Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Militantes cercam Sindicato dos Metalúrgicos e impedem saída de Lula para a prisão; veja o vídeo

Filipe Araújo / Fotos Públicas

Mais cedo, Lula carregado pela militância já sinalizava resistência popular à sua prisão

 

A Polícia Federal já montou todo o esquema de transporte de Lula para o aeroporto mais próximo e, em seguida, para a superintendência da corporação em Curitiba. Força Tática da PM, guarda municipal e equipes de trânsito estão mobilizadas em caráter especial. O grupo Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), tropa do Comando Geral da Polícia Militar de São Paulo, já chegou ao local. Além de policiais militares em rondas pelas cercanias do sindicato dos metalúrgicos, a própria PF já colocou viaturas nas ruas próximas, que foram rodeadas de manifestantes. Duas vans com agentes da PF estão posicionadas em frente ao prédio.

A tensão na iminência da prisão de Lula deu sinais de que poderia sair do controle ontem (sexta, 6), em mais de 50 pontos do país, quando grupos como o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e a Frente Brasil Popular promoveram ações como interrupções de estradas com barricadas e pichações com palavras de ordem em defesa de Lula. A animosidade foi mantida neste sábado, quando grupos pró e contra Lula saíram às ruas e, em situações pontuais, deixaram autoridades policiais sob alerta. São diversos os registros de agressão, por parte de apoiadores do petista, a profissionais da imprensa.

 

<< Aos gritos de “Não se entrega!”, Lula assiste missa que homenageia Marisa Letícia

<< Fachin nega pedido de Lula para não ser preso: “O cumprimento da pena constitui regra geral”

Continuar lendo