Celso de Mello é internado, e STF adia decisão sobre deputados

Pelo segundo dia seguido, o Supremo Tribunal Federal (STF) adiou a decisão sobre a cassação do mandato dos três deputados condenados no processo do mensalão. A votação ficou para a  próxima segunda-feira (17). O adiamento foi anunciado há pouco por causa da impossibilidade de comparecimento do ministro Celso de Mello, cujo voto – o único que falta – vai desempatar a votação iniciada na semana passada. Ele foi internado ontem à noite com forte gripe, febre e suspeita de pneumonia. Por causa do estado de saúde do ministro, a sessão prevista para ontem havia sido adiada para hoje.

STF adia cassação de mandatos no mensalão

“O diagnóstico inicial não afastou a hipótese de uma pneumonia. Por isso, os médicos decidiram pela sua permanência no hospital para a realização de novos exames”, informa nota divulgada pelo Supremo. Com isso, a exemplo de ontem, a sessão desta quinta-feira será tomada pelo julgamento de outros processos.

Até o momento, quatro ministros votaram pela perda do mandato como consequência da condenação imposta pelo STF; e outros quatro divergiram, alegando que a Constituição determina que a cassação seja decidida pelos 513 deputados. Além da situação dos deputados condenados, o Supremo ainda vai tratar de outros dois assuntos – o reajuste nas multas dos condenados e o pedido de prisão imediata feito pela Procuradoria-Geral da República – para concluir o julgamento do mensalão.

Veja a nota de esclarecimento divulgada pelo STF:

“O ministro Celso de Mello deu entrada ontem (12), às 21h, em hospital de Brasília em função de uma forte gripe.
O diagnóstico inicial não afastou a hipótese de uma pneumonia. Por isso, os médicos decidiram pela sua permanência no hospital para a realização de novos exames.
Caso seja liberado pelos médicos, o ministro Celso de Mello participará da sessão plenária da próxima segunda-feira (17).
A sessão plenária do STF desta quinta-feira (13) está mantida para julgamentos de outros processos.”

Saiba mais sobre o Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!