Maioria dos brasileiros é contra proposta de teto de gastos, mostra Datafolha

População acredita que medida trará mais prejuízos do que benefícios ao país. Senado deve votar segundo turno da PEC nesta terça. Se for aprovada, ela deverá ser promulgada até o fim da semana

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça (13) mostra que 60% dos brasileiros reprova a proposta do governo Michel Temer de estipular um teto para os gastos públicos nos próximos 20 anos, a partir de 2017. A medida tem o apoio de 24% da população e a indiferença de 4%. Os outros 19% afirmaram não saber como responder.

A proposta de emenda à Constituição deverá ser votada em segundo turno pelo Senado ainda hoje e, se for aprovada, deverá ser promulgada pelo Congresso até o fim desta semana.

Para 62% dos entrevistados, a medida trará mais prejuízos do que benefícios para a população e para 19% ocorrerá a situação inversa. A maior parte da população (53%) entende que os recursos públicos disponíveis atualmente são suficientes mas são mal aplicados pelos governos. Para 36%, no entanto, além de serem mal utilizados, são também insuficientes.

Para metade dos entrevistados (50%), a saúde e a segurança devem piorar com a aprovação da emenda. Já 51% acham que a educação será mais atingida pela PEC e 47% acreditam que o transporte público e saneamento serão mais afetados.

A pesquisa entrevistou 2.828 pessoas em 7 e 8 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

De acordo com a proposta, os gastos públicos seriam congelados pelos próximos 20 anos e teriam os seus valores corrigidos apenas pela inflação. Para o governo, a medida é importante para impedir que os gastos públicos saiam do controle, o que seria fundamental para recuperar a economia do país. Já os opositores afirmam que as despesas sociais, principalmente com saúde e educação, ficarão estagnadas.

Leia a íntegra da reportagem sobre a pesquisa.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!