Deputados da base que votaram contra o governo

Veja, em ordem alfabética, quais foram os deputados de partidos da base governista que, descumprindo a orientação do Palácio do Planalto, votaram pela fixação do salário mínimo em R$ 560:

Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP)
Enio Bacci  (PDT-RS)
Eudes Xavier (PT-CE)
Felipe Bornier (PHS-RJ)
Francisco Praciano (PT-AM)
Giovanni Queiroz (PDT-PA)
Jair Bolsonaro (PP-RJ)
João Dado (PDT-SP)
Miro Teixeira (PDT-RJ)
Paulo Maluf (PP-SP)    
Paulo Pereira da Silva (PDT-SP)
Reguffe (PDT-DF)
Salvador Zimbaldi  (PDT-SP)   
Sebastião Bala Rocha (PDT-AP)
Vieira da Cunha (PDT-RS)
Zoinho  (PR-RJ)

Veja agora, também em ordem alfabética, quais os deputados da base governista que votaram pela fixação do salário mínimo em R$ 600:

Felipe Bornier (PHS-RJ)
Francisco Floriano (PR-RJ)
Jair Bolsonaro (PP-RJ)
Luiz Argôlo (PP-BA)
Oziel Oliveira (PDT-BA)
Sérgio Moraes (PTB-RS)
Tiririca (PR-SP) 
Zoinho (PR-RJ)


Saiba mais sobre o aumento do salário mínimo


Matéria atualizada às 19h15 de 17.02.2011, com o acréscimo do nome do deputado Felipe Bornier (PHS-RJ), que votou com a oposição nas duas votações.                                                   

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!