordo com a representação, o discurso de Lula na ocasião contou com “palavras de cunho eminentemente eleitoral, comparando o atual governo com a gestão passada”.


Por sua vez, a defesa de Lula (Advocacia Geral da União) afirmou que não existiu prova de propaganda eleitoral antecipada na representação apresentada pelo DEM. Para a defesa de Dilma, o evento na capital paulista foi destinado “aos filiados” e teve “potencial propagandístico restrito aos que voluntariamente se dirigem ao local por identidade temática, ideológica e profissional".


Acompanhe a cobertura das eleições 2010 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!