Nos jornais: partido de Marina vetará doações da indústria de bebidas

Norma barraria até contribuições que a ex-senadora recebeu em 2010, quando foi candidata à Presidência pelo PV, informa a Folha

FOLHA DE S.PAULO

Partido de Marina vetará doações da indústria de bebidas

O estatuto provisório do novo partido que a ex-senadora Marina Silva decidiu criar veta o recebimento de doações de fabricantes de bebidas alcoólicas, cigarros, armas e agrotóxicos. A norma barraria até contribuições que a própria Marina recebeu em 2010, quando foi candidata à Presidência pelo PV.

Naquela campanha, ela teve entre seus financiadores a Ambev, que fez doações que somaram R$ 400 mil. No total, ela recebeu R$ 25 milhões.

Os setores banidos estão entre os grandes doadores eleitorais. Sozinhos, os quatro maiores doadores da indústria de bebidas repassaram R$ 100 milhões a candidatos desde 2002.

Marina foi procurada, via assessoria, para comentar as doações recebidas em 2010, mas não se pronunciou.

O manifesto político proposto para o novo partido defende o financiamento público de campanha e ataca a relação entre os "doadores e as leis feitas pelos eleitos".

Ao menos seis deputados federais discutem ingresso em nova legenda

Ao menos seis deputados federais participam das conversas sobre a criação do novo partido idealizado pela ex-senadora Marina Silva, de acordo com pessoas que acompanham o processo.

Além de Walter Feldman (PSDB-SP) e Alfredo Sirkis (PV-RJ), que já anunciaram a participação na formação da nova legenda, Ricardo Tripoli (PSDB-SP), Reguffe (PDT-DF), Domingos Dutra (PT-MA) e Alessandro Molon (PT-RJ) também mantém conversas sobre a sigla.

Bento 16 critica divisão na igreja e fala em hipocrisia

Discurso reforça tese de que disputas internas  na Santa Sé contribuíram para a renúncia

Decisão do STF exige transcrição completa de escutas telefônicas

O Supremo Tribunal Federal abriu precedente que poderá obrigar a polícia e o Ministério Público a transcrever integralmente o conteúdo de interceptações telefônicas em investigações criminais, e não mais apenas os trechos de interesse da acusação.

Pela decisão, tomada na última quinta-feira pelo plenário da corte, não basta apenas a entrega, para a defesa, dos áudios interceptados. É necessária a transcrição completa das conversas que envolvam os acusados.

A prática comum, até aqui, era que, em caso de a defesa avaliar como descontextualizado determinado trecho usado pela acusação, ela poderia pedir a íntegra dos áudios, ainda que não transcritos.

Presidente da OAB quer debater delação premiada

O presidente da OAB, Marcus Vinícius Furtado Coêlho, disse que irá propor ao colegiado discutir se a delação premiada é constitucional.

Ele disse que tomou a decisão após a Folha noticiar ontem que criminalistas não aceitam clientes que queiram colaborar com investigações em troca de benefícios como redução da pena.

Caso a OAB avalie que a delação é inconstitucional, ela pode questioná-la no Supremo Tribunal Federal.

Dilma fissura dedo e cancela viagem para Pernambuco

A presidente Dilma Rousseff machucou o pé durante o recesso do Carnaval. Ela escorregou numa escada no dia que em chegou à base de Aratu (BA), na última sexta-feira.

Segundo informação divulgada ontem no "Blog do Planalto", Dilma fissurou o dedão do pé direito "depois de um acidente doméstico".

Ainda de acordo com o blog, por recomendação médica, ela terá de usar uma proteção no pé direito e ter cuidado ao andar. Uma radiografia comprovou a fissura.

A viagem na próxima segunda-feira ao Pernambuco foi cancelada.

TREs definem datas de eleição para prefeito em 25 cidades

Os TREs (Tribunais Regionais Eleitorais) definiram as datas de novas eleições para os cargos de prefeito e vice-prefeito em 25 municípios.

As eleições foram anuladas nessas cidades porque os candidatos que obtiveram mais de 50% dos votos válidos concorreram com seu registro rejeitado pela Justiça Eleitoral.

Por isso os votos que foram recebidos por esses candidatos foram anulados.

As novas votações ocorrerão em março e abril em cidades do Amapá, da Bahia, de Minas Gerais, de Mato Grosso do Sul, do Paraná, do Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e de São Paulo, de acordo com informações do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Aumentam fiscalização e autuações da lei seca

Bafômetro flagra 138 embriagados em vias estaduais no Carnaval

Queda de tenda mata 1 e fere 49 no litoral da Bahia

Acidente ocorreu na Costa do Sauipe; operário de 32 anos que montava lona ficou preso nas ferragens e morreu na hora

De Michelangelo a Rafael, conheça as obras-primas do Vaticano

Os cardeais escolherão o novo papa em meio às obras-primas do Vaticano

Antes da pílula, penicilina iniciou revolução sexual, mostra estudo

Cura para a sífilis iniciou comportamento mais liberal já nos anos 1950

O ESTADO DE S. PAULO

Bento XVI critica ‘hipocrisia religiosa’ e Igreja ‘desfigurada’

Na primeira aparição pública após a renúncia, Bento XVI usou a homilia de Quarta-Feira de Cinzas para criticar os que estariam “instrumentalizando Deus” e deu indicações de que a divisão da Igreja pesou em sua decisão, relatam os enviados especiais Jamil Chade e Filipe Domingues. O papa afirmou que “a divisão do clero” e “a falta de unidade” estão “desfigurando a Igreja”. Seu alvo eram cardeais que provocam a discórdia na instituição. Bento XVI recordou que, no texto bíblico, Jesus denuncia a “hipocrisia religiosa, o comportamento que quer aparecer, as relações que buscam o aplauso e a aprovação”. Em sua última missa na Basílica de São Pedro, o papa entrou caminhando sem ajuda e falou por horas, reforçando a impressão de que sua fragilidade é sobretudo política. Fiéis o receberam com aplausos.

Escolha do sucessor

Início. Cardeais entram em conclave em no mínimo 15 e no máximo 20 dias após a renúncia. Ou seja, a escolha do sucessor de Bento XVI não começará antes de 15 de março.

Pressa. Especialistas acreditam que a eleição será rápida e o resultado sairá antes da missa do Domingo de Ramos, em 24 de março.

Votantes. 116 cardeais com menos de 80 anos escolherão o novo papa.

Governo rompe silêncio após 2 dias

O ministro Gilberto Carvalho rompeu o silêncio do governo sobre a renúncia do papa. No lançamento da Campanha da Fraternidade 2013, disse que “não há problemas entre governo e Igreja”.

Justiça ignora PF em caso de segurança

O Ministério da Justiça deu i aval à entrada de estrangeiros ! no ramo de segurança privada no Brasil, uma operação que a Polícia Federal considerou, pouco antes de ocorrer, que seria uma "evidente burla" à legislação brasileira vigente. Nunca o ministério havia contrariado entendimentò da PF em procedimentos relacionados ao setor. O ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos atuou no caso como advogado da empresa que acabou vendida aos estrangeiros.

Em janeiro de 2012, a empresa G4S, multinacional cujas holdings estão sediadas na Dinamarca e na Inglaterra, protocolou no ministério uma consulta sobre a possibilidade de sua subsidiária brasileira, SSE do Brasil, adquirir cotas de uma empresa brasileira de segurança privada. Ela estava interessada em entrar no Brasil comprando a Vanguarda Segurança e Vigilância.

Na consulta, a G4S afirmou que pretendia atuar "em diversas regiões do País, por intermédio de companhia brasileira com presença nacional". A empresa também sustentou estimar que "os investimentos para os dois anos seguintes seriam da ordem de, aproximadamente, US$ 400 milhões, sem contar a compra de equipamentos e outros insumos". A companhia disse também que avaliava que a geração de empregos diretos poderia chegar a até 45 mil vagas.

Policia aponta esquema na Fazenda de SP

Relatório da Polícia Federal revela como uma organização criminosa se infiltrou em setores da Secretaria da Fazenda de São Paulo e corrompeu servidores para se apoderar de processos fiscais de empresas autuadas por sonegação e outras irregularidades. O documento, de 125 páginas, narra os movimentos e o dia a dia intenso da quadrilha, alojada inclusive na rotina do Tribunal de Impostos e Taxas (TIT) -órgão composto de 16 Câmaras Julgadoras e vinculado à Coordenadoria de Administração Tributária da Fazenda.

A investigação aponta extenso período de predomínio do esquema de pagamento de propinas em dinheiro vivo. A PF identificou o braço da organização no 9.0 andar do Palácio Clóvis Ribeiro, sede histórica do Fisco, à avenida Rangel Pestana, Centro.

A PF indiciou por quadrilha, corrupção passiva e subtração de documentos três funcionárias da área administrativa da Fazenda Cleiresmar Machado, na pasta desde 1990 e há cerca de 11 anos na Divisão de Apoio às Câmaras do TIT; Denise Alves dos Santos, vinculada à Procuradoria-Geral do Estado; e Maria Rodrigues dos Anjos, dos quadros do tribunal de impostos.

Parlamentares esticam feriado e Congresso fica vazio

O ditado popular diz que o ano só começa depois do carnaval, mas no Congresso afolga é ainda mais longa. Enquanto a maioria dos trabalhadores brasileiros retomou a suas atividades ontem, Quarta-Feira de Cinzas, os parlamentares terão ainda mais alguns dias de folia antes de voltar ao ofício.

Câmara e Senado só têm votações previstas para a semana que vem. Até os novos presidentes das Casas, os peemedebistas Henrique Eduardo Alves (RN) e Renan Calheiros (AL), aproveitaram para esticar o feriado.

Não houve nem sequer sessão na Câmara na tarde de ontem. O deputado Izalci (PR-DF) era o único presente em plenário no início da tarde, às 14I1, quando geralmente são abertos os debates. Ficou por cerca de 15 minutos e só então ficou sabendo que nem sequer havia convocação da sessão. Até as 18h, somente cinco dos 513 deputados tinham registrado presença. No Senado a sessão ocorreu, mas só para debates. Durante duas horas, apenas quatro parlamentares se revezaram em discursos na tribuna.

Briga na Câmara desgasta PMDB e já preocupa Temer

À frente dos três cargos da linha sucessória de Dilma, partido vive enfrentamentos públicos e judicialização de seus próprios embates. Tão forte quanto no tempo da Constituinte (1987/88) depois de eleger, há duas semanas, os presidentes do Senado e da Câmara, o PMDB corre o risco de ver essa força se exaurir por causa de brigas internas originadas em disputas por poder dentro do partido. Algumas contendas foram resolvidas em um curto espaço de tempo. Outras ainda não.

A que mais preocupa o presidente licenciado do PMDB e vice-presidente da República, Michel Temer, é a que foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF) e pode até resultar numa punição disciplinar do responsável. Inconformado por ter sido derrotado pelo deputado Eduardo Cunha (RJ) na disputa pela liderança do partido na Câmara, Sandro Mabel (GO) contestou judicialmente a vitória mesmo depois de prometer a Temer que aceitaria o resultado. Ele alegou que Cunha teve votos de dois suplentes, que assumiram em cima da hora.

União Europeia e EUA negociam acordo histórico

União Europeia e EUA vão negociar um acordo de livre comércio. A iniciativa pode estabelecer a maior zona comercial do planeta, respondendo por metade da produção e um terço das trocas de bens e serviços globais. A notícia representa pressão para países emergentes, como China e Brasil.

Com lei seca, estradas têm 13% menos mortes

A fiscalização da lei seca no carnaval retirou 749 motoristas embriagados das estradas paulistas, um recorde. O número de mortos caiu 13% e o de feridos, 58%. Como resultado das blitze, muitos paulistanos deixaram o automóvel em casa e usaram táxi ou transporte coletivo na cidade.

O GLOBO

Carnaval 2013: Vila de Martinho é a campeã

Com a força do samba-enredo de Martinho da Vila e Arlindo Cruz influenciando outros quesitos, como evolução e harmonia, a Vila Isabel conquistou o título de campeã do carnaval de 2013, o terceiro de sua história. A vitoriosa carnavalesca Rosa Magalhães, que não ganhava um desfile desde 2001, saiu da disputa levando de volta para a avenida um carnaval apoiado menos em espetáculo e mais num enredo bem amarrado — ainda que com patrocínio — desenvolvido em fantasias e alegorias inspiradas. A Beija-Flor, segunda colocada, seguiu a mesma tendência.

Trono vazio no Vaticano: Papa condena divisão da Igreja e hipocrisia religiosa

No último e talvez o mais político de seus sermões, o Papa Bento XVI surpreendeu mais uma vez, ao falar abertamente da existência de "divisões do corpo eclesiástico" que, segundo ele, "desfiguram a face da Igreja” e colocam em perigo sua unidade. Bento XVI condenou a hipocrisia religiosa e abordou indiretamente os escândalos que sacodem o Vaticano nos últimos anos, relata Deborah Berlinck.

Imagem dessacralizada

Teólogos consideram a renúncia do Papa a revolução da hierarquia eclesiástica e a dessacralização de um cargo para eleitos, que só se abandona para passar ao reino dos céus.

Entrevista: Dom José Freire Falcão

O cardeal emérito diz que Bento XVI foi vencido pela pouca capacidade de comunicação.

Comércio exterior: EUA e Europa podem ter acordo

Até fim de junho, EUA e União Européia abrirão negociações para criar aliança de livre comércio, anunciou Obama. O acordo pode ser fechado no fim de 2014.

Até tu, Esplanada: Ministérios não seguem normas

Pelo menos cinco ministérios, além da Câmara e do Senado, apresentam problemas como falta de alvará e de projetos definitivos de prevenção contra incêndio. A maioria dos órgãos públicos da Esplanada dos Ministérios e da administração federal garante que segue as normas de segurança para evitar incêndios e tragédias como a de Santa Maria (RS). Mas nem tudo está 100%. Há desde edifícios sem alvará a projetos de prevenção que ainda estão em processo de elaboração. No Congresso, existe até mesmo uma saída de emergência trancada. Quem está em situação pendente promete resolver tudo em breve. Entre os ministérios, há ao menos cinco prédios que têm algum tipo de pendência. Neles, funcionam oito pastas. Também há problemas na Câmara dos Deputados e no Senado.

Em artigo publicado no GLOBO no dia 4, o ex-deputado Paulo Delgado (PT-MG) disse que "o plenário da Câmara dos Deputados não tem habite-se e reúne mais deputados do que o Brasil precisa. Superlotado, o lúgubre vespeiro que é seu interior não resiste ao pânico. Se houver sincera agitação, por medo ou violência, metade dos deputados morre esmagada, para alegria de quem não vê seriedade na política. Não há janelas, saída de emergência, tudo é carpete, pelas portas não passam duas pessoas às pressas".

Questionada a respeito, a Câmara rebateu o ex-parlamentar, mas reconheceu que é preciso fazer melhorias. "Não procede a declaração de que o plenário não estaria apto a enfrentar uma situação de pânico, pois o local possui portas amplas e saídas alternativas, não apenas a saída principal e uma acessória. Possui também saídas pelo comitê de imprensa, pela sala VIP e pelas galerias superiores. Porém, entendemos que sejam necessárias melhorias na sinalização dessas rotas de fuga", informou a assessoria de imprensa da Câmara.

Ministro discute com governo transferência de presos

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, esteve reunido com o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), no final da tarde de ontem em Florianópolis, na residência oficial do governador, para tratar das ações para a transferência de presos que integram facções criminosas, que atuam dentro do sistema prisional, para unidades de Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), do governo federal. Não foi divulgado como a transferência de presos vai ocorrer e quantas vagas serão disponibilizadas. O governo catarinense adiantou apenas, no início da noite, que os presídios federais ficam nos estados do Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Paraná, Brasília e Rondônia. Até ontem, 97 ataques dos criminosos foram registrados no Estado.

Alheio a protestos, Renan gasta R$ 22 mil em spa antiestresse

Isolado do barulho dos protestos nas ruas de cidadãos que ontem cravaram 1,48 milhão de assinaturas na internet pedindo seu impeachment, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), relaxa com a mulher, Verônica, desde a semana passada no spa do Kurotel, um dos dez melhores spas médicos do mundo, e que tem em sua clientela mais cativa milionários e políticos brasileiros. Por R$ 22,2 mil, o casal Renan comprou o pacote antiestresse e ficou hospedado até ontem numa das quatro suítes mais caras, localizada num andar exclusivo com elevador privativo, espaço com business center, DVD, sala de massagem, serviço de abrir mala, lençol de algodão egípcio, cobertor de pluma de ganso e menu de travesseiros.

Do estresse causado pelos ataques e pela insistência dos que querem vê-lo longe da presidência do Senado, Renan está se tratando com a ajuda de psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, dermatologistas, sessões de cinema, aulas de culinária, jantares especiais, apresentações culturais, música ao vivo, recitais de piano, aulas de dança de salão e jogos. Renan e a mulher estavam acompanhados do também senador Gim Argello (PTB-AL), um dos seus mais fiéis aliados.

Deputado faz acordo para pagar dívida

O deputado federal Carlos Bezerra (PMDB-MT) é o primeiro político citado em investigações do mensalão a ser acionado na Justiça, pela União, para devolver dinheiro aos cofres públicos. Ex-presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em 2004 e em 2005, Bezerra foi multado em R$ 15 mil pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por suposto favorecimento ao BMG, banco escolhido para operar o programa do governo federal de crédito consignado a aposentados. A multa foi aplicada em 2006.

O deputado não pagou o débito e, diante da recusa, a Advocacia Geral da União (AGU) propôs ação de execução da dívida na Justiça Federal em Cuiabá, inclusive com pedido de bloqueio de bens do parlamentar. O processo tramita desde maio de 2012. Para evitar a penhora de bens, Bezerra fez acordo de parcelamento da dívida, estimada em R$ 20.276,37 em junho daquele ano.

CORREIO BRAZILIENSE

“Divisões deturpam a igreja”, alerta o Papa

Na missa que marcou o início da quaresma, Bento XVI criticou a “hipocrisia religiosa” e ressaltou a necessidade de o Vaticano “superar rivalidades internas”. Com a declaração, o pontífice reforçou os indícios de que as disputas em Roma tiveram peso relevante na renúncia. A Santa Sé informou que o conclave ocorrerá a partir de 15 de março.

Mensagem ao Brasil recomenda atenção especial aos jovens

Gilberto Carvalho nega “relação fria” com a CNBB

Estados Unidos: Obama prioriza a classe média

Num discurso agressivo, o presidente cobrou a ajuda do Congresso na implementação de medidas para salvar a economia. O democrata manteve a disposição de aumentar os impostos dos mais ricos.

Acidente: Dilma sofre lesão no pé

A presidente usará bota ortopédica devido a uma fissura no dedão. Segundo o Palácio do Planalto, ela escorregou numa escada durante o feriado.

Nota legal: Prazo final será mantido

Os contribuintes têm até amanhã para usar os créditos no abatimento dos valores do IPVA ou do IPTU. Segundo o GDF, está descartada a mudança no calendário.

Lei seca mais rígida, trânsito menos violento

Desde a última sexta-feira, cinco pessoas morreram nas pistas do DF. O número é a metade do registrado no carnaval de 2012. A fiscalização apreendeu 237 motoristas que dirigiam embriagados.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!