CNBB pede a Dilma ‘fidelidade no cumprimento das promessas’

Bispos católicos esperam que a presidenta eleita cumpra, entre outras coisas, o compromisso de não tornar o aborto legal no país, como ela prometeu em carta às igrejas

Em nota oficial, divulgada nesta segunda-feira (1º), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) saudou a presidente eleita Dilma Rousseff (PT) pela vitória e pediu à ex-ministra “fidelidade no cumprimento das promessas apresentadas durante a campanha eleitoral”. Entre as promessas, os bispos católicos esperam que a petista atenda ao compromisso, firmado em carta, de não legalizar o aborto.

“Passadas as eleições, o compromisso de todos é unir os esforços na construção de um Brasil com paz, justiça social e vida plena para todos. Pesa sobre os ombros de cada um dos eleitos a responsabilidade de corresponder plenamente às expectativas e à confiança, não só de seus eleitores, mas de toda a Nação brasileira”, diz a nota.

O aborto foi uma das principais polêmicas do segundo turno das eleições presidenciais neste ano. Durante a campanha eleitoral, alguns bispos da Igreja Católica e lideranças evangélicas se posicionaram contra a candidatura de Dilma, por considerar a petista favorável à descriminalização do aborto.

A polêmica tomou proporções maiores com o posicionamento do bispo de Guarulhos (SP), dom Luiz Gonzaga Bergonzini, que orientou padres de sua cidade a pregarem nas missas o voto contra a petista. Para minimizar o impacto eleitoral, durante o segundo turno, Dilma divulgou uma carta à sociedade, em que negava ser favorável ao aborto.

Na nota divulgada hoje pela CNBB, os bispos católicos afirmam ainda que "cabe, agora, a todos nós, brasileiros e brasileiras, a irrenunciável tarefa de acompanhar os eleitos no exercício de seu mandato, a fim de que não se percam nos caminhos do poder de que foram revestidos". A nota é assinada pelo presidente da CNBB, Dom Geraldo Lyrio Rocha, pelo vice-presidente da conferência, Dom Luiz Soares Vieira, e pelo secretário-geral, Dom Dimas Lara Barbosa.

Leia a íntegra da nota da CNBB:

Saudação da CNBB aos eleitos

Ao final do segundo turno das eleições, ocorrido neste domingo, 31 de outubro, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB saúda todos os eleitos – deputados estaduais e federais, senadores, governadores e presidente da República -, augurando-lhes sucesso na tarefa de representar e defender o povo que os escolheu para esta missão. A CNBB cumprimenta de maneira especial a Sra. Dilma Rousseff, eleita presidente da República, a quem caberá dirigir os destinos da nação brasileira nos próximos quatro anos. Dela e dos demais eleitos se espera fidelidade no cumprimento das promessas apresentadas durante a campanha eleitoral. Passadas as eleições, o compromisso de todos é unir os esforços na construção de um Brasil com paz, justiça social e vida plena para todos. Pesa sobre os ombros de cada um dos eleitos a responsabilidade de corresponder plenamente às expectativas e à confiança, não só de seus eleitores, mas de toda a Nação brasileira.

Saudamos o povo brasileiro, que protagonizou o espetáculo da cidadania e da democracia ao participar ativamente das eleições em seus dois turnos. Cabe, agora, a todos nós, brasileiros e brasileiras, a irrenunciável tarefa de acompanhar os eleitos no exercício de seu mandato, a fim de que não se percam nos caminhos do poder de que foram revestidos.

Que Deus, de quem provém toda autoridade, acompanhe cada um dos eleitos com sua graça e sua bênção. O divino Espírito Santo os ilumine e lhes conceda sabedoria a fim de que tomem sempre as decisões mais acertadas para o bem de nosso povo. Imploramos a intercessão de Nossa Senhora Aparecida para os que foram eleitos e para todo o povo brasileiro

Brasília, 31 de outubro de 2010

 

Dom Geraldo Lyrio Rocha
Arcebispo de Mariana
Presidente da CNBB

Dom Luiz Soares Vieira
Arcebispo de Manaus
Vice-presidente da CNBB

Dom Dimas Lara Barbosa
Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro
Secretário-Geral da CNBB

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!