Brasil cai três posições em ranking mundial da corrupção

Com nota 42, país ocupa apenas o 72º lugar entre as 176 nações pesquisadas. Ranking é feito com base em opiniões de especialistas, empresários, agências de risco, investidores e pesquisas de 13 entidades internacionais

O Brasil ficou em 72º lugar entre 177 países, segundo o Índice de Percepção de Corrupção (IPC), divulgado nesta terça-feira pela Transparência Internacional. O país alcançou nota 42, em uma escala que vai de zero (mais corrupto) a 100. No ano passado, o Brasil ocupava a 69ª colocação entre 176 nações pesquisadas, com nota 43. De lá para cá, entraram em vigor a Lei da Ficha e a Lei de Acesso à Informação e políticos como os condenados no mensalão foram presos. Milhões de brasileiros saíram às ruas para protestar contra a corrupção e cobrar melhoria nos serviços públicos. Mas o país caiu três colocações. Segundo a Transparência Internacional, a colocação do Brasil é preocupante.

De acordo com o levantamento, o país aparece atrás de vizinhos sul-americanos como o Uruguai (19º lugar) e o Chile (22º). Dinamarca, Nova Zelândia, Finlândia, Suécia, Noruega e Singapura aparecem como os países mais transparentes e menos corruptos. Os piores indicadores foram registrados por Líbia, Sudão do Sul, Sudão, Afeganistão, Coréia do Norte e Somália.

O ranking é feito com base em opiniões de especialistas, empresários, agências de risco, investidores e pesquisas de 13 entidades internacionais sobre o grau de percepção que se tem sobre a transparência do poder público.

Leia mais sobre o assunto no UOL

Outros textos sobre corrupção

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!