Comissão da Câmara aprova convocação de Palocci

Edson Sardinha
A oposição conseguiu furar o cerco erguido pela base governista e aprovar a convocação do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, na Câmara. A Comissão de Agricultura e Pecuária aprovou o requerimento apresentado pelo deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que exige que o ministro compareça ao colegiado para explicar a atuação de sua empresa de consultoria, a Projeto.

Líderes da base governista estão reunidos neste momento com o presidente da comissão, Lira Maia (DEM-PA), e tentam reverter a decisão ou, ao menos, transformar a convocação, cuja presença é obrigatória, em convite, modalidade em que o comparecimento é facultativo. O requerimento aprovado não fixa data para a audiência com o ministro.

O pedido foi apresentado na comissão há duas semanas, depois que os oposicionistas fracassaram na tentativa de convocar Palocci, primeiro, na Comissão de Fiscalização e Controle e, depois, no plenário da própria Casa.

A oposição quer questionar o ministro sobre como patrimônio dele cresceu 20 vezes nos quatro anos em que ele esteve na Câmara e se ele praticou tráfico de influência no trabalho como consultor. Palocci diz não haver nada errado com sua evolução patrimonial e atribui o aumento nos rendimentos aos trabalhos realizados por sua empresa de consultoria. O ministro afirma que não pode revelar quem eram seus clientes por causa de uma cláusula de confidencialidade que havia nos contratos firmados por ele com as empresas.

Leia ainda:
Governistas barram convocação de Palocci

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!