Líder do DEM ironiza veto à abertura de sigilo das operações do BNDES

O senador Ronaldo Caiado classificou como “mais uma pérola petista contra o bom senso” a justificativa dada pela presidente para o veto. Dilma manteve o sigilo das operações do BNDES alegando que dados abertos poderiam prejudicar operações do banco

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), ironizou a presidente Dilma Rousseff que vetou emenda à MP 661/14 que determinava o fim do sigilo em todas as operações do BNDES. O senador classificou como “mais uma pérola petista contra o bom senso” a justificativa dada pela presidente para o veto.

Dilma vetou a emenda à MP 661/14 sobre o sigilo das operações do BNDES afirmando que isso poderia prejudicar “a competitividade das empresas brasileiras". "Quer dizer que quanto mais nebuloso o funcionamento de uma empresa, mais competitiva ela se torna? Que a transparência é inimiga da boa gestão? Que uma empresa quando precisa abrir seu capital para entrar na bolsa está se tornando mais frágil? É claro que não. É só mais uma máxima petista que comprova que o PT gosta de caminhar no submundo das negociatas", acusou.

O democrata afirmou que já esperava o veto da presidente que tem atuado fortemente para atrapalhar qualquer ação para investigar o banco. "Esse veto tem tudo a ver com o que nós estamos denunciando, ou seja, é uma maneira clara do governo e da presidente não deixarem com que tenhamos informações sobre a aplicação do dinheiro da população por intermédio do BNDES. Já está mais do que claro que as operações do banco têm buscado interesses partidários e ideológicos", explicou.

Ainda para o Senador,  "o BNDES é hoje a principal ferramenta do modelo petista de perpetuação no poder através do desvio de dinheiro público. E suas operações internacionais mostram que o esquema não se limita às fronteiras do Brasil. Hoje estamos financiando os tiranetes amigos de Lula e do Foro de São Paulo. E é por isso que precisamos de uma CPI no Senado que se mantenha afastada da influência do Executivo".

Saiba mais sobre o BNDES

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!